Conheça os nomes que farão parte da pré-temporada do Chelsea

Nesta sexta-feira (09), o Chelsea iniciou sua pré-temporada em Cobham. Em síntese, com campeonatos continentais de seleções ocorrendo, alguns dos principais jogadores do elenco, a princípio, não participarão dos treinos. Apesar disso, jovens da base e voltando de empréstimo querem mostrar serviço.

Thomas Tuchel foi contratado no meio da temporada passada e, por isso, teve bastante dificuldade em acompanhar alguns nomes fora do elenco principal. Portanto, esta etapa será de extrema importância para preparar os jovens e dar mais força ao time.

Medalhões seguem fora

Na pré-temporada iniciada hoje, teremos dois goleiros já conhecidos. Edouard Mendy, titular da Premier League e da campanha vencedora da Champions. E Kepa Arrizabalaga, o guarda-redes reserva. Entretanto, Willy Caballero teve o contrato terminado com os Blues.

Entre os laterais, conheceremos nomes novos. Na esquerda, Ian Maatsen, de 19 anos, que chegou ao Chelsea em 2018. Desde então, passou pela categoria Sub-23 e foi emprestado ao Charlton. Retornou para Londres tendo características defensivas.

Emprestados buscam espaço

Outro lateral que fará parte da pré-temporada é Rahman Baba. Ao contrário de Maatsen, Rahman é um lateral ofensivo, que pisa bastante na área adversária. Porém, de vez em quando apresenta falhas na marcação. O ganês iniciou sua carreira em seu país natal, mas logo foi jogar na Alemanha.

Fez uma boa temporada pelo Augsburg, quando foi comprado pelo Chelsea. Ainda assim, não rendeu o esperado e passou por inúmeros empréstimos, jogando na França, na Espanha, na Grécia e até retornando para a Alemanha. Por último, temos Marcos Alonso já treinando em Cobham. O lateral está de volta após mais uma temporada como reserva.

Baba está de volta à equipe (Foto: Getty Images)

Juventude e experiência brigando por vaga

No lado direito, o Chelsea vai ter mais nomes desconhecidos. A princípio, Davide Zappacosta está de volta. Depois de algumas oportunidades na Itália, ele volta para Londres e treina com o Chelsea. Entre os jovens da base, Tino Livramento deverá subir ao profissional, para treinar com a equipe.

Tino foi eleito o melhor jogador da Academia na temporada passada. Agora, vai tentar provar à Tuchel que suas arrancadas até o fundo do campo podem ser úteis ao time. Além de Livramento, Dujon Sterling é mais um lateral direito com formação pelo Chelsea.

Chegou a ser emprestado ao Coventry City e ao Wigan. Porém, agora tentará uma vaga no time principal dos Blues. Dujon tem características defensivas e chegou a atuar em uma linha de três zagueiros do Chelsea Sub-23. Do mesmo modo, Henry Lawrence tem futebol parecido com o de Sterling, também podendo atuar como zagueiro. Lawrence é o último lateral direito que fará parte do grupo.

Zagueiros emprestados retornam a Cobham

Para a composição da zaga, teremos cinco jogadores, sendo nenhum deles titular do Chelsea principal. O primeiro é Marc Guehi, jogador de apenas 20 anos mas com alto valor de mercado. É um grande passador e tem boa qualidade com a bola nos pés.

Todavia, tem pouca velocidade em duelos com atacantes rápidos. Marc evoluiu seu futebol em duas passagens pelo Swansea e agora retorna para os Blues. Malang Sarr também é zagueiro e foi procurado pelo Chelsea no ano passado, sendo emprestado ao Porto. Por lá, chegou a jogar pelo Porto B e conseguiu apresentar falhas, como a defesa da grande área, e qualidades, como cortes e divididas no chão.

Há espaço para Malang Sarr? (foto: Aceh Football)
Sarr performou em Portugal na última temporada (foto: Aceh Football)

O holandês Xavier Mbuyamba, ex-Barcelona e antigo jogador de base holandesa, chegou no Chelsea em agosto de 2020. É um zagueiro alto e forte em duelos. Contudo, peca em recuperações de velocidade. O último zagueiro, mas não menos importante, é Clark Salter.

Ele ingressou em Londres em 2014 e teve passagens pelo Bristol Rovers, pelo Sunderland, pelo Vitesse e duas vezes pelo Birmingham, até retornar aos Blues. Salter tem velocidade, mas comete erros em disputas no chão. Em outras palavras, nem sempre se dá melhor em divididas.

Meio-campo repleto de opções, mas quem terá oportunidade?

Na lista de meio-campistas, Conor Gallagher volta à Londres após uma temporada no West Brom. Apesar do rebaixamento de seu último clube, Conor foi um dos grandes destaques da equipe. Chamou a atenção por ser um meia versátil, podendo organizar a saída de bola. Ou seja, distribuindo passes para achar espaços.

Além disso, ele também costuma pisar no ataque para arriscar uma finalização. Em contrapartida, Trevoh Chalobah se posta no campo como um meia defensivo, podendo ser improvisado de zagueiro. Trevoh tem experiência em outros clubes, tendo em vista suas passagens pelo Ipswich, pelo Huddersfield e pelo Lorient da França.

“De volta ao lar”

Ao contrário de Chalobah, Lewis Bate nunca foi emprestado, mas jogou pelo Chelsea Sub-18 e Sub-23. Ele tem um futebol semelhante ao de Gallagher: inverter bolas e organizar a construção de jogadas. E para esse início de temporada, Bakayoko fará parte do elenco após uma temporada no Napoli.

Ruben Loftus-Cheek, retornando do Fulham e Ross Barkley, do Aston Villa, também são meio-campistas que estarão presentes na pré-temporada. Além deles, Faustino Anjorin terá mais chances. Na temporada passada, Tino participou de três partidas com a equipe principal. Fora dela, atuou no Chelsea Sub-23, mostrando serviço com lançamentos e criações de jogadas.

Anjorin comenta sobre a sua estreia na UEFA Champions League.
Anjorin terá mais uma oportunidade na equipe principal (Chelsea FC / Site)

Ataque desfalcado sem as principais peças

Os jogadores de ataque, como Callum Hudson-Odoi, Hakim Zyech e Christian Pulisic retornam das férias. Kenedy, depois de uma boa temporada no Granada, treinará novamente em Cobham enquanto negocia com outros clubes, como o Flamengo.

Na última posição do campo, Tammy Abraham e Armando Broja buscarão a artilharia do time. Em suma, Tammy pode ter um empréstimo concretizado. Enquanto Broja volta do Vitesse, próximo da renovação com os Blues. Todavia, mesmo sendo um centroavante, Armando tem bastante movimentação e méritos na finalização de jogadas.

Por fim, o Chelsea fará partidas na Irlanda e confirmou duelos contra Tottenham e Arsenal, em meio a preparação para a final da Supercopa da Europa e o início da Premier League.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Guilherme Néri