Fora de casa, Chelsea empata com Southampton

Hazard fez boa partida contra o Southampton (Foto: Chelsea FC)
Hazard fez boa partida contra o Southampton (Foto: Chelsea FC)

Em jogo válido pelo Campeonato Inglês, o Chelsea enfrentou o Southampton fora de casa e não saiu do empate por 1 a 1. Gols de Mané, para os mandantes, e Eden Hazard. Com o resultado, o Chelsea permanece na primeira colocação da Premier League, já que o segundo colocado, Manchester City, também tropeçou na rodada.

O próximo jogo do Chelsea será contra o Tottenham Hotspur, em Stamford Bridge. O embate será também pela Premier League, no dia 1º de janeiro, quinta-feira.

Chelsea sai atrás, mas empata perto do fim da primeira etapa

A primeira finalização da partida ocorreu antes do primeiro minuto ser completado. Hazard errou um passe e armou o contragolpe. Tadic recebeu a bola, conduziu e finalizou para fora. Vale ressaltar que os Saints atuaram sem seus laterais titulares: Clyne e Bertrand, o último é velho conhecido da torcida londrina.

Seis minutos e nenhuma tentativa ao gol. Os times não ameaçavam e até mesmo a movimentação dos atletas não era em grande velocidade. Um minuto depois, Hazard e Fábregas invadiram a área adversária em boa troca de passes, duas tentativas que pecaram no último passe. O Chelsea, a partir do 10º minuto, já apresentava maior posse de bola que o mandante, entretanto, as chances claras de gol ainda não aconteciam.

Em escanteio para os Saints, Davies alçou bola na área. Mané rescalou e quase que Pellé abre o placar para o time da casa. Primeiro susto do clube alvirrubro. O segundo foi fatal. Após bola rebatida, Mané recebeu em posição legal – Terry dava condição – conduziu e saiu cara a cara com Courtois. O atleta do Southampton só teve o trabalho de encobrir o arqueiro da seleção belga. 1 a 0 para os Saints.

Após o gol, o Chelsea ainda não apresentava um futebol de qualidade e o Southampton crescia no jogo. A posse de bola que era favorável ao Chelsea desapareceu e os mandantes observavam a chance de tomar as rédeas da partida. E mesmo com o placar adverso, os torcedores do Chelsea não paravam de cantar no St. Mary Stadium.

Os responsáveis pelo sistema defensivo dos mandantes não concediam espaço aos atletas do Chelsea. Muito bem postado e desarmando os jogadores dos Blues com perfeição até então. 30º minuto, cartão amarelo para Nemanja Matic após falta em Pellé. Dois minutos depois, as estatísticas demonstravam o jogo como de um time só: quatro tentativas do Southampton contra nenhuma do Chelsea, uma no gol para os Saints e vantagem pelo placar mínimo aos mandantes.

Mané, em tarde de Garrincha, conseguia atuar nas costas de Ivanovic na maioria das vezes. Dava trabalho aos defensores e era de longe quem mais incomodava Terry, Cahill e Ivanovic. Pelo lado do Chelsea, Matic continuava com seu bom número em relação ao acerto nos passes: 94% de aproveitamento. Aos 41 minutos de embate, José Mourinho decidiu inverter o posicionamento de Schürrle com Hazard. O alemão vinha sendo anulado pela direita.

Chelsea trocava passes e buscava lançamentos, mas todos sem sucesso. Ineficácia das tentativas londrinas era surpreendente. Praticamente todas as ações eram pessimamente executadas, até que Hazard recebeu na extremidade da área, passou dois adversários e bateu para o fundo do gol. 1 a 1, Eden Hazard.

Fim de primeiro tempo, empate entre Southampton e Chelsea por 1 a 1, gols de Mané e Hazard. E já que falamos de Eden Hazard, uma estatística sobre o camisa 10 dos Blues. O atleta completou 22 passes na zona terciária (área defensiva dos Saints). O número é superior a quantidade de passes na zona terciária dos mandantes (21).

Muitas chances criadas no segundo tempo, nenhuma resultada em gol

No intervalo, Willian entrou no lugar de Schürrle. Depois de três meses sem começar uma partida como titular, André Schürrle é substituído no intervalo. Cinco minutos da etapa complementar, sem tentativas e sem ameaças das equipes, jogo estudado até então.

O jogo começava a ganhar mais velocidade a partir do minuto 54. No mesmo minuto, Fábregas foi derrubado dentro da área. O juiz mandou o jogo seguir e deu cartão ao espanhol por simulação. Lance polêmico. Aos 60 minutos, Hazard recebeu dentro da área, dominou de peito e virou chutando. A bola passou muito perto do gol de Forster.

O Chelsea esboçava o domínio da partida, as descidas eram mais frequentes e os laterais já revezavam no apoio. Melhoria visível do futebol do Chelsea e Diego Costa – que apresentava rendimento muito abaixo do esperado – retomando ao embate com finalizações.

A partir do minuto 64, o Chelsea era soberano na partida. O Southampton defendia com 10 atletas em várias ocasiões, já os Blues pecavam na finalização ou no excesso de troca de passes. Posse de bola: 62% a 38 para o Chelsea.

Aos 73 minutos, Ivanovic finaliza, mas a bola passa longe. Ainda no 73º minuto, Drogba entra no lugar de John Obi Mikel. Com essa substituição, Matic e Fàbregas voltam a ser a dupla de volantes dos visitantes, já que o espanhol ocupava a função de camisa 10. O Southampton revezava na realização de faltas, destaque para Wanyama que fez cinco e não foi advertido.

Aos 81, Hazard recebe passe dentro da área, tira dois adversários e bate cruzado. A bola passou por vários atletas, mas ninguém completou para o gol. Nos dez minutos finais do tempo regulamentar, o jogo diminuiu o ritmo, os times buscavam o tento vencedor, mas sem êxito. Aos 89, Drogba recebeu cruzamento tentou a finalização de letra, mas a bola passou pelo atacante. Ótima chance perdida pelo camisa 11.

Quatro minutos de acréscimo. No primeiro minuto adicional, Fàbregas recebe bola, cruza rasteiro e a bola passa com perigo por todos dentro da área. Chelsea teve grande chance no último minuto dos acréscimos, mas não dava tempo de mais nada. 1 a 1, Chelsea permanece líder do Campeonato Inglês.

Ficha técnica

Southampton: Forster, Yoshida (Gardos 61), Alderweireld, Fonte, Targett; Steven Davis (Long 76), Schneiderlin, Tadic (Ward-Prowse 58), Wanyama e Mané; Pellé.

Substitutos não utilizados: Kelvin Davis, Isgrove, Reed e McCarthy

Técnico: Ronald Koeman

Gol: Mané

Chelsea: Courtois, Ivanovic, Cahill, Terry e Filipe Luis; Matic e Mikel (Drogba 74); Schürrle (Willian – intervalo), Fàbregas e Hazard; Diego Costa (Remy 88).

Substitutos não utilizados: Cech, Zouma, Azpilicueta e Ramires.

Técnico: José Mourinho

Gol: Hazard

Cartão amarelo: Yoshida, Schneiderlin, Pellé (SOU); Matic, Fàbregas (CHE).

Cartão vermelho: Schneiderlin (SOU)

Estádio: St. Mary Stadium

Category: Competições

Tags:

Article by: Chelsea Brasil

Somos o Chelsea Brasil, marca oficialmente reconhecida pelo Chelsea no Brasil e especializado em conteúdos e na comunidade de torcedores do Chelsea no Brasil.