Na História: legado de Cech não vem sendo correspondido

Kepa não vem demonstrando segurança e faz Chelsea ir atrás de outras alternativas

Quando pensamos em grandes ídolos dos Blues, é difícil o nome de Petr Cech não vir a cabeça. Um dos melhores goleiros da história do clube inglês, se transferiu para o Arsenal na temporada 2015/16. Lá, atuou por quatro temporadas e encerrou sua carreira.

O goleiro chegou em Stanford Bridge em 2004, vindo do Rennes por €13 milhões. Logo em sua primeira temporada, o arqueiro alcançou a marca de 24 clean sheets nos 38 jogos disputados. Números brilhantes para um goleiro de apenas 22 anos na época. Na era Premier League, Cech é o goleiro com mais clean sheets no campeonato, com 220 ao total. Ele também é o sexto no ranking de jogadores que mais atuaram pelos Blues, com 494 partidas.

Pelo Chelsea, o goleiro tcheco conquistou o principal título do clube: a Liga dos Campeões de 2011-12. Além disso, o arqueiro também conquistou cinco vezes o Campeonato Inglês (2004-05, 2005-06, 2009-10 e 2014-15), quatro vezes a Copa da Inglaterra (2006-07, 2008-09, 2009-10 e 2011-12) e a Liga Europa de 2012-13.

Sem espaço no Chelsea, Cech trocou de clube sem mudar de cidade. Aos 33 anos, o goleiro se transferiu para o Arsenal por 14 milhões de euros. De lá para cá, muitos goleiros atuaram como guarda-redes do clube londrino. Por isso, o Na História desta semana irá alguns que tiveram esse duro desafio de assumir o legado deixado por Petr Cech.

Cech transmitiu segurança sempre que jogou

Thibaut Courtois

Campeão duas vezes da Premier League, uma FA Cup e uma taça da liga, o belga foi um dos poucos que após era Cech fez boas atuações pelos Blues. Pelos Blues, foram 126 partidas disputadas e 121 gols sofridos. Em 49 jogos ele não sofreu gol. O “gigante” foi um dos principais nomes do Chelsea, até sua transferência para o Real Madrid, em 2018.

Um goleiro seguro, que após seu retorno de empréstimo ao Atlético de Madrid, forçou a saída de Petr Cech para o rival londrino. Contudo, o goleiro oscilava em momentos, e muitos diziam que não seria o substituto ideal o goleiro da Republica Tcheca. Por fim, acabou saindo como um dos melhores que passaram pelo gol do time londrino após a era Cech.

Courtois foi um dos grandes nomes do gol dos Blues (Foto: Premier League)

Asmir Begovic

No Stoke City, Begovic sempre chamou a atenção. Seu status como goleiro foi crescendo na medida em que, a cada Premier League, seu nível aumentava. Muitas defesas difíceis e um número considerável de clean sheets, segurando a onda em uma equipe de porte médio. Em razão disso, os Blues o adquiriram por €11 milhões de euros. Contudo, o goleiro bósnio nunca se firmou no clube. Ele chegou logo após a saída de Cech, e era visto como uma possível sombra para Courtois.

Em sua primeira temporada disputou 25 partidas, atuando inclusive em cinco oportunidades na Liga dos Campeões. Todavia, na temporada seguinte atuou em apenas oito jogos. Não aproveitado, os Blues negociaram sua transferência com o Bournemouth por €8 milhões de euros.

Dessa forma, Begovic atuou em 33 partidas pelo clube londrino, sofrendo 41 gols e não sendo vazado em 10 oportunidades. Atualmente ele disputa a Championship pelo Bournemouth.

Goleiro teve poucas oportunidades

Willy Caballero

No dia 01/07 de 2017, o Chelsea anunciou a contratação do ex-Manchester City, o goleiro argentino Willy Caballero. Caballero se juntou ao time de Stamford Bridge após a saída de Asmir Begovic para o Bournemouth. O goleiro argentino passou três anos no Manchester City, além de ter atuando no Boca Juniors (Argentina), Elche e Málaga (Espanha).

A princípio, o arqueiro chegou aos Blues para ser mais uma opção de elenco. O argentino nunca foi sinônimo de segurança embaixo das traves, mas teve sua melhor temporada no Málaga, da Espanha, onde o clube foi bem entre os anos 2011 e 2013.

Na temporada passada, assumiu a titularidade da equipe, após a ida de Kepa Arrizabalaga ao banco de reservas. Desta forma, Willy atuou em importantes jogos, tais como o segundo jogo da fase oitavas de final da Champions League. Além da final da Copa da Inglaterra, contra o Arsenal. Entretanto, suas aparições nunca foram vistas com bons olhos. Por fim, Caballero atuou em 38 oportunidades pelos Blues, sofreu 42 gols e não foi vazado em 14 jogos.

Eduardo e Blackman

A dupla não chegou sequer a estrear pelos Blues. O português Eduardo chegou na temporada 2016/2017 vindo do Dinamo Zagreb. A princípio, a contração do goleiro era para apenas compor elenco, e foi exatamente isso que aconteceu. Ficou entorno de três temporadas no clube londrino e transferiu-se em definitivo para o SC Braga, de Portugal. O goleiro de 38 anos anunciou que ao final dessa temporada irá se despedir dos gramados.

O mesmo caso ocorre com Jamal Blackman. O goleiro inglês que tem descendência jamaicana é proveniente das categorias de base dos Blues. Contudo, nunca sequer chegou a atuar pelo time principal, sendo emprestado diversas vezes, tendo o destino mais recente o Rotherdam United, da Championship. O arqueiro de 26 anos ainda espera uma oportunidade.

O caríssimo Kepa

Kepa Arrizabalaga tem 25 anos e assinou um contrato de sete anos com o Chelsea Football Club. Proveniente do Athletic Bilbao, o goleiro espanhol acertou sua transferência com o time londrino em agosto de 2018. Em sua primeira temporada com o Chelsea, encerrou o calendário de jogos com a conquista da Europa League, contra o Arsenal. Na oportunidade, o espanhol atuou em 54 jogos – abordando todas as competições – incluindo a marca de 36 partidas na Premier League.

O goleiro mais caro da história do futebol passa por momentos de incertezas no gol dos Blues. Kepa terminou a temporada passada no banco de reservas. O atleta não atuou no segundo jogo das oitavas de final da Champions League e não participou da decisão da Copa da Inglaterra. Isso diz muito sobre as oscilações e, em seguida, sobre o processo de desvalorização na temporada 2019/20.

Kepa ainda conta com números nada agradáveis pelos Blues. Em 97 partidas disputadas até aqui, ele sofreu 112 gols e não foi vazado em 33 oportunidades. Dessa forma, a desconfiança anda girando sobre ele.

Kepa não rendeu

Goleiro espanhol vem jogando abaixo do esperado

Mendy pode trazer segurança ao gol?

Edouard Mendy, ex-goleiro do Rennes, já está treinando em Cobham. Depois da intensa ligação entre goleiro e Chelsea no mercado de transferências, o acordo foi selado. O atleta de 28 anos chamou atenção do Chelsea pelo desempenho na temporada passada, após sua regularidade no Campeonato Francês. A irregularidade de Kepa foi um elemento adicional para a busca de um novo arqueiro ao time londrino.

Coincidentemente, Petr Cech e Mendy saíram do Rennes para atuar no Chelsea. Além disso, o ídolo do Chelsea teve total influência na negociação do goleiro senegalense com a equipe londrina. Com o Rennes, Mendy atuou na Liga Europa e jogou pela seleção de Senegal, chamando muita atenção de clubes europeus.

O goleiro senegalês terá oportunidades durante a temporada, basta saber agarra-las e aproveitar da melhor maneira para que assim, o posto de sucessor do ex grande goleiro esteja bem representado.

Felipe Silva