Ben Chilwell marcou um dos gols da vitória do Chelsea contra o Sheffield.

Chilwell prega respeito ao Porto e comenta sobre disputa com Alonso na esquerda

Ben Chilwell foi o jogador escolhido para responder as perguntas da imprensa na coletiva antes do jogo contra o Porto. O lateral foi um dos autores gols da vitória em cima dos Dragões na última quarta-feira, no Ramón Sánchez Pizjuán.

Chilwell pregou respeito ao time português, diz que o Chelsea não pode ficar apoiado na vantagem, pois não tem nada ganho ainda.

“Definitivamente não acabou. Não vamos amanhã complacentes porque o trabalho está apenas pela metade. É muito importante que entremos no jogo com a mesma mentalidade que fizemos no primeiro jogo. Se você olhar para a primeira partida, sabíamos que seria um jogo muito físico. Não poderíamos pedir uma partida melhor. Esperançosamente, será mais do mesmo amanhã. Eles são uma equipe forte, com muitos jogadores muito talentosos tecnicamente. É também uma equipe orgulhosa e há uma semifinal da Liga dos Campeões em disputa. Os dois gols fora de casa podem ser cruciais, mas é apenas metade do trabalho.”

Tuchel no Chelsea e Chilwell vs Alonso

Contra o Porto, Chilwell chegou ao terceiro gol com a camisa do Chelsea, nas 31 partidas que fez nesta temporada. O defensor inglês tem disputado a vaga com Alonso desde que Frank Lampard deixou o clube. Com Tuchel no comando, ele fez nove jogos e soma seis vitórias e três empates.

Ele comenta sobre a chegada de Tuchel no clube e como as ausências nos primeiros jogos viraram motivação para voltar ao time brilhar com a camisa azul.

“Quando Tuchel chegou, foi como uma folha em branco para todos. Eu não joguei os primeiros três ou quatro jogos que poderiam ter me derrubado. Porém eu usei isso como uma oportunidade para trabalhar mais duro e fazer perguntas a ele no treinamento sobre onde ele achava que eu poderia melhorar meu jogo para conseguir mais minutos. Quando eu tiver a oportunidade de jogar, quero provar a ele que devo jogar com mais regularidade. Tenho certeza de que os outros jogadores, Marcos incluído, estão fazendo a mesma coisa. Essa competição é muito saudável”

Chilwell e seus companheiros voltam a campo nesta terça-feira, às 16h, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilla, na Espanha. O jogo é com mando Chelsea e o time londrino pode perder por até um gol de diferença que se classifica para a próxima fase.

Category: Competições

Tags:

Article by: Cleisson Lima

Tio do Júlio César, Estagiário de Redação na Rádio Transamérica, e Chefe de Redação no Futebol das Gerais. O caminho é um só...