Euro-12: Quem será bicampeão Europeu?

O Chelsea acabou de ser campeão europeu, e algumas de suas principais estrelas tem a chance de repetir o feito na Eurocopa 2012, que começa semana que vem, no dia 08/06. Ao todo, o clube mandou 9 representantes para a competição, que tem a Espanha como atual campeã. No último título da Fúria, em 2008, Fernando Torres, camisa 9 dos Blues, marcou o gol do título sobre a Alemanha de Michael Ballack, que também atuava pelo Chelsea.

O Chelsea Brasil preparou uma análise de cada jogador do time que estará em campo na Euro-12:

República Tcheca: No Grupo A, os tchecos apostam na grande fase de Petr Cech, grande herói da conquista européia dos Blues no último dia 19. Cech tenta se redimir de seu erro na última edição da competição, que foi responsável pela eliminação de sua seleção em partida dramática contra a Turquia. Com uma equipe um pouco mais experiente que a mandante Polônia e a falida Grécia, a República Tcheca tenta brigar, ao lado da Rússia, para estar entre os classificados.

Portugal: No Grupo B, Raul Meireles será o único representante Blue na Seleção Portuguesa. Os azuis já foram meio time da seleção de Portugal, mas hoje, após saídas de Deco e Carvalho, desentendimentos de Bosingwa com o comissão técnica e a aposentadoria internacional de Paulo Ferreira, penas o volante moicano permanece na equipe. Ele é titular no meio campo, ao lado do bom João Moutinho. Apesar de não ter um bom centro-avante, Portugal aposta na qualidade dos wingers Nani e Cristiano Ronaldo, que vem de grande temporada no Real Madrid. A defesa conta com a experiência de Pepe e Coentrão, no entanto, será muito difícil para Portugal: caiu no mesmo grupo da Alemanha e da Holanda, ao lado da Espanha, as principais seleções do futebol mundial atual. No Grupo da Morte ainda há a tradicional Dinamarca.

Espanha: No Grupo C, a atual campeã, Espanha, conta com dois Blues entre os selecionados: Juan Mata, assim como na Copa do Mundo de 2010, deve ficar como opção ao meio campo com nomes como David Silva, Xavi, Iniesta e Alonso. Já Fernando Torres, tem boas chances de ser titular. Sua experiência – decidiu o título de 2008 – pode ser levada em consideração para ganhar a vaga de Negredo e Lloeriente, após a lesão de David Villa deixar um espaço aberto na equipe. O grupo ainda tem o azarão Irlanda e as duas equipes que devem brigar pela segunda colocação:  Itália e Croácia.

Inglaterra: No Grupo D, a seleção que mais tem jogadores do clube. John Terry venceu a queda de braço com a federação e foi convocado. Será titular, mas não capitão: Gerrard, do Liverpool, desempenhará esta função. Na zaga, ao lado de Terry, mais dois blues: Gary Cahill e Ashley Cole. O defensor e o lateral foram destaques na conquista da Champions League e serão titulares. Após a lesão do volante Barry, era esperado que Frank Lampard fosse o titular. Mas o meia também se lesionou e pode perder a Euro. Seu caso ainda será avaliado pelos médicos, mas o volante Henderson, do Liverpool, já está pré-convocado para assumir sua vaga.

França: No mesmo grupo da Inglaterra, os franceses apostam na boa fase de jogadores como Ribery, Nasri e Benzema para brigar pelo título, já que a seleção vem jogando bom futebol. O experiente Malouda é reserva no Chelsea, mas ainda tem muita moral em sua seleção. Mesmo quando não é titular, sempre aparece no decorrer das partidas. O grupo ainda tem a outra mandante, Ucrânia, e também a Suécia, que podem ameaçar roubar a vaga da Inglaterra, caso essa volte a falhar em uma grande competição.

Ex Blues

Vários ex-jogadores do Chelsea disputarão a Eurocopa por suas seleções. Confira a lista, também re-lembrando o que eles fizeram (ou deixaram de fazer) pelos Blues:

Yuri Zhirkov: Titular da Rússia, foi destaque da competição anterior e acabou sendo contratado pelos Blues. Nunca vingou as 18 milhões de libras pagas na sua contratação, atuando pelo clube entre 2009 e 2011 e sendo na maior parte do tempo, reserva de Ashley Cole na lateral esquerda.

Ricardo Quaresma: Teve patética passagem pelo Chelsea por empréstimo, em 2009. É reserva de Portugal.

Boulahrouz: Lateral holandês de passagem fracassada pelo Chelsea entre 2006 e 2008. Reserva de sua Seleção.

Arjen Robben: Principal jogador da Holanda, acabou de ser vice-campeão da Champions League, perdendo um pênalti justamente contra seu ex-clube. Robben atuou pelo Chelsea entre 2004 e 2007, e foi muito bem. Com muitos problemas físicos, acabou saindo para o Real Madrid.

Fábio Borini: Promissor atacante italiano, começou nas categorias de base do clube, em 2009. Irritado com a falta de chances, em 2011 voltou para seu país de origem para jogar na Parma, e emprestado a Roma, faz muito sucesso por lá.

Damien Duff: Ídolo em Stamford Bridge, o winger marcou época entre 2003 e 2006. É um dos principais jogadores da nada favorita Irlanda.

Andry Shevchenko: Nunca justificou sua grande contratação, mas ainda é querido em Stamford Bridge, além de ser amigo pessoal de Roman Abramovich. Cotado para voltar ao Chelsea como preparador dos atacantes, Sheva joga sua última grande competição, aos 35 anos, com a sua nação como mandante e ele como capitão. Isso se os problemas físicos não o atrapalharem. Atuou pelo Chelsea entre 2006 e 2009, saindo para um breve empréstimo ao Milan.

Scott Parker: Esteve no Chelsea entre 2004 e 2005 e não foi aproveitado por Mourinho. Faz sucesso atualmente por outro clube de Londres, o Tottenham.

Glen Johnson: Jogou nos Blues muito jovem, entre 2003 e 2007, e não brilhou. Encontrou seu futebol no Portsmouth, foi para o Liverpool e hoje é lateral titular do English Team.

 

Category: Conteúdos Especiais

Tags:

Article by: Rodrigo Q