Drogba admite medo de lesão

 

Didier Drogba revelou que teve “sorte por ainda estar vivo”, após a colisão com o goleiro John Ruddy, no jogo contra o Norwich, em Stamford Bridge no mês passado. O marfinense deixou o campo inconsciente.

O jogador de 33 anos tem se recuperado bem e pode voltar à ação contra o Swansea, jogo que acontece logo mais às 11 horas, em casa. Ele esteve no banco durante o jogo da Carling Cup na última semana, mas não jogou.

 Em entrevista ao SkySports, Drogba comentou sobre o acidente:

“Eu estava com medo. Não conseguia lembrar-me de nada depois do empate do Norwich até a hora que consegui recobrar a consciência, a caminho do hospital. Eu não sabia o que estava acontecendo.”

“Mas eu sou muito grato a todos que me ajudaram, o pessoal do estádio e os médicos que me acalmaram. Disseram-me que eu fiquei inconsciente por entre seis a oito minutos.”

“Eu tive algumas lesões antes – Eu quebrei uma perna e braço, mas isso foi pior. Foi uma concussão e tive um tímpano perfurado, que foi a principal causa do meu tempo de recuperação ter sido tão longo.”

 “Eu não podia lidar com qualquer barulho. Minha cabeça não suportava muitos sons e eu não estava autorizado a voar porque era muito perigoso.

“Não jogar foi frustrante, mas eu tive sorte por ainda estava vivo. Eu sabia que era apenas uma questão de tempo e eu vou jogar futebol de novo.”

Category: Chelsea Football Club

Tags:

8 comments

  1. Esse é o espirito.
    Fé e raça.
    q vc consegue volta aos tempos de glória nos blues!
    pq vc é 11 e sempre será d+++++++++++!

  2. Esse é o espirito.
    Fé e raça.
    q vc consegue volta aos tempos de glória nos blues!
    pq vc é 11 e sempre será d+++++++++++!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Article by: Maria Akemi

Pernambaiana, torcedora do Chelsea desde muito tempo.