Villas-Boas mantém cultura tática no Chelsea


Desde José Mourinho, o Chelsea usa um 4-3-3 muito peculiar. Há clubes com ‘sistemas táticos culturais’, como o Manchester United e suas duas linhas, ou o 4-3-3 holandês do Barcelona. E o Chelsea vem mantendo este modelo de jogo independentemente do técnico.

Com Mourinho, o 4-3-3 com um tripé de volantes fechados no centro se tornou o sistema prioritário, permitindo variação ao 4-4-2 a partir do recuo de um atacante pelo centro, fechando um losango no meio-campo. Técnicos como Guus Hiddink, Carlo Ancelotti e o recente André Villas-Boas vem usando a mesma tática.

Com três volantes, os dois laterais têm certa liberdade para ir ao ataque. E assim formar uma parceria com os dois alas, Kalou e Malouda. Ramires protege Bosingwa e Lampard cobre a saída de Ashley Cole. Já Mikel permanece à frente da zaga, como fiel bloqueio.

No segundo tempo, Anelka e Drogba mandaram os ‘pontas’ para a reserva, e o sistema tático variou ao 4-4-2 em losango – como fazia Mourinho – trazendo o francês Anelka para a ligação entre o meio e o ataque.

Category: Chelsea Football ClubConteúdos Especiais

Tags:

12 comments

  1. Discordo dessa análise.
    1. Malouda não entra pelo meio, ele fica mais preso à linha lateral. Só vem à área quando as jogadas ocorrem pelo lado direito ou em lances de bola parada, como escanteios por exemplo.
    2. Ramires se movimenta para frente ao ataque e voltando na marcação, e também cobre as investidas do Kalou, pela direita.
    3. Lampard é fixo no meio campo. Não avança ao ataque. Ele sobe para apoiar mas é de forma tardia, quando o ataque está concentrado na grande área.

    Estas são as minhas observações.

  2. Discordo dessa análise.
    1. Malouda não entra pelo meio, ele fica mais preso à linha lateral. Só vem à área quando as jogadas ocorrem pelo lado direito ou em lances de bola parada, como escanteios por exemplo.
    2. Ramires se movimenta para frente ao ataque e voltando na marcação, e também cobre as investidas do Kalou, pela direita.
    3. Lampard é fixo no meio campo. Não avança ao ataque. Ele sobe para apoiar mas é de forma tardia, quando o ataque está concentrado na grande área.

    Estas são as minhas observações.

  3. Faltou só mencionar que o Barcelona utiliza também o 4-3-3 com falso 9.

  4. Faltou só mencionar que o Barcelona utiliza também o 4-3-3 com falso 9.

  5. Precisamos de um meia. O elenco do Chelsea praticamente força esse esquema tatico. É o melhor forma de aproveitar as qualidades dos jogadores. Com um meia de articulação, ou sai um atacante, ou um volante.

  6. Precisamos de um meia. O elenco do Chelsea praticamente força esse esquema tatico. É o melhor forma de aproveitar as qualidades dos jogadores. Com um meia de articulação, ou sai um atacante, ou um volante.

  7. o 4-3-3 do barça eh mais parecido com o primeiro q apareceu no brasil do q o holandes q eh o futebol total baseado no futebol brasileiro de 54 a 60

  8. o 4-3-3 do barça eh mais parecido com o primeiro q apareceu no brasil do q o holandes q eh o futebol total baseado no futebol brasileiro de 54 a 60

  9. queria ver drogba e torres juntos,com lampard sendo o homem de ligaçao meio-ataque

  10. queria ver drogba e torres juntos,com lampard sendo o homem de ligaçao meio-ataque

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Article by: Renato Felipe