Chelsea contrata jogador de 14 anos

O Chelsea continua investindo muito na categoria de base, o jogador da vez é Oluwaseyi Ojo, 14 anos, o garoto impressionou os olheiros do Chelsea no jogo contra a Irlanda do Norte pelo English Team Sub 16.

Depois de ver o potencial do jovem jogador, os Blues entraram em acordo com os dirigentes do MK Dons, time que tinha um pré-contrato com Ojo.

“Fiquei muito impressionado pelo interesse do Chelsea, sou muito novo e eles já viram em mim um grande potencial, isso me estimula a continuar trabalhando e melhorando cada vez mais.” Disse Ojo, ele continua. “Eu me espelho em alguns jogadores e, em um futuro próximo, eu quero jogar como Xavi, Iniesta e Fabregas.”

Alguns outros clubes de calibre internacional estava querendo contar com o jovem jogador, mas o Chelsea venceu essa corrida, deixando Manchester United, Liverpool, Arsenal e Manchester City para trás.

Os Blues vão desembolsar £2M para contar com a jovem promessa inglesa.

Curiosidades

  • Com apenas 13 anos de idade, Ojo vez a sua primeira apresentação pelo MK Dons Sub 18, e já treinava com o time reserva do mesmo clube.
  • Depois de ver o jogador em campo, Bruce Buck admitiu que no outro dia o Chelsea precisava trazer o jogador para categoria de base dos Blues, algo que o Chelsea realmente fez, hoje o jogador já faz parte do elenco profissional do Chelsea Football Club.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

11 comments

  1. Com o Ojo o seleção Sub-16 da Inglaterra agora é composta por 5 jogadores do Chelsea.

    Zagueiros:
    Josh Aina
    Aaron Hayden

    Meio-Campos:
    Ruben Loftus-Cheek
    Conor Hunte
    E agora Oluwaseyi Ojo

  2. Com o Ojo o seleção Sub-16 da Inglaterra agora é composta por 5 jogadores do Chelsea.

    Zagueiros:
    Josh Aina
    Aaron Hayden

    Meio-Campos:
    Ruben Loftus-Cheek
    Conor Hunte
    E agora Oluwaseyi Ojo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Article by: Thiago Lyon