Chelsea faz seis gols e massacra QPR em Stamford Bridge

Torres chegou a seu primeiro hat-trick com a camisa do Chelsea

Demorou, mas o Chelsea venceu o primeiro derby londrino na Premier League 11/12. E como venceu. Com o primeiro hat-trick de Fernando Torres com a camisa azul, o Chelsea destruiu o Queen Park Rangers por 6×1 e entrou provisoriamente no G4 do campeonato.

O Newcastle já fez sua parte: foi goleado por 4×0 pelo Wigan, ontem. Agora resta torcer para que o Tottenham perca pontos para o Blackburn, para que os Blues continuem na zona de classificação para a próxima Uefa Champions League.

O Chelsea volta aos gramados na próxima quarta-feira, dia 2 de Maio, para enfrentar o Newcastle, também em Stamford Bridge, em jogo decisivo na briga pela vaga na próxima Champions.

Goleada começa aos 40 segundos, com 4 gols em menos de 25 minutos

O jogo começou, e na escalação, o Chelsea tinha problemas: apenas Terry estava disponível para a zaga. Fato que levou Di Matteo a improvisar Bosingwa na zaga e entrar com Ferreira na lateral direita. Ele também poupou Mikel, Meireles, Ramires e Drogba, desgastados do jogo do meio de semana, entrando com gente como Sturridge, Kalou, Essien e o herói (de terça passada e de hoje), Fernando Torres.

Antes mesmo do primeiro minuto de jogo se completar, Sturridge acertou um belo chute de pé direito (o ruim!) de fora da área e marcou um golaço para começar a goleada. O Chelsea chegava com tranquilidade, ganhava todas na defesa. Lampard tentou fazer um golaço, por cobertura, em um toquinho, mas o goleiro visitante, atento, mandou para escanteio.

A partida, antes do apito soar, teria como protagonistas, mais uma vez, John Terry e Anton Ferdinand. Mas a situação entre os dois foi minimizada. Terry subiu e quase marcou de escanteio. Será que se marcasse, iria pedir silêncio?

Pois aos 12, Mata cobrou belo escanteio e Terry testou para o fundo das redes. Mas não desabafou sobre o Caso Anton Ferdinand, mas sobre outra situação: a suspensão para  final da Champions League. O capitão foi a torcida e fez um gesto de pedido de desculpas,

Anton Ferdinand era apenas mais um anônimo no bando do QPR, que  conseguiu vencer Liverpool, Arsenal, Tottenham e até os Blues de AVB, no turno, mas foram vítima fácil para uma enfiada que lembrou os melhores momentos do Chelsea da temporada 2009/2010.

6 minutos depois, aos 18, Kalou e Mata tabelaram e o marfinense acertou um passe espetacular para Fernando Torres driblar o goleiro e anotar o seu primeiro.

Aos 24, o camisa 9 faria seu segundo. Esse foi ainda mais fácil: Sturridge foi lançado, o goleiro Kenny se atrapalhou com o defensor Onuoha e a bola sobrou limpa, para Torres, apenas encher o pé esquerdo e estufar as redes no gol aberto.

O Chelsea tocou bola, tirou o pé e foi para o intervalo com a expressiva goleada.

Torres completa hat-trick, Ramires entra e dá nova assistência

No segundo tempo, o Chelsea voltou tranquilo. Bosingwa, na zaga, tinha bela atuação e ganhava todas, assim como Terry, Cole e o sem problemas Paulo Ferreira. Em ritmo de treino, o Chelsea tocava e o QPR mal conseguia criar chances, fora um chute de fora da área, que morreria na gaveta, mas parou nas mãos de Petr Cech.

Ashley Cole arrancou e descolou belo passe para Mata, fazer o quinto. Ele estava sozinho, na frente do goleiro, mas o chute saiu muito fraco e uma chance clara foi desperdiçada. O camisa 10 se redimiria logo depois: arrancou o contra ataque e descolou lindo passe para Torres, com calma, tocar no cantinho e completar seu primeiro hat-trick com a camisa do Chelsea.

Agora, ele tem 12 gols com a camisa do Chelsea, 4 marcados nos últimos 2 jogos. Fora as diversas assistências. Roberto Di Matteo percebeu que a partida já estava ganha e resolveu poupar alguns jogadores.

Mata saiu para a entrada de Malouda, que foi, como de costume, muito mal. Ramires entrou pro lugar de Kalou, e no fim, o jovem Hutchinson, de volta a equipe principal após se recuperar de uma terrível lesão que levou a sua aposentadoria, no lugar do excelente zagueiro Bosingwa.

Malouda afundou o Chelsea em dois ou três lances. Isolou duas bolas em chances claras – em uma a bola foi parar em Wembley, palco da final da FA Cup que disputaremos contra o Liverpool, daqui a uma semana. No pior lance de todos, tentou sair driblando e cometeu falta perto da área.

Mas faria o seu, em belíssima jogada de Ramires. A segunda boa jogada do brasileiro pela direita – na primeira, tentou o chute e parou na bola defesa do goleiro Kenny. Desta vez, o brasileiro invadiu a área e rolou para o francês encher o pé e estufar as redes, fazendo o sexto do Chelsea.

Torres soltou uma bomba de fora da área e o goleiro Kenny pegou bem. Já com o jogo ganho, o Chelsea tirou o pé e o QPR conseguiu marcar o gol de honra com Cissé, o jogador menos estiloso do futebol mundial.

Com o Chelsea tocando bola e dominando um jogo que foi seu desde o primeiro minuto, a partida encerrou-se. Howard Webb fez questão de dar a bola para Fernando Torres, que conseguiu seu primeiro hat-trick no Chelsea. Choveu muito em Stamford Bridge, mas para o Chelsea, o céu já se abriu há bastante tempo.

O time joga redondo e tem tudo para fazer um grande final da temporada. Hoje, deu mais um passo, ao entrar, ainda que provisoriamente, na zona de classificação para a Uefa Champions League, algo que chegou a estar muito distante do time há não muito tempo.

Chelsea 6 x 1 Queen Park Rangers

Chelsea (4-2-3-1): Cech; Ferreira, Bosingwa, Terry (c), Cole; Essien, Lampard; Kalou (Ramires 73), Mata (Malouda 67), Sturridge; Torres.

Gols: Sturridge 1, Terry 12, Torres 18, 24, 63, Malouda 79

Queens Park Rangers (4-2-3-1): Kenny; Onuoha, Ferdinand, Hill, Taiwo; Barton (c), Derry; Mackie, Buzsaky (Traore 64), Cisse; Zamora (Wright-Phillips 77).

Gol: Cissé
Cartão:Barton 60

Juiz: Howard Webb
Público: 41,675

Londres nunca esteve tão perto da América do Sul. Maio, no Chelsea Brasil.

Category: Competições

Tags:

Article by: Rodrigo Q