Inesquecível Futebol Clube – Chelsea 4×4 Aston Villa

Surpreendente, revigorante e emocionante jogo no ‘Boxing Day’. Partida válida pela Barclays Premier League, no dia 24/12/2007. Jogo que teve 3 cartões vermelhos, sendo 2 para o Chelsea, os Blues se mostraram bastante guerreiros, mesmo perdendo por 2 a 0, recuperou a liderança no placar, mas infelizmente cedeu o empate nos últimos minutos de jogo.
 ­­
Shevchenko chegou ao gol 2 vezes, sendo o segundo gol de uma maestria brilhante. Alex e Ballack marcaram os outros 2 gols para os Blues. Ricardo Carvalho e Ashley Cole foram expulsos. E as lesões estavam assombrando os nossos jogadores, tanto Frank Lampard e Andrey Schevchenko foram forçados a deixar o campo por lesões.

Tinha sido também um dia de volta ao campo para o goleiro Petr Cech, depois de uma rápida recuperação de uma lesão sofrida uma semana antes contra o Blackburn. No entanto, Petr não teve um dos seus melhores dias.
 ­
A defesa se manteve a mesma, com a ausência de John Terry lesionado, já no ataque, Shevchenko era o líder, junto com Joe Cole e Pizarro.
 ­
Começa o Jogo.
Foi o Villa o primeiro a atacar no jogo, com Agbonlahor, com um chute baixo, que passou rente ao poste do goleiro Pert Cech. Aproveitando a pressão exercida no começo do jogo, Carew subiu ao ataque, cabeceando uma bola que nada assustou o goleiro do Chelsea.
 ­
Chelsea começou a partida em uma formação de 4-2-3-1, com Pizarro atrás de Schevchenko, e foi ele que chutou primeiro ao gol do Villa, que foi bem defendido pela defesa. Mas foi o Villa que dominou o jogo nos primeiros 10 minutos.
Kalou, sob forte marcação, conseguiu cruzar para Schevchenco, aos 11 minutos, mas o atacante Ucraniano estava em impedimento.
 ­
Aos 13 minutos, Aston Villa assumiu a liderança. Agbonlahor ganhou a bola de Kalou ainda no campo do Chelsea, aonde fez um lançamento para o grandalhão Carew, ele por sua vez, passou a bola para Maloney, que não perdoou, e com o seu primeiro chute a gol, abriu o placar.
  ­
Com 18 minutos rodados, Essien fez uma falta no atacante Agbonlahor, quando foi punido com um cartão amarelo. O mesmo jogador do Villa fez outra tentativa de ampliar o placar, mas o chute saiu um tanto que displicente e não assustou o goleiro do time de azul.
  ­
Shevchenko tentava assustar o time adversário, cobrando uma falta que parou na barreira. Mas o que chamou a atenção nessa jogada, foi que na lateral de campo, Frank Lampard, até o momento o capitão do Blues, estava sendo atendido por um problema na coxa.
 ­­
Aos 25 minutos não deu para Frank continuar, e Michael Ballack o substituiu. A braçadeira de capitão foi parar com Joe Cole. Na primeira tentativa de Ballack ir ao ataque, sofreu um falta um tanto quanto dura de Reo Coker, mas o juiz apenas conversou com o jogador.
  ­
Com 34 minutos, Agbonlahor, mesmo marcado por A. Cole, puxou um voleio, que parou nas mãos de Cech.
 ­
O primeiro chute do Chelsea a gol só aconteceu 4 minutos depois, quando Ballack inverteu o jogo para J. Cole, que chutou a gol, mas o goleiro Carson não teve nem um problema para defender.
 ­
O recorde de 71 jogos invictos do Chelsea estava por um fio, ainda mais quando Maloney aumentou a diferença no placar, aos 43 minutos, com uma falha incrível do goleiro Petr Cech.
  ­
­
A reação do Chelsea estava começando, quando o zagueiro Zat Knight derrubou Ballack dentro da área, e acabou sendo expulso da partida pela entrada no alemão. Shevchenko calmamente deslocou o goleiro e diminuiu o placar.
 ­
Fim do Primeiro Tempo.
 ­
Para restaurar o setor defensivo, Aston Villa se sentiu obrigado a tirar o artilheiro do jogo com 2 gols na partida e colocar o zagueiro Davies.
 ­
Com a vantagem de um jogador a mais, o Chelsea igualou o placar aos 49 minutos com Schevchenko. Um chute indefensável no famoso “L”. Villa passou a jogar no contra-ataque, enquanto os Blues tinham o controle da bola.
 ­
Reo-Coker recebeu o cartão amarelo por uma falta em Essien. Logo em seguida, aos 65 minutos, aconteceu a virada no placar. Ele começou a jogada com  Shevchenko que devolveu a bola para o brasileiro, que passou pelo zagueiro e fez um belo gol. Comecei a sentir o gosto da vitória.
 ­
Depois de uma pressão do Chelsea, com Pizarro e Shevchenko, foi o Aston Villa que balançou as redes, aos 72 minutos. Laursen aproveitando o cruzamento de A. Young empatou a partida e deu um banho de água fria na torcida, em Stamford Bridge.
 ­
Carvalho depois de uma falta, que eu sinceramente não a compreendo até hoje, foi expulso por uma entrada com os 2 pés em Agbonlahor. Com isso Shevchenko, nossa maior esperança nessa partida de gol, foi retirado para a entrada de SWP. Em seguida Mikel entrou no lugar de Pizarro. Avram Grant empurrou a equipe para o ataque, mais não queria cometer suicídio.
Com três minutos para acabar o tempo normal, Joe Cole sofreu uma falta.Tanto Alex quanto Ballack se apresentaram para cobrar a falta, mas foi o alemão que a cobrou. ISSO! Brilhantemente cobrada. Chelsea 4, Aston Villa 3, faltando apenas três minutos para terminar o tempo normal.
 ­
As palavras do locutor do estádio dos Blues foram essas: “Welcome back Michael Ballack!”
Mas infelizmente nossa alegria durou pouco, Ashley Cole tentou tirar um cruzamento na área com a cabeça, a bola acabou acertando o seu braço, o cartão vermelho foi inevitável, Chelsea no final das contas acabou ficando com um jogador a menos.
 ­
E aos 90 minutos Gareth Barry foi preciso na cobrança de pênalti.
Fim de jogo.
 ­
Chelsea 4 x 4 Aston Villa. Publico em Stamford Bridge foi de 41, 686. Esse foi um dos jogos mais emocionantes que eu já assisti, e aproveito essa oportunidade a passar para todos vocês.
Hear The Chelsea Roar!!!
Estatísticas:
Chelsea (4-2-3-1):
                            Cech
Ferreira    Alex       Carvalho      A Cole

                 Essien             Lampard

      Kalou            Pizarro                J Cole;

                        Shevchenko


Gols: Shevchenko (pen) 45+4, 49. Alex 65, Ballack 87.

Expulsos: Ricardo Carvalho, A. Cole 90+2.

Penalizado: Alex, Essien 18, Ballack 90+2


Aston Villa (4-4-2)
                            Carson
Mellberg     Knight      Laursen      Bouma

Young,   Reo-Coker,    Barry     Agbonlahor

                  Maloney       Carew


Gols: Maloney 13, 43. Laursen 72, Barry (pen) 90+2.

Expulso: Knight 45+2.
Penalizado: Reo-Coker 53, Harewood 90+2.
Highlights

Category: Conteúdos Especiais

16 comments

  1. Sheva foi brilhante nessa partida..queria que ele tivesse mais espaço no Chelsea.

  2. Sheva foi brilhante nessa partida..queria que ele tivesse mais espaço no Chelsea.

  3. nessa epoca eu ñ acompanhava os jogos ainda… só via os resultados e ouvia falar.

  4. nessa epoca eu ñ acompanhava os jogos ainda… só via os resultados e ouvia falar.

  5. Esse foi um dos jogos que me motivou a torcer para o chelsea. Um dos melhores até hoje.

  6. Esse foi um dos jogos que me motivou a torcer para o chelsea. Um dos melhores até hoje.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Article by: Chelsea Brasil

Somos o Chelsea Brasil, marca oficialmente reconhecida pelo Chelsea no Brasil e especializado em conteúdos e na comunidade de torcedores do Chelsea no Brasil.