Diretor do Reading afirma que Chelsea quer integrar zagueiro Hector ao elenco já em janeiro

Hector foi contratado em agosto pelo Chelsea (Foto: Getty Images)
Hector foi contratado em setembro pelo Chelsea (Foto: Getty Images)

Na última janela de transferências, o Chelsea buscou incessantemente a contratação de um grande zagueiro para integrar o elenco. Nomes como Raphael Varane e John Stones foram cogitados, mas apenas pelo último os Blues fizeram propostas oficiais, sendo que o Everton recusou todas as três, sendo que a última foi na casa dos 33 milhões de libras.

Com tentativas frustadas por Stones até o último momento, o Chelsea, praticamente no fechamento da janela, contratou dois defensores, porém dois desconhecidos. Um deles é Papy Djolobodji, que integra o atual elenco azul, mas que não figurou sequer no banco de reservas em nenhuma oportunidade. O outro é o jovem e promissor Michael Hector, torcedor declarado do Chelsea há muito tempo, e que foi emprestado ao próprio time que o vendeu, o Reading, da segunda divisão inglesa. O jogador de 23 anos também defende a Seleção da Jamaica.

Rumores dão conta de que Djiolobodji já estaria de saída dos Blues, tendo como destino no Besikitas. E, ao que parece, a vaga que pode ser aberta pode ser preenchida pelo próprio Hector, que tem feito grande temporada na Championshiop. E quem faz tal afirmação é o próprio diretor executivo do Reading FC, Samrit Thanakanchanasut. Em entrevista ao Goal.com, o diretor afirmou:

“O Chelsea quer chamá-lo para integrar o elenco agora (em janeiro). Mas nós faremos de tudo para mantê-lo até o final do contrato, que termina no fim da temporada.”

Hector, contratado pelo Chelsea por quatro milhões e meio de libras, jogou todos os 14 jogos do time na Championship, 11 como titular, e tem sido considerado um dos principais defensores da competição. A mídia especializada afirma, inclusive, que se não fosse pelas boas atuações do zagueiro, o time não estaria na briga pelo acesso à Premier League.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Márcio Canedo