Mirror: Com seu contrato próximo ao fim, John Terry tem propostas de clubes chineses e do Fenerbahçe

Terry hoje amarga a reserva do Chelsea e pode acabar jogando na China (Foto: Mirror)
Terry hoje amarga a reserva do Chelsea e pode acabar jogando na China (Foto: Mirror)

Segundo o Mirror, John Terry estaria sendo especulado em diversos clubes da China e pelo Fenerbahçe, da Turquia.

O capitão dos Blues e um dos principais nomes da história do clube fez uma incrível temporada em 2014/2015, participando de todos os jogos da Premier League e sendo um dos grandes pilares do título do clube na competição. No entanto, hoje ele não é mais unanimidade na defesa e, aos 34 anos, pode acabar sem clube ao final desta temporada.

Veja mais: Para Ferdinand, Chelsea precisa da liderança de Terry em campo

Terry fez um enorme sucesso durante na China no último verão europeu, quando ele participou de um tour e foi nomeado com embaixador do Chelsea em Guangzhou.

O zagueiro, que completará 35 anos em dezembro, recebeu propostas de vários clubes chineses para quando – e se – sair de Stamford Bridge, já que ele tem seu futuro incerto.

O gigante turco Fenerbahçe, atual líder do campeonato no país, também desmostrou interesse no experiente zagueiro, cujo contrato é válido até o próximo verão europeu.

O ex-capitão da seleção da Inglaterra perdeu sua condição de titular absoluto no começo da atual temporada, 17 anos após sua estreia com a camisa dos Blues. Terry ficou no banco de reservas durante toda a parida do time contra o Porto, nesta terça-feira (29), na qual o clube foi derrotado por 2 a 1. No entanto, o Chelsea garante que não tomará nenhuma decisão sobre o futuro do jogador por enquanto.

Caso Terry realmente deixe o clube que o formou, a China seria um destino bastante provável. Ele seguiria os passos de outros dois ex-companheiros de Chelsea, Didier Drogba e Nicolas Anelka, que se aventuraram pelo país após saírem de Londres. Ambos deixaram o Chelsea após o título da Champions League, em 2012, e assinaram com o Shanghai Shenhua, onde ficaram por um ano.

Outro ex-atleta dos Blues que está na liga chinesa hoje é o islandês Eiður Guðjohnsen. Aos 37 anos, o atacante joga pelo Shijiazhuang Ever Bright. Ele jogou pelo Chelsea de 2000 a 2006 antes de assinar com o Barcelona.

O sueco Sven-Göran Eriksson, ex-treinador da seleção inglesa, é hoje técnico do Shanghai SIPG, na Super League Chinesa e, junto com o atual momento financeiro do país, seria mais um atrativo para Terry repensar seu futuro no futebol.

Category: Mercado de Transferências

Tags:

Article by: João Palma