cosil

Opinião: Como a falta de pressão pode ajudar o Chelsea a lutar pelo título

A atual temporada da Premier League começou cercada de expectativas como, talvez, nunca antes um torneio nacional teve. O épico duelo José Mourinho x Pep Guardiola, que vem desde os tempos de Inter x Barcelona passando por vários duelos entre Real Madrid e o time catalão, agora está de volta, e na mesma cidade. Os considerados “maiores treinadores do mundo” treinam ambos os time de Manchester e a chegada de ambos criou uma dúvida sobre o favoritismo ao título entre os dois. Além de tudo isto, contratações feitas pelos clubes ingleses, inclusive o Chelsea, dão ao torcedor do futebol na Inglaterra a sensação de que esta pode ser a maior temporada de todas no país.

E analisando bem o contexto atual do torneio, o Chelsea tem um espaço limpo para obter sucesso na temporada. E por que? Primeiro pois não teremos a (infelizmente) Champions League, e isso dará ao time tempo de descanso e trabalho para a filosofia de Antonio Conte se desenvolver em Cobham. Segundo porque todas as atenções estão voltadas para os treinadores de Manchester. O duelo pessoal e a rivalidade entre e Mou e Guardiola tira o foco de Conte e do Chelsea e com isso os Blues podem ter a tranquilidade e a falta de pressão necessárias para fazer uma boa campanha e, quem sabe, brigar pelo título. Fora isso, antes mesmo de a temporada começar, todos já veem o ano do Chelsea como um ano de “renascimento”, em que o clube tentará se reerguer, e isto também tira dos ombros do time certas pressões de lutar pelo título a todo momento.

Porém, mesmo com os olhares voltados para o norte da Inglaterra e não vendo os Blues como uma potência próxima às de Manchester, o clube fez um trabalho de reforço do elenco muito bem feito, com poucas, mas acertadas contratações e, com poucas saídas em relação à última temporada, o elenco agora se mostra bem mais encorpado e pronto para uma boa campanha.

E isto tudo faz com que Conte tenha um solo fértil para semear suas ideias, para trabalhar taticamente o elenco, para criar um ambiente competitivo e para levar o Chelsea de volta a onde ele merece sempre estar. E é isso que o treinador tem feito, já com grande impacto. Basta ver o comportamento dos jogadores em campo e as boas fases de atletas como Diego Costa, Hazard e Oscar, que evidencia o dedo do treinador italiano na forma como o time se movimenta e se dedica em campo.

Conte pode brilhar no Chelsea (Reprodução)
Conte pode brilhar no Chelsea (Reprodução)

Muitos tem louvado o impacto de Conte no time azul, mas ainda ninguém coloca o time como candidato ao título, e sim como um projeto que está sendo planejado a médio prazo. Entretanto, para quem analisa o futebol a partir de rendimento e de um aspecto tático, é possível perceber que este Chelsea pode dar muito trabalho na competição. É a opinião, por exemplo, de Fabio Capello.

O ex-treinador de Juventus, Real Madrid e Seleção Inglesa, deu entrevista à Sky Sports italiana e quando perguntado se o título da Premier League ficaria entre Mourinho ou Guardiola, deu a seguinte resposta:

“Não se esqueçam de Antonio Conte! O seu time pode até sofrer com uma falta de criatividade, mas compensa com determinação e força. Eu acredito que eles lutarão pelo título até o final!”

A fala de Capello não poderia ser mais lúcida. O time realmente tem tido alguns problemas com uma certa falta de criatividade, mas que Conte tem compensado com um esquema tático que minimiza a falta de um camisa 10 de ofício ao deixar a criação dividida entre mais jogadores e mais setores do campo. Isto tem se mostrado eficiente e o time cria bastante oportunidades, além aproveitá-las melhor do que na temporada passada.

Claro que reforços para a armação ainda são necessários no futuro, mas exatamente estas “força e determinação” que Capello citou podem ser diferenciais acima das deficiências do time e Conte mais do que ninguém é capaz de minimizar fraquezas de um elenco com aspectos táticos e com paixão e empenho em campo, basta ver como suas Itália e Juventus jogaram e encantaram mesmo com elencos limitados.

E um fator fundamental para que isto tenha sucesso é, exatamente, a tranquilidade que foi retirada dos ombros do Chelsea devido a campanha pífia da última temporada. É claro que ninguém gostaria de estar nesta situação, vindo de uma décima colocação e tendo que brigar para se reerguer, mas já que esta é a realidade desta temporada, o Chelsea pode ter exatamente nisso a paz e a fertilidade para que Conte construa ainda nesta temporada uma equipe vencedora. A mentalidade já foi demonstrada que está de acordo com o treinador, agora é ter paciência para ver este time brilhar.

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Opinião

Tags: