Com seis gols marcados por seis jogadores diferentes, Chelsea goleia o Wolverhampton

Cahill marcou o primeiro gol (Foto: Getty Images)

Com novidades entre os titulares como Azpilicueta, Piazon e Moses, o Chelsea venceu o Wolverhampton em partida válida pela Capital One Cup. Com ambas as equipes desprovidas de vários titulares, essa foi uma boa oportunidade para os mais jovens mostrarem seu futebol. Os Blues buscavam mais uma vitória dentro de seus domínios, e o Wolverhampton, quinto colocado na Championship, foi mais uma vítima. O 6×0 refletiu bem o que foi o jogo.

Além da própria equipe, a torcida do Chelsea fez seu papel, cantando e apoiando o capitão John Terry, que recentemente anunciou sua aposentadoria da Seleção. No próximo sábado, os azuis de Londres enfrentam o Arsenal na 6ª rodada da Premier League, no primeiro clássico do Chelsea na temporada.

Com um começo arrasador, Chelsea decide a partida em menos de 20 minutos

Com jogadores jovens e novas contratações entre os titulares, os Blues queriam mostrar trabalho rapidamente. Logo aos 4 minutos, o Chelsea abriu o placar com Cahill de cabeça, após uma falta cobrada por Juan Mata. Aos 8 minutos, depois de uma bela jogada de Lucas Piazon e um chute de Romeu defendido pelo goleiro, Ryan Bertrand fez o segundo gol. Nessa altura, o jogo já estava encaminhado para a vitória, o que começou a se confirmar aos 17 minutos, com mais um gol. Após passe de Torres, Mata balançou as redes mais uma vez.

Somente aos 23 minutos os Wolves tiveram a sua primeira chance, forçando Turnbull a jogar a bola para escanteio. Na cobrança, John Terry afastou a bola. Dois minutos depois os adversários tiveram nova chance, e Turnbull salvou os Blues novamente. Após esse curto momento, a partida permaneceu equilibrada até os 34 minutos, quando Ramires, em uma bela jogada, passou pra Bertrand que cruzou, mas Torres não chegou na bola.

Ainda no primeiro tempo, o Chelsea seguiu na busca pelo quarto gol, que quase saiu em chances de Cahill, Piazon e Mata, mas após um minuto de acréscimo, o gol não saiu.

No segundo tempo, Chelsea não desacelera o ritmo e faz mais gols

Durante o intervalo, o ex-Chelsea Frank Sinclair esteve no gramado, e foi bem recepcionado pelos torcedores. No começo do segundo tempo, mais precisamente aos 51 minutos, o árbitro marcou pênalti para o Chelsea após falta sofrida por Moses. Apesar dos pedidos para Fernando Torres cobrar o pênalti, Oriol Romeu é escolhido e faz mais um gol. 4×0.

Após não ter cobrado o pênalti, alguns torcedores achavam que Torres iria passar em branco no jogo, mas aos 58 minutos, após escanteio cobrado por Mata, o camisa 9 marcou outro gol. 5×0. Após o gol, a primeira substituição: Ramires saiu para a entrada de Oscar, que quando entrou em campo foi aplaudido pela torcida.

Logo depois, Torres teve a chance de fazer seu segundo gol na partida em jogada de Mata e Oscar, mas acabou perdendo a bola para os defensores do Wolves. Aos 70 minutos, a segunda substituição: com Marin entrando no lugar de Mata. Dois minutos depois, mais um gol. Em cruzamento de Oscar, Victor Moses fez o seu primeiro gol pelo Chelsea e o sexto da partida. Logo depois, mais uma chance de Torres em jogada de Marin: após passe do alemão, Torres chutou a bola para a defesa de De Vries.

Aos 77 minutos, o Chelsea fez a sua última substituição, com Hazard entrando no lugar de Torres. Com a saída do espanhol, Piazon passou a ser o centro-avante. Nesse momento, os Wolves estavam jogando timidamente, pois era impossível reverter o resultado. Após dois minutos de acréscimos, o árbitro apitou o fim de jogo no SB e o Chelsea avançou para a próxima fase da Capital One Cup.

Ficha Técnica:

Chelsea (4-2-3-1): Turnbull; Azpilicueta, Cahill, JT (C), Bertrand; Ramires (Oscar 59′), Romeu; Piazon, Mata (Marin 70′), Moses; Torres (Hazard 78′).

Substitutos: Hilario, Ferreira, David, Mikel, Oscar, Eden Hazard e Marin.

Wolves (4-5-1): De Vries; Davis, Stearman, Peszko, Zubar; Hunt (Forde 46′), Sigurdarson, Batth, Boukari (Nouble 63′), Edwards; Margreitter

Substitutos: Ikeme, Nouble, Jonsson, Forde, Foley, Price, Ismail.

Cartões: nenhum

Gols: Cahill (4′), Bertrand (8′), Mata (17′), Romeu (51′ – P), Torres (58′), Moses (71′)

Estádio: Stamford Bridge

Árbitro: N. Swarbrick

Público: 32.569

Category: Competições

Tags:

Article by: Luís Barbosa