Conhecendo os Rivais Parte #4 – Liverpool

Jogadores comemoram a Premier League de 1989/90, última conquistada pelos Red’s
(Foto:Telegraph)

Nova semana, novo Conhecendo os Rivais. Na ultima semana conhecemos a equipe do Arsenal. Hoje vamos conhecer o elenco do segundo maior campeão da história da Premier League: O Liverpool.

Para ler os episódios anteriores, clique nos links abaixo:

Conhecendo os Rivais Parte #3 – Arsenal

Conhecendo os Rivais Parte #2 – Manchester United

Conhecendo os Rivais Parte #1 – Manchester City

Liverpool

Brendan Rodgers treina uma equipe que não ganha um Campeonato Inglês à 22 anos. A pressão da torcida exige o título, mas não vai ser desta vez, nem com os atuais jogadores do elenco vermelho que o Liverpool vai ganhar alguma coisa.

Provável Escalação Titular para a temporada 2012/2013:

Pepe Reina

Pepe Reina: O espanhol formado nas categorias de base do Barcelona é um goleiro de renome, mas apenas razoável quanto ao seu futebol. Faz boas defesas mas não é intransponível. Ainda assim, Fernando Torres deve ter de se esforçar para marcar um gol em seu antigo companheiro de clube.

Martin Kelly

Martin Kelly: Não há muito o que se falar de Kelly. Vindo da base, ainda é uma promessa da qual não se espera muito e permanece no time pela falta de opção na posição.

Martin Škrtel

Martin Škrtel: O zagueiro eslovaco não é dos melhores. Apesar de ser um jogador rápido, não apresenta muita precisão nos desarmes. Apenas mediano, em relação aos outros zagueiros da competição, não deve apresentar problemas ao ataque do Chelsea.

Daniel Agger

Daniel Agger: O dinamarquês de 27 anos é um pouco superior ao seu companheiro de zaga, Skrtel, mas também apresenta falhas nos desarmes.

Glen Johnson

Glen Johnson: O ex-Blue Glen também não é um grande jogador. Lateral direito de origem, vem sendo escalado na esquerda de forma improvisada por vontade do técnico Rodgers. Foi selecionado para a seleção de seu país em algumas oportunidades, mas sempre como reserva  e nunca tomou a posição. Glen é um bom marcador e também sabe atacar, mas não passa de mediano em diversos aspectos do jogo e não se apresenta como uma ameaça ao Chelsea ou a qualquer outro clube. Apesar disso, barrou o lateral-esquerdo espanhol José Enrique, que é um jogador mais refinado.

Lucas Leiva

Lucas Leiva: O gaúcho e ex-gremista Lucas, que chegou a ser eleito o melhor jogador do Brasileirão de 2006 e melhor jogador do Liverpool na temporada 2009-10, é um bom jogador. Volante clássico, joga de maneira simples. Seus desarmes são imediatos e seu alcance é excepcional. Seu passe é de bom nível e ele deve ser, mais uma vez, um dos melhores jogadores da equipe.

Joe Allen

Joe Allen: O Galês de 22 anos é uma boa aposta. Comprado junto ao Swansea por £15 Milhões, Allen é um meio-campista de excelente técnica e passe. Em 130 jogos pelo Swansea, Allen marcou 7 gols, porém sua característica é a armação da jogada, e isso faz dele um dos melhores jovens da posição em todo o campeonato.

Steven Gerrard

Steven Gerrard: O Lendário meio-campista do Liverpool não está no auge do seu futebol a alguns anos. Gerrard, ainda assim, é o principal nome da equipe. Com 406 jogos pelos Red’s, marcou 89 gols e pela seleção Inglesa fez 96 jogos e 19 gols. Integrante da denominada ‘Geração de Ouro’ da Inglaterra, Steven ainda tem mais alguns anos de carreira pela frente e deve nos dar algum trabalho.

Stewart Downing

Stewart Downing: Downing tem bom passe e técnica, mas ajuda pouco na marcação. Em resumo ele é um bom jogador, mas atua apenas como um suporte para Gerrard.

Luiz Suárez

Luiz Suárez: O Uruguaio é um bom atacante, mas precisa se manter fora das confusões extra-campo e das lesões. Com a bola no pé, Suárez é mortal. Está entre os cinco melhores jogadores do campeonato em sua posição e deve dar trabalho à defesa do Chelsea.

Fabio Borini

Fabio Borini: Formado pelo nas categorias de base do Chelsea, em Cobham, Borini tem 21 anos e 1,80m. Atacante de área, as atuações de Borini não são das melhores, mesmo assim é titular. Sua finalização é razoável e tem registrado 15 gols como profissional em toda a sua carreira, em aproximadamente 37 jogos. Apesar de não ser grande fã do jogador, admito 0,4 gols por jogo que é uma boa média.

Resumindo: O time titular do Liverpool é extremamente fraco e não faz jus à camisa do clube. Sua zaga é das piores entre o ‘Big-6‘, seu meio campo tem algum talento, mas não sai da cabeça de Gerrard, que,como dito anteriormente, já não é mais o mesmo de anos atrás. Talvez a chegada de Allen melhore o setor. Seu atacante Suárez sabe jogar o futebol, e Borini deve dar sua contribuição ao time. Brigar pela vaga na Champions? Dificilmente, e digo mais, terminar a competição entre as equipes não rebaixadas já seria uma grande conquista…

E este é o fim da análise sobre o Liverpool. Na semana que vem falaremos sobre mais um candidato à vaga no G-4 da Premier League: Tottenham.

Category: Conteúdos Especiais

Tags:

Article by: Luis Eyer