Brasil e Alemanha, Willian e Rüdiger: dia de definir as classificações

Dois representantes do Chelsea e as respectivas seleções decidirão seus futuros na Copa do Mundo nesta quarta-feira (27). Antonio Rüdiger e Willian farão o possível pela sobrevivência no torneio por, no mínimo, mais um jogo. O primeiro poderá entrar em campo às 11h (de Brasília), enquanto que o camisa 22 dos Blues conseguiu seguir no time de Tite que vai para o tudo ou nada às 15h.

Depois da derrota inesperada para o México na estreia, a Alemanha operou um milagre aos 49 minutos do segundo tempo e venceu a Suécia, de virada, mantendo-se com chances reais de classificação no Grupo F. O zagueiro Rüdiger não esteve no revés, sendo opção no banco de reservas, mas atuou como titular no triunfo, com a contusão de Hummels. Este por sinal, recuperado de dores no pescoço, deve retornar e jogar na vaga de Boateng, que foi expulso no clássico europeu. Mesmo assim, Rüdiger não tem a permanência garantida no time, já que Sule pode ser o escolhido do técnico Joachim Low, devido ao entrosamento entre ele e o seu companheiro de Bayern de Munique.

Com o mesmo número de pontos da Suécia, os alemães necessitam conquistar um resultado igual ou melhor do que os rivais diretos, que enfrentam o México. Porém, esta é a conta simples da chave, pois nem os próprios mexicanos têm a vaga garantida, nem a Coreia do Sul já está matematicamente eliminada.

No Grupo E, o Brasil soma quatro pontos. Lidera. Entretanto, não pode cochilar. Encara a Sérvia (3ª, com três pontos) que, em caso de vitória, o ultrapassa na tabela. Além disso, a Suíça (2ª) – que soma a mesma pontuação dos brasileiros – duelará com a já eliminada Costa Rica, com boas chances de fazer saldo de gols. Willian não esteve bem nos dois primeiros compromissos dos pentacampeões mundiais. Agora, terá uma grande oportunidade de ajudar os companheiros e mudar sua própria história em Mundiais.

Sempre vale lembrar. Se um deles passar em primeiro e o outro em segundo, Rüdiger e Willian vão se reencontrar. Não em Stamford Bridge. Desta vez, na Rússia e vestindo as camisas de seus países. “Haja coração!”

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

A gente sabe que você também tem o sangue azul. Apoie o Chelsea Brasil e ajude a escrever a nossa história! Link direto para a campanha: https://goo.gl/6AAUzD.

Apoie o Chelsea Brasil

Patrick Monteiro