Novela Hudson-Odoi, Higuaín e John Terry

O Chelsea planeja uma ampliação contratual e oferecer 70 mil Libras por semana para o CH-O. Sendo mais preciso, um contrato de 50 mil com possibilidade de ascensão para 70 mil. Vale ressaltar que o “affair” do Bayern de Munique para com o jogador do Chelsea segue vivíssimo. Segundo as veiculações na Inglaterra, a oferta do clube alemão está em 35 milhões de Libras. Em adição ao mencionado, Callum Hudson-Odoi considera a possibilidade de uma mudança de ares em sua jovem carreira. Principalmente por ambicionar mais tempo de jogo, viés que acarretou ao interesse na proposta da equipe alemã.

Por outro lado,  Chelsea deseja contar com Callum Hudson-Odoi e quer ser protagonista em seu desenvolvimento. O atleta ainda não fez uma partida como titular na Premier League e, mesmo assim, o Chelsea tem – na mesa – uma proposta de 35 milhões de Libras. Loucura demais, né? Segundo o Daily Mail, Callum Hudson-Odoi recebe algo em torno de 22 mil por semana e o Chelsea estaria disposto para ampliação contratual. Além disso, Maurizio Sarri e sua comissão técnica também querem a permanência do futebolista. Ou seja, todos querem. Todos mesmo, mas o jogador segue balançado pela proposta.

Gonzalo Higuaín

Está certo! Segundo a Sky Itália, o argentino será atleta do Chelsea. As tratativas abordam um empréstimo junto a Juventus até o final do ano de 2019. O empréstimo apresenta possibilidade de extensão por mais 12 meses e, neste caso, com adição de cláusulas contratuais. O “striker” teve um grande ano no Napoli, sob os comandos de Maurizio Sarri, atual técnico do Chelsea.

Segundo as informações, o italiano acredita que a chegada de Higuaín seja o ideal para o clube. Entretanto, membros da diretoria têm “um pé atrás” com a chegada do sul-americano. Novamente segundo a Sky Itália, Marina Granovskaia (chefe-executiva da equipe inglesa) não está totalmente convencida que Higuaín será a solução dos problemas do setor ofensivo do Chelsea.

Por outro lado, um centroavante deve sair de Stamford Bridge. Alvaro Morata deve ser negociado com outro clube europeu. Aumentam os rumores de que ele deve ir para Espanha. Para ser geograficamente preciso, o atleta deve atuar no Wanda Metropolitano. Desta forma, aguardemos os próximos capítulos.

Manchester City conversou com John Terry

Essa afirmação foi feita por Garry Cook, chefe-executivo do Manchester City, em entrevista concedida ao programa Sky Sports News’ Transfer Talk. Segundo o dirigente, os Citizens buscaram a contratação do ídolo do Chelsea no verão de 2009. O Chelsea concedeu autorização para as conversas ocorrerem, mas Terry recusou uma proposta de 200 mil Libras por semana. Em contrapartida, ele assinou um contrato de cinco anos com o clube londrino em agosto do referido ano.

O defensor assinou um contrato de 150 mil Libras por semana com o Chelsea, se tornando o atleta mais bem pago da equipe londrina. Cook foi questionado sobre o porquê do interesse em Terry: “Ele é um verdadeiro líder e o vestiário precisa de liderança. Ele tem a experiência de Premier League e Champions League. É um jogador da Inglaterra e é tão bom quanto os outros nomes que nós (dirigentes do Manchester City) sondávamos. Um jogador como Terry daria outra dimensão ao tamanho do clube. Infelizmente isso não ocorreu”, completou Garry Cook.

Por outro lado, felizmente para o Chelsea. não é mesmo?

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.