Os resultados financeiros na compra e venda de jogadores

Roman Arkadyevich Abramovich chegou ao Chelsea e adquiriu-o no ano de 2.003, e foi o primeiro magnata a fazer diferença em um time de futebol. Vamos analisar o que o russo já gastou/investiu somente em contratação e venda de jogadores nestas dezesseis temporadas, juntamente com a última antes do magnata tornar o Chelsea o que é hoje.

2002-2003

Para esta temporada, o Chelsea não comprou nenhum jogador, mas vendeu Samuelle Dalla Bona para o Milan, por £2.43 milhões e emprestou Mikael Forsell para o Borussia Mönchengladbach por £450 mil.

FA Cup: 5o. LugarEFL Cup: 6o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: 4o. lugar (19 vitórias, 10 empates, 11 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE: Não participou;

RESULTADO: Lucro de £2.88 milhões de libras.

2003-2004

Nesta temporada, o Chelsea participou da UCL, além de ter a injeção de dinheiro de Abramovich. Pela Premier League, um vice-campeonato com 24 vitórias, 7 empates e 7 derrotas, fazendo 67 gols e sofrendo 30.  Na UCL um honroso 4o. lugar, com derrota para o Mônaco por 3×1 e um empate em 2×2.

Na aquisição de jogadores, o Chelsea torrou de £152.28 milhões de libras, enquanto que a única venda foi, na verdade, o novo empréstimo de Mikael Forsell para o mesmo Borussia Mönchengladbach por £675mil.

FA Cup: 13o. LugarEFL Cup: 7o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: Vice-Campeão (24 vitórias, 7 empates, 7 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE: 4o. Lugar (8 vitórias, 4 empates, 2 derrotas);

RESULTADO: Prejuízo de £151.605 milhões de libras.

2004-2005

Agora com José Mourinho no comando, o Chelsea venceu a Premier League com 29 vitórias, 8 empates e apenas 1 derrota. Marcando 72 gols e sofrendo apenas quinze!!! Na Champions novamente um 4o. lugar, com empate em 0x0 e uma derrota por 1×0 para o Liverpool.

Na questão de compra de jogadores o Chelsea gastou £147 milhões de libras, enquanto que suas vendas foram baseadas em um único jogador: Jespen Grönkjaer por £2.97 milhões de libras.

FA Cup: 15o. LugarEFL Cup: Campeão;

PREMIER LEAGUE: Campeão (29 vitórias, 8 empates, 1 derrota);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE: 4o. Lugar (6 vitórias, 4 empates, 2 derrotas);

RESULTADO: Prejuízo de £144.030 milhões de libras.

 

2005-2006

Novamente com José Mourinho no comando, o Chelsea torrou mais £85.08 milhões de libras em aquisição de jogadores. Nas vendas, o Chelsea bateu um recorde de de £30.06 milhões de libras, com as vendas de Tiago (£9 milhões), Kezman (£8.1 milhões) e Scott Parker (£8.1 milhões). Como ponto positivo, o bi-campeonato da Premier League.

FA Cup: 3o. LugarEFL Cup: 17o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: Campeão (29 vitórias, 4 empates, 5 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE: 12o. Lugar (3 vitórias, 3 empates, 2 derrotas);

RESULTADO: Prejuízo de £55.020 milhões de libras.

 

2006-2007

Nosso melhor ano ocorreu na temporada 2006-2007. Conseguimos o “double” das duas copas, o vice-campeonato na Premier League e o 3o. lugar na Champions. Para que isto fosse possível José Mourinho, torrou £79.05 milhões de libras na aquisição de jogadores, enquanto que as vendas bateram um recorde de £47.34 milhões de libras, principalmente com as saídas de Damien Duff (£13.95 milhões) e Eidur Gudjöhsen (£10.8 milhões).

FA Cup: CampeãoEFL Cup: Campeão;

PREMIER LEAGUE: Vice-Campeão (24 vitórias, 11 empates, 3 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE: 3o. Lugar (7 vitórias, 3 empates, 2 derrotas);

RESULTADOPrejuízo de £37.070 milhões de libras.

 

2007-2008

Os problemas de relacionamento com Roman Abramovich acabaram com que Mourinho fosse demitido em Setembro. Para o seu lugar, foi contratado Avran Grant. Fato bem interessante, foi que, com Avran Grant no lugar de José Mourinho, o Chelsea conseguiu um tri-campeonato... como vice.  Se você não se recorda desta temporada leia minha coluna, aqui: A temporada para esquecer (2007-2008).

 Mesmo assim, Mourinho E Avran Grant torraram mais £53.10 milhões em aquisição de jogadores, enquanto que as vendas, capitaneadas por Arjen Robben (£32.40 milhões), totalizaram £40.19 milhões.

FA Cup: 5o. Lugar EFL Cup: Vice-Campeão;

PREMIER LEAGUE: Vice-Campeão (25 vitórias, 10 empates, 3 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUEVice-Campeão (6 vitórias, 6 empates, 1 derrota);

RESULTADO: Prejuízo de £12.910 milhões de libras.

 

2008-2009

A temporada de 2008-2009 começou de uma forma que todos nós sabíamos que não iria dar certo. Era a mesma coisa quando Vanderley Luxemburgo foi treinar o Real Madrid.  Luiz Felipe Scolari não possuía o domínio (mesmo mínimo) da língua inglesa, e foi demitido após poucos meses no cargo.  Como ponto positivo, a vinda de apenas dois jogadores: Deco e Bosingwa (que jogavam pela seleção portuguesa).

No final um total de £27.45 milhões foram investidos nestes dois jogadores, enquanto que as vendas foram de £40.10 milhões, fazendo com que o Chelsea tivesse um resultado positivo.  Guss Hiddink assumiu em Fevereiro (após a janela de transferência ter fechado), e, com os mesmos jogadores, conseguiu ser campeão da FA Cup, chegar em 3o. na Premier League, e também na UCL. E mesmo assim chegou próximo nos dois principais torneios.

FA Cup: CampeãoEFL Cup: 9o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: 3o. Lugar (25 vitórias, 8 empates, 5 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE: 3o. Lugar (5 vitórias, 4 empates, 1 derrota);

RESULTADO: Lucro de £12.650 milhões de libras.

 

2009-2010

Com a saída de Guss Hiddink, o Chelsea contratou um dos melhores técnicos que já teve: Carlo Ancelotti. Isto porque, com apenas £27 milhões de investimento (chegada de Yuri Zhirkov por £18.90 milhões, Daniel Sturridge por £6.53 milhões e Nemanja Matic por £1.58 milhões), o Chelsea conquistou (com méritos), mais um campeonato da Premier League, tendo um ataque avassalador (103 gols), de quebra, conquistou também a FA Cup.

Nas vendas, pouquíssimas, com um total de £3.42 milhões), encabeçadas por Claudio Pizarro (£1.80 milhões) e Ben Sahar (£900 mil).

FA Cup: CampeãoEFL Cup: 5o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: Campeão (27 vitórias, 5 empates, 6 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE: 15o. Lugar (4 vitórias, 2 empates, 2 derrotas);

RESULTADO: Prejuízo de £23.580 milhões de libras.

 

2010-2011

Novamente com Carlo Ancelotti, o Chelsea pensava em chegar longe na UCL e fazer o bi-campeonato na Premier League.  Com as contratações de Fernando “El Ñino” Torres (£52.65 milhões) e David Luiz (£22.50 milhões), o Chelsea gastou  £109.35 milhões, enquanto que conseguiu, em suas vendas, míseros  £14.85 milhões. Embora conseguimos o vice-campeonato na Premier League, nas duas copas, obtivemos o pior resultado de muitos anos.

FA Cup: 19o. Lugar, EFL Cup: 22o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: Vice-Campeão (21 vitórias, 8 empates, 9 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE5o. Lugar (6 vitórias, 1 empate, 3 derrotas);

RESULTADO: Prejuízo de £94.5 milhões de libras.

 

2011-2012

A temporada de 2011-2012 (inesquecível para os torcedores do Chelsea), começou bem, com um técnico novo André Villas-Boas (tinha apenas 34 anos quando assumiu o Chelsea). Em contratações, o Chelsea gastou £86.81 milhões, principalmente com Juan Mata (£24.03 milhões), Lukaku (£13.50 milhões) e Raul Meirelles (£12.15 milhões).  Nas vendas, míseros £29.16 milhões.

O que começou bem, com um técnico novo e muitas esperanças, virou um desespero com a saída precoce de Villas-Boas e o “técnico-tampão” Roberto Di Matteo, que conseguiu o que nenhum técnico tinha conseguido: o título da UCL de 2011-2012. De “quebra”, Di Matteo também conseguiu a FA Cup.

FA Cup: Campeão, EFL Cup: 10o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: 6o. lugar (18 vitórias, 10 empates, 10 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUECampeão (7 vitórias, 5 empates, 1 derrota);

RESULTADO: Prejuízo de £57.650 milhões de libras.

 

2012-2013

O Chelsea iniciou a temporada 2012-2013 como o Campeão da Champions League, e o impensável ocorreu.  Pela primeira vez na história, um campeão não conseguiu se classificar para as oitavas de final. Em um grupo com Juventus, Shakhtar Donetsk e o Nordsjaelland, o Chelsea ficou em 3o. lugar, se classificando para a Europa League.

Di Mateo ficou até novembro e foi substituído por Rafa Benitez, que conseguiu a façanha de ter disputado (como técnico) dois mundiais. Em contratações, o Chelsea gastou £98.73 milhões impulsionadas pelas compras de Eden Hazard (£31.50 milhões) e Oscar (£28.80 milhões). Nas vendas £22.91 milhões.  Sendo eliminado precocemente da UCL, o Chelsea jogou sério a Europa League vencendo-a.

FA Cup: 3o. lugar, EFL Cup: 4o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: 6o. lugar (18 vitórias, 10 empates, 10 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE:  17o. lugar (3 vitórias, 1 empates, 2 derrotas);

RESULTADO: Prejuízo de £75.82 milhões de libras.

 

2013-2014

A temporada 2013-2014 começou com uma nova esperança em Stamford Bridge. José Mourinho, o técnico mais vitorioso do Chelsea aceitou novamente o cargo de treinador, porém, foi claro para não esperar nada em sua primeira temporada.  Mesmo assim, o Chelsea gastou outros £117.32 milhões, principalmente devido as contratações de Willian (£31.95 milhões), a recontratação de Nemanja Matic (£22.50 milhões) e André Schürle (£19,80 milhões).

Nas vendas, um recorde de £89.89 milhões, alavancadas pela ida de Juan Mata (£40.26 milhões), para o Manchester United e de Kevin De Bruyne (£19,80 milhões) para o Wolfsburg.  Nas duas competições mais importantes, um duplo terceiro lugar.

FA Cup: 18o. Lugar, EFL Cup: 5o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: 3o. lugar (25 vitórias, 7 empates, 6 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE3o. lugar (6 vitórias, 2 empates, 4 derrotas);

RESULTADO: Prejuízo de £27.430 milhões de libras.

 

2014-2015

Conforme prometido por José Mourinho, o Chelsea conquistou novamente o campeonato inglês.  Porém para que isto ocorresse, o Chelsea gastou outros £123.93 milhões, com vários novos jogadores: Diego Costa (£34.20 milhões), Cesc Fàbregas (£29.70 milhões) e Cuadrado (£27.90 milhões).  Mas, nas vendas, o Chelsea bateu um recorde pessoal: a venda de David Luiz por incríveis (£44.55 milhões) para o PSG; a venda de Romelu Lukaku para o Everton por outros £31.82 milhões, e André Schürle para o Wolfsburg por £28.90 milhões. No total, um novo recorde em vendas: £130.37 milhões.

FA Cup: 32o. Lugar, EFL Cup: Campeão;

PREMIER LEAGUE: Campeão (26 vitórias, 9 empates, 3 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE: . 12o. lugar (4 vitórias, 4 empates, 0 derrotas);

RESULTADO: Lucro de £6.44 milhões de libras.

 

2015-2016

Com o título prometido por José Mourinho na temporada anterior, tínhamos esperanças de sobra para alcançar voos ainda maiores.  Porém não foi o que ocorreu, e Mourinho foi demitido pela 2a. vez no dia 17 de Dezembro. Mesmo assim, para esta temporada, lá se foram mais £81.45 milhões de libras, principalmente com a vinda de Pedro (£24.30 milhõese Abdul Rahman Baba (£18 milhões). Isso sem contar com o empréstimo de Falcão (ex-Manchester, ex-Mônaco) por £6 milhões. 

Quanto as vendas, um total de £78.74 milhões, principalmente pelas saídas de Ramires (£18 milhões), Filipe Luiz (£14.4 milhões) e Petr Cech (£12.6 milhões). Para cobrir o resto da temporada, foi chamado novamente Guss Hiddink, mas que, infelizmente, não conseguiu ser tão vitorioso quanto sua primeira passagem.

FA Cup: 8o. Lugar, EFL Cup: 9o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: 10. Lugar (12 vitórias, 14 empates, 12 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUE:  12. Lugar (4 vitórias, 1 empate, 3 derrotas);

RESULTADOPrejuízo de £9.71 milhões de libras.

 

2016-2017

A temporada começou com mais um italiano no comando do Chelsea. A nacionalidade do técnico criava uma nova esperança para a torcida dos Blues.  Isso porque, somente em técnicos italianos, o Chelsea já tinha alcançado: 5 troféus com Gianluca Vialli (FA Cup, League Cup, Charity Shield, UEFA Cup Winners’ Cup, UEFA Super Cup), 3 troféus com Carlo Ancelotti (Premier League, FA Cup, Community Shield) e mais 2 troféus com Roberto Di Mateo (FA Cup, UEFA Champions League). 

Em sua vinda, Antonio Conte investiu um total de £119.52 milhões de libras, principalmente com a vinda de Batshuayi (£35.1 milhões), Kanté (£32.22 milhões), David Luiz (£31.50 milhões) e Marcos Alonso (£20.7 milhões). 

Já nas saídas um recorde: a saída de Oscar por incontáveis £54 milhões de libras., o que fez com que o Chelsea alcançasse a marca de £97.56 milhões de libras. Como prêmio, a incrível marca de 30 vitórias, e mais um campeonato, onde o foco de toda a imprensa da Inglaterra estava voltado para os dois técnicos da cidade de Manchester.

FA Cup: Vice-Campeão, EFL Cup: 13o. Lugar;

PREMIER LEAGUE: Campeão (30 vitórias, 3 empates, 5 derrotas);

UEFA CHAMPIONS LEAGUENão Participou;

RESULTADO: Prejuízo de £21.96 milhões de libras.

 

2017-2018

Com um esquema de jogo “inovador” (utilizando 3 zagueiros e 2 alas), o Chelsea começou perdendo para o Burnley.  Problemas de relacionamento com Diego Costa, David Luiz, Willian e a diretoria balançam o técnico no cargo. Mesmo reclamando da diretoria (que não investe e não contrata), o Chelsea gastou incontáveis £232.02 milhões de libras. Isso mesmo: duzentos e trinta e dois milhões de libras, onde o ápice foi a vinda de Álvaro Morata por £59.04 milhões de libras. Com a venda de Diego Costa para o Atléti, o Chelsea quebrou um outro recorde de venda individual (£59.4 milhões), quebrando também, o maior valor em venda de jogadores em uma temporada: £180.54 milhões

RESULTADO: Prejuízo de £51.48 milhões de libras.

Embora Antonio Conte reclame que a diretoria não adquire jogadores, é inegável o valor gasto nesta temporada, ultrapassando em mais de 100% o (antes) maior valor gasto pelo Chelsea.

#GOBlues

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Dalton Gerth

Torcedor do Chelsea desde a época em que Vialli era técnico E jogador, advogado e estudante de licenciatura em Matemática.