Chelsea vence o Crystal Palace e termina o ano no G4

Os Blues garantiram uma vitória importante na última partida de 2018. Foi um 1×0 fundamental, jogando fora de casa contra um adversário que costuma engrossar. O derby londrino contra o Crystal Palace aconteceu em Selhurst Park nesse domingo (30/12) às 10 horas.

Primeiro tempo dominante do Chelsea, mas sem gol

O Chelsea iniciou a partida aplicando sua estratégia de toque de bola, já característica com o técnico Maurizio Sarri. O Palace mais fechado, apenas com Zaha no ataque para puxar contra golpes em velocidade, mostrava que o torcedor Blue precisava ter paciência.

Por se tratar de um tipo de jogo perigoso, o Chelsea buscava trocar passes sem se arriscar muito nos primeiros minutos, com Jorginho e David Luiz muito acionados. Um dos jogadores que ficou impaciente com esse início, foi Marcos Alonso, que depois de um passe mal feito pelo zagueiro brasileiro, jogou a bola para longe com as mãos, e o juiz aplicou um cartão amarelo no lateral, aos 10 minutos.

Até os 10 primeiros minutos, nenhuma das equipes havia chegado ao ataque, até que Townsend fez a primeira jogada de linha de fundo, mas o cruzamento não conseguiu encontrar Zaha. Logo em seguida, o Chelsea respondeu, dessa vez com um cruzamento de Hazard que ficou longe para o alcance de Giroud. Os cruzamentos ditaram o início da primeira etapa. Aos 13 minutos, o nosso atacante belga sofreu uma falta, na qual Willian achou a cabeça de Rudiger, que jogou pra fora.

Aos 17 minutos, a primeira jogada rasteira do Chelsea aconteceu. Willian encontrou o pivô do Giroud, que escorou para Kanté, que chegava como elemento surpresa para finalizar cruzado, levando certo perigo ao gol de Guaita.

Apenas aos 27 minutos o Chelsea voltou a finalizar. Jorginho lançou Giroud, que girou o corpo e bateu de primeira, marcando um lindo gol, que foi prontamente anulado pela arbitragem. O centro avante francês estava impedido.

Jorginho encontrou ótimo passe, mas Giroud estava impedido [Foto: Chelsea FC]

Aos 33 minutos, Hazard fez fila e sofreu uma falta frontal. A boa cobrança de Willian carimbou a trave de Guaita. Logo em seguida, o brasileiro arriscou outra vez de fora da área, levando muito perigo e obrigando o goleiro a fazer ótima defesa no canto, cedendo escanteio para o Chelsea. A blitz só acabou após o escanteio, que encontrou uma meia bicicleta do Barkley, que acertou novamente a trave do Crystal Palace. Foram 4 minutos de pressão total dos Blues no fim do primeiro tempo.

O Chelsea teve mais posse de bola e domínio territorial, mas o gol não saiu na primeira etapa. 0x0.

Segundo tempo com gol no início e poucas chances

Logo aos 5 minutos do segundo tempo o Chelsea conseguiu abrir o placar. Em uma jogada de dois jogadores improváveis. O zagueiro David Luiz avançou até a intermediária ofensiva e lançou Kanté, que invadiu a área como elemento surpresa, e como um atacante, dominou no peito e finalizou cruzado, fazendo 1×0 para o Chelsea, dando tranquilidade para o time na segunda etapa. Foi o terceiro gol do francês na Premier League, que vem aparecendo muito no ataque essa temporada.

Kanté finalizou de perna esquerda para anotar seu terceiro gol na temporada [Foto: Chelsea FC]

Mesmo após o gol sofrido, o Crystal Palace manteve sua postura defensiva e o Chelsea seguia com mais posse de bola, pacientemente buscando ampliar a vitória. Com mais de 15 minutos do segundo tempo, o Palace ainda não havia conseguido uma finalização no alvo, isso se devia às boas partidas de Azpilicueta, David Luiz, Rudiger e Kanté, que cortavam todas as tentativas de ataque do adversário.

Aos 24 minutos do segundo tempo, o Chelsea voltou a chegar com perigo. Uma bola lançada para Giroud escorar de cabeça e encontrar Hazard, que inventou um passe genial de letra, deixando Willian em boas condições de finalizar cruzado, porém o chute foi bem defendido pelo goleiro Guaita.

Aos 28, Giroud foi lançado por Willian, e faz mais um gol. Mais uma vez anulado por impedimento. Porém dessa vez foi pior, o atacante sentiu dores depois desse lance, e foi substituído por Morata.

O Palace buscou mudanças, Wickham e Meyer entraram na partida para buscar o empate, e o time passou a ter mais a bola. Sarri respondeu com a entrada de Emerson na vaga de Willian, aumentando o poder de marcação pelo lado esquerdo.

Aos 39 minutos, o Crystal Palace chegou com van Aanholt, que, depois de uma longa troca de passes, finalizou cruzado, mas foi bloqueado por Kanté. Mas esse lance fez a torcida acordar, e dava indícios de que o time passaria a pressionar pelo empate no final do jogo.

A grande chance de empatar o jogo veio aos 43 minutos. Uma falta cobrada da intermediária sobrou na frente do gol para Wickham finalizar, mas o chute foi por cima do gol.

Essa foi a última boa oportunidade do Palace na partida. Que terminou em um 1×0 sólido para os Blues, que somam 3 pontos importantes para continuar perseguindo os líderes e para assegurar uma vaga na próxima UEFA Champions League.

Ficha técnica:

  • Crystal Palace (4-5-1): Guaita; Wan-Bissaka, Tomkins, Sakho, van Aanholt; Townsend, Mc Arthur, Milovojevic, Kouyaté (Mayer 78’), Schlupp (Wickham 69’); Zaha
  • Cheksea (4-3-3): Kepa; Azpilicueta, Rudiger, David Luiz, Marcos Alonso; Jorginho, Kanté, Barkley (Kovacic 88’); Willian (Emerson 82’), Hazard, Giroud (Morata 76’)
  • Gol: Kanté 50’
  • Cartão Amarelo: Marcos Alonso 10’

 

Victor Rosa

Curso jornalismo e carrego o sonho de trabalhar acompanhando futebol todos os dias da minha vida. #GoBlues #KTBFFH