Terceiro tempo: Final da Europa League pode ser a despedida de Hazard

A temporada do Chelsea se aproxima do seu fim enquanto a equipe se prepara para a final da Europa League, contra o Arsenal, no dia 29 de Maio, em Baku, no Azerbaijão.

Os Blues já se classificaram para a próxima Champions League, pois terminaram a Premier League em terceiro lugar. O Arsenal, por sua vez, terminou a liga doméstica em quinto lugar, e por isso necessita do título da Europa League se pretende estar presente na próxima edição da Champions.

Todavia, essa perspectiva pacífica e sem pressão na qual o Chelsea se encontra está apenas dentro de campo. Nem tudo são flores para a equipe azul de Londres fora dos gramados, já que a principal estrela do time, Eden Hazard, parece mesmo estar se despedindo.

Primeiro Tempo: o “namoro” com o Real Madrid

O interesse do Real Madrid no belga já vem de algumas temporadas, mas ganhou força após as péssimas campanhas do time espanhol em todas as competições que disputou na temporada.

Ao mesmo tempo, o interesse de Hazard em jogar no Real Madrid também já está claro há algum tempo. O jogador disse que já tomou uma decisão sobre seu futuro, mas quer esperar o fim da temporada para anunciá-la. Dessa forma, os torcedores já estão se acostumando com a ideia de perdê-lo já que, caso decidisse ficar em Londres, não precisaria esperar até o fim da temporada para fazer o anúncio.

Está cada vez mais claro que o belga quer se juntar ao time espanhol para se tornar um jogador de um patamar ainda maior. Ele vê nos merengues a possibilidade de se tornar um dos maiores jogadores da história e quem sabe até mesmo a chance de ganhar uma Bola de Ouro.

Eden Hazard já deixou claro que quer jogar no Real Madrid em algum momento (Foto: Getty Images)

Outro fator que pode ajudar na transferência é o fato de que o camisa 10 já declarou mais de uma vez que Zinedine Zidane é o seu maior ídolo no futebol. Portanto, a volta de Zidane pode acelerar ainda mais o processo.

O contrato do belga com o Chelsea vai até a metade de 2020, ou seja, caso a equipe merengue quisesse esperar um ano, ele poderia se transferir sem custos.

Segundo Tempo: o que o Chelsea deve fazer?

Deve-se ter em mente que ainda não se sabe se o Chelsea poderá contratar novos jogadores na próxima janela, devido à punição da FIFA. Assim, pode-se dizer que vender a sua maior estrela agora ou no próximo ano é uma decisão que só deve ser tomada quando os Blues de fato souberem quando a punição estará em vigor.

Perder o melhor jogador do time sem ter a capacidade de contratar ninguém pode ser um golpe duro para os Blues, mas manter o atleta e deixá-lo sair sem custos em 2020 pode ser tão ruim quanto. Portanto, ainda não se sabe exatamente como essas questões irão se desenvolver.

O clube poderia tentar uma renovação de contrato, oferecendo ao camisa 10 o maior salário da Premier League, mas é difícil dizer se isso seria o suficiente para fazer o belga desistir de seu sonho.

O craque do Chelsea e da Bélgica já está entre os jogadores mais bem pagos da Premier League (cerca de £200,000 por semana), mas recebe menos do que Alexis Sanches (cerca de £400,000), Mezut Özil (cerca de £300,000), Kevin De Bruyne (cerca de £350,000), Sergio Aguero (cerca de £250,000), David Silva (cerca de £220,000) e Paul Pogba (cerca de £290,000).

Caso a punição da FIFA seja revertida, o jogador com maiores possibilidades de ser contratado como substituto de Hazard seria o galês Gareth Bale, que vem mal no Real, ficando muitas vezes no banco. Bale foi bastante criticado pela imprensa espanhola nos últimos tempos por sua falta de ambição em campo e sua falta de comprometimento com os objetivos do clube merengue.

Uma troca entre os dois seria extremamente vantajosa para a equipe de La Liga, porém poderia ser uma saída menos dolorosa para Sarri e seus comandados, que ao menos receberiam um jogador de bom nível em troca de sua maior estrela.

Fato é que o grande expoente dos Blues está cada vez mais perto do Real Madrid, que busca nomes que possam ser protagonistas em uma nova era do clube, a era sem Cristiano Ronaldo.

Muitos nomes vêm sendo especulados, não só o do belga. Entre eles, estão o francês Kylian Mbappé, o brasileiro Neymar, o dinamarquês Christian Eriksen, o inglês Harry Kane e o argentino Mauro Icardi.

O torcedor dos Blues pode não querer admitir, mas analisando a lista de possíveis reforços do time espanhol, fica claro que Hazard está entre os mais prováveis pensando em uma transferência. O belga não seria tão caro quanto Mbappé, Neymar ou Kane, e seria um reforço mais pesado e comemorado do que Icardi ou Eriksen.

Acréscimos: Hazard sempre será um ídolo

Resta ao Chelsea torcer por uma vitória contra o Arsenal na final da Europa League, o que seria, na pior das hipóteses, uma despedida honrosa e alegre para o maior jogador do Chelsea nos últimos seis anos.

A trajetória dele nos Blues vem sendo duradoura e marcante. Ele já fez história vencendo uma vez a Europa League (2013), duas vezes a Premier League (2015 e 2017), uma Copa da Inglaterra (2018) e uma Copa da Liga Inglesa (2015).

Agora, ele pode pode adicionar mais um título importante à lista. Basta vencer o Arsenal na final da Europa League. Vale observar também que vencer a competição se traduziria no primeiro título da carreira de Maurizio Sarri, que teve ótimas campanhas com o Napoli, na Itália, mas jamais conseguiu qualquer título.

O belga já ganhou muitos títulos importantes pelo Chelsea (Foto: Chelsea FC)

É importante lembrar que nada foi confirmado, contudo, os torcedores não devem alimentar grandes esperanças, porque o maior motivo por trás dessa provável transferência não é o dinheiro, a cidade, nem o status, mas sim a realização do sonho de um dos maiores jogadores de futebol do mundo na atualidade.

Nas últimas décadas, o Chelsea não costumava vender grandes jogadores a menos que estivessem em idade avançada. Essa realidade terminou com a venda de Thibaut Courtois no início da atual temporada, e agora segue rumo com o provável reencontro entre os belgas na equipe merengue a partir da próxima temporada.

Permanecendo na Inglaterra ou não, Eden Hazard sempre terá seu lugar no coração dos torcedores, que jamais esquecerão os serviços prestados ao clube, sempre com muita seriedade e respeito. Ele foi um dos jogadores mais técnicos que já vestiram a camisa da equipe azul de Londres e já fez o suficiente para estar no mínimo entre os cinco melhores jogadores da história do Chelsea.

Bruno Pizarro