John Terry elogiou Thiago Silva e a liderança que o brasileiro exerce para o plantel.

Thiago Silva concede entrevista sobre início no Chelsea

O brasileiro Thiago Silva, aniversariante desta terça-feira (22), concedeu entrevista ao site oficial do Chelsea. O defensor está se ambientando ao novo time e ao novo país, e demonstrou desejo em estrear o mais rápido possível pelo clube londrino. O novo camisa 6 do Chelsea disputará e compartilhará posição com Antonio Rudiger, Fikayo Tomori, Kurt Zouma e Andreas Christensen na linha defensiva da equipe. Confira alguns trechos da entrevista de Thiago Silva, atleta do Chelsea.

A chegada

“Eu vim para o Chelsea por ser um time incrível e um dos maiores clubes do mundo. Auxilia também quando você é recebido de uma forma tão calorosa por um treinador que jogou recentemente. No futebol há fortes preconceitos sobre a idade dos jogadores. Mas eu sei da experiência dele [Lampard] quando ele atuou no Manchester City, teoricamente, no fim da sua carreira. Ele suportou a mesma situação que tenho passado”, iniciou Thiago Silva.

“Portanto, mesmo de fora, sem me conhecer pessoalmente, ele sabe o quanto eu trabalho duro para permanecer em alto nível. A confiança que ele demonstrou em mim. Para mim, essa confiança foi o fator mais importante. Ouvir que ele acreditou em mim, que acreditou que eu poderia estar aqui e contribuir de forma positiva. Com nosso jovem grupo e com a presença de jogadores experientes, como nosso capitão Azpilicueta, temos tudo para uma grande temporada”, afirmou.

A vontade de iniciar na Premier League

“Eu não posso esperar. Tenho que aguardar, mas é quase incontrolável, pois esta é uma oportunidade única para mim. Normalmente, aos 35 e 36 anos de idade, é o momento os jogadores estão saindo da Premier League, mas estou fazendo o contrário. Estou apenas começando”, disse o zagueiro.

Na minha opinião, é a liga mais difícil do mundo.  Com seis ou sete grandes equipes lutando genuinamente pelo título, portanto, a motivação é enorme. Estou extremamente ansioso para atuar, mas as coisas vão acontecer no seu próprio tempo e não tenho dúvidas que estarei totalmente preparado quando a hora chegar”, salientou

Depois de conquistar tanto, o que te motiva no jogo?

O que me motiva, no dia a dia, é a fome de vencer. Ganhar tudo o que estiver ao meu alcance. Ao vir para a Premier League, o meu principal objetivo é vencer a competição e certamente nós estaremos lutando por isso em cada passo dessa trajetória. O time é muito forte, temos um grande técnico e eu chego para contribuir para que estejamos o mais próximo possível de alcançar esses objetivos. É isso que me motiva, entrar em campo e vencer, vencer e vencer ainda mais.

Você iniciou no PSG em uma nova era para o clube. Parece algo similar ao momento do Chelsea?

Não, eu não diria que é semelhante. Quando eu cheguei no PSG, o clube tinha acabado de ser adquirido. Eles estavam passando uma fase de reconstrução sem precedentes. Esse foi o começo de tudo – eles estavam construindo coisas que o PSG não havia experimentado como clube e eu estava orgulhoso de fazer parte do projeto que levou o clube ao reconhecimento em todo mundo e uma final de Champions League. Especialmente, pelo fato de ter feito parte desde o início.

Mas as coisas são diferentes aqui. O Chelsea já venceu uma Champions League, o projeto está em vigência por um tempo. O clube passou alguns anos sem gastar muito dinheiro, sem regenerar o plantel, mas agora o time iniciou uma nova jornada com grandes contratações. Espero que esse recomeço traga o mesmo sucesso que o clube teve no passado. Espero poder desempenhar minha parte em campo e espero que o reinicio seja tão bem sucedido como eu fui no PSG”, mencionou o defensor.

Por fim, confira toda a entrevista do zagueiro brasileiro aqui.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.