Antes de confronto contra o West Bromwich, Pedro recorda sua estreia pelo Chelsea: “Lembro muito bem”

_85142320_pedro_epa
Pedro brilhou em sua estreia contra o WBA: um gol e uma assistência

A vitória contra o West Bromwich por 3 a 2, na terceira rodada da Premier League, foi o primeiro triunfo dos Blues pela liga em 2015/2016. Antes disso, o Chelsea havia empatado em casa com o Swansea por 2 a 2 e perdido em visita ao Manchester City por 3 a 0. Além de ter sido a primeira conquista de três pontos do time, esse jogo foi marcante para um estreante: Pedro.

Em sua primeira partida vestindo a camisa do Chelsea, o jogador espanhol abriu o placar e ainda assistiu o gol marcado por Diego Costa. Embora o WBA tenha marcado duas vezes, o tento feito por César Azpilicueta pouco antes do intervalo definiu o resultado final. Falando ao site oficial do clube, Pedro disse se lembrar da estreia repleta de ação.

“Sim, eu me lembro muito bem. Os jogadores me receberam muito bem naquele dia no vestiário e foi realmente um bom começo para a minha carreira no Chelsea. O gol que marquei foi importante e sempre vou me lembrar dele, mas o West Bromwich é uma equipe forte e por isso será muito difícil repetir o feito hoje à noite. Estou ansioso por isso”.

O sucesso alcançado no The Hawthors Stadium ficou marcado também por ser a primeira vitória azul na temporada, já que os azuis de Londres fizeram fraca pré-temporada com duas derrotas e dois empates, além de uma derrota para o Arsenal, por 1 a 0 pela Supercopa da Inglaterra.

No jogo contra o WBA, O Chelsea ainda teve de lidar com a expulsão de John Terry logo no começo da segunda etapa. A atmosfera do estádio se inflou e apoiou o time mandante na busca pelo empate que não aconteceria. Pedro contrastou sua primeira experiência de jogar em um novo país e falou sobre o incentivo que vem das arquibancadas.

“Quando você não está jogando em casa, as equipes adversárias tendem a tornar as coisas mais difíceis para você. A atmosfera nos jogos é boa em todos os lugares, o que é muito típico do futebol inglês. Sempre ajuda ter o apoio dos nossos torcedores, inclusive quando não estamos bem o apoio é positivo”.

Depois de grande estreia pelo time, Pedro teve uma queda de rendimento que estaria relacionada a formação tática dos Blues. No Barcelona, o internacional espanhol estava habituado a um 4-3-3, enquanto o esquema de seu novo time é montado para jogar em um 4-2-3-1. Ele reconhece que precisou de um certo tempo para se adaptar, mas que sempre buscou superar os desafios.

“É muito bom para mim ter desafios diferentes para superar. Há definitivamente mais liberdade e isso torna o jogo mais difícil para o adversário”.

Category: Competições

Tags:

Article by: Murilo César