Inglaterra de Terry e Cole empata com França de Malouda

Com três jogadores do Chelsea em campo, Inglaterra e França empataram por 1×1 pela primeira rodada do Grupo D da Euro-12. Lescott abriu o placar para os ingleses, aos 30 do primeiro tempo. 9 minutos depois, Nasri empatou para a França.

Os franceses eram favoritos e tentaram se comportar como tal. Mas esbarraram em uma Inglaterra diferente da de Fábio Capello, mais dedicada em preencher espaços e encurtar a marcação, atuando em um 4-4-2 com duas linhas de 4. O novo estilo de jogo, provavelmente inspirado no do Chelsea que enfrentou Barcelona e Bayern, que assim como a Inglaterra, sofria com muitos desfalques diante de adversários favoritos.

Para ele dar certo, foi essencial a atuação de jogadores defensivos. E nesse ponto, John Terry e Ashley Cole foram destaques da partida, com uma muito consistente atuação defensiva, ao lado do bom Lescott, que substituiu Gary Cahill, cortado por lesão, e de experientes Scott Parker, Glen Johnson e Steven Gerrard. Os de meio campo compensaram a ausência de Lampard, outro fora da Euro por lesão.

Antes de abrir o placar com Lescott, o English Team perdeu uma chance clara com Milner, que driblou o goleiro Lloris e tocou para fora. Após o gol, a França quase empatou em cabeçada de Diarra, para o milagre do goleiro Hart, que pouco depois, caiu atrasado e deixou o bom chute de Nasri ultrapassar a meta para o empate francês.

Do lado francês, Florent Malouda, que foi substituído perto do fim, teve uma atuação razoável, contribuindo com Ribery para fazer o meio campo comandado por Nasri funcionar. Sem espaço para entrar na área, restou a eles arriscarem de longe. Nas vezes que a bola não explodiu na defesa, o goleiro Hart foi bem – talvez à exceção do gol onde a bola era discutivelmente defensável.

Ao fim da partida, a torcida inglesa reconheceu o esforço de seus atletas e a importância do ponto conquistado e aplaudiu o time.

Sheva faz história pela Ucrânia

O atacante Shevchenko, que atuou pelo Chelsea entre 2004 e 2009 e está cotado a retornar ao clube para o cargo de preparador de atacantes fez história hoje, atuando pela seleção de seu país. Na partida contra a Suécia, a segunda do dia pelo Grupo D da Euro-12, a anfitriã Ucrânia saiu atrás após Ibrahimovic abrir o placar.

No entanto, de forma surpreendente e para o delírio do estádio lotado em Kiev, Shevchenko anotou duas vezes, ambas de cabeça, decretando a virada história da primeira vitória de uma mandante nesta Euro – a Polônia apenas empatou com a Grécia, na abertura da competição pelo Grupo A.

Category: Competições

Tags:

Article by: Rodrigo Q