Cinco jogadores para o Chelsea apostar na próxima temporada

Diante da proibição que o Chelsea recebeu por parte da FIFA, o time está temporariamente proibido de fazer contratações nas duas próximas janelas de transferências. Tendo isso em mente, já é necessário pensar em como o time vai se reforçar para a temporada 2019/2020.

Com diversos jogadores emprestados e joias da base se destacando, o time tem em sua posse boas opções caso a decisão da FIFA não seja revertida, e vamos falar um pouco sobre cada um deles.

Christian Pulisic

Pulisic foi contratado ainda essa temporada, mas só se junta ao time na próxima (Foto: Goal)

Contratado a peso de ouro e vindo do Borussia Dortmund, Pulisic surgiu como destaque do futebol norte americano pelo time alemão. O jogador já demonstrou grande potencial vestindo a camisa amarela e com seus 20 anos chega para revigorar o ataque dos Blues, que conta com os experientes Pedro e William, além de uma provável perda de Eden Hazard ao fim da temporada.

Mesmo já tendo vivido melhores momentos com a camisa do Borussia, Pulisic não tem sido titular absoluto nessa temporada e enfrentou algumas lesões nesse ano, mas tem feito boas apresentações e diante de seu potencial e idade, pode chegar a somar muito na equipe com a camisa azul.

Loftus-Cheek

Loftus-Cheek tem feito grande temporada até aqui (Foto: Yahoo! Sports)

O inglês que é presença constante nas listas de Gareth Southgate tem se firmado cada vez mais na seleção e no clube. Tendo boas aparições com a camisa azul desde a época de Antonio Conte, Loftus-Cheek tem feito uma de suas melhores temporadas com a camisa do Chelsea, mas tem sido atrapalhado por lesões.

O meia tem feito ótimos jogos e tem apresentado uma regularidade que falta em Kovacic e Barkley, fazendo boas apresentações em quase todas as suas aparições, seja no 11 inicial ou vindo do banco. Suas lesões comprometeram uma sequência sólida, mas certamente é um nome certo para ocupar uma vaga no meio de campo, principalmente com os problemas que o clube pode ter para se reforçar.

Hudson-Odoi

Hudson-Odoi tem despertado interesse de gigantes da Europa (Foto: Sky Sports)

Seguindo a mesma linha de Loftus-Cheek, o também inglês Hudson-Odoi é cria do clube e desde o ano passado tem sido aproveitado no time principal. Com apenas 18 anos, o jogador coleciona ótimos jogos e tem sido destaque na Europa League, competição que mais lhe rendeu tempo de jogo na temporada.

Sendo ainda muito jovem, Odoi apresenta irregularidades normais para um jogador de sua idade em um clube do patamar do Chelsea, mas desde seu surgimento é tratado como um dos maiores talentos da base e tem provado isso dentro de campo.

Assim como Pulisic, Odoi atua pelos lados do campo, podendo ser mais uma opção revigoradora, principalmente levando em consideração a irregularidade de Pedro e William, que também já tem uma idade avançada e não se espera mais grandes melhores em seu futebol.

Tendo sido convocado para a seleção principal na última semana, Odoi tem ganhado visibilidade pelo seu futebol apresentado e deve ser mais uma opção para os Blues, onde sua manutenção é fundamental, visto que outros clubes tem demonstrado interesse no jogador.

Kurt Zouma

Zouma tem recuperado seu bom futebol no Everton (Foto: Getty Images)

O zagueiro francês já viveu grandes momentos com a camisa azul sobre o comando do português José Mourinho, tendo assumido a titularidade absoluta na temporada 2015/2016, que foi interrompida por uma grave lesão no ligamento do joelho.

Desde então, o jogador ganhou poucas chances no time e foi emprestado diversas vezes. Hoje emprestado ao Everton, o zagueiro é nome certo no 11 inicial de Marco Silva e seu bom início de temporada lhe rendeu uma convocação aos campeões do mundo no fim de 2018.

Tendo boa sequência com a camisa do time de Liverpool, Zouma ainda é jovem e pode ser mais um nome a revigorar a defesa do Chelsea, que conta ainda com Christensen e Rüdiger, além dos experientes David Luiz e Cahill. Este último não deve permanecer na equipe, visto que não tem sido aproveitado, além de ter uma idade já avançada.

Tammy Abraham

Abraham tem tido uma temporada goleadora com a camisa do Aston Villa (Foto: Daily Express)

Por último mas não menos importante, o jovem goleador Tammy Abraham. Emprestado ao Aston Villa nessa temporada, o jovem inglês de 21 anos marcou 21 gols em seus 32 jogos disputados até aqui. Sendo considerado também como umas das melhores joias do base, o time passa por uma situação complicada no ataque e o jogador pode ser opção para os Blues.

A situação de Higuaín segue indefinida, visto que o time adquiriu o jogador por empréstimo com opção de compra, mas está proibido de contratar, onde o prazo de término da punição ultrapassa o tempo de contrato do jogador argentino. Enquanto isso, Giroud segue como opção, mas não passa confiança de assumir o comando de ataque do time, e já tendo uma idade avançada e pouco tempo de contrato, sua permanência também é uma incógnita.

Sendo assim, Abraham pode surgir também como uma opção para o banco de reservas, ganhando tempo de jogo aos poucos, como Odoi e Loftus-Cheek. Provando seu valor, o centroavante inglês pode, assim como seus conterrâneos, se tornar uma opção para assumir o comando de ataque dos azuis.

Túlio Henrique