A lista das Top 10 jovens promessas do Chelsea de 2011 – Parte 1

No dia 3 de janeiro de 2011, nosso ex-colunista Thiago Lyon, fez uma publicação dos 10 melhores jovens jogadores do Chelsea.  Decorridos quase oito anos, vamos analisar quais dos jogadores vingaram.

10 – Billy Clifford

Devido a seus destaques nas equipes inferiores do Chelsea como lateral direito ou winger, Billy Clifford assinou um longo contrato com o Chelsea.  Suas (quase) primeira experiência foi na Champions League 2010-2011, quando ficou no banco nas partidas contra o Spartak de Moscou (2×0, em 19/10/2010) e MSK Zilina (2×1 em 23/11/2010).  Também ficou no banco na derrota para o Newcastle (2×3), pela EFL Cup em 22/09/2010.

Sem espaço na equipe principal, como resultado foi emprestado para o Colchester em 11/01/2013, e não foi bem.  Disputou 18 jogos, fazendo apenas um único gol e conseguiu dar 2 assistências.  Mais digno de nota que o Colchester disputava a League One (algo como a terceira divisão do futebol inglês).

Com contrato preso ao Chelsea, começou a longa história de empréstimos: De 11/07/2013 até 08/08/2014, Clifford foi emprestado para: Yeovil Town e Royal Antwerp (Bélgica), até ser vendido (sem custos) para a equipe do Walsall. Em contrate, em 09/01/2015 (depois de 5 meses e 1 dia de contrato) o Walsall resolveu dispensá-lo, e Clifford ficou sem clube.

Como resultado em 15/07/2015 Clifford assinou com a equipe da Boreham Wood FC que disputa a National League, uma equipe sub-dividida em mais três divisões, das quais, duas delas possuem jogadores semi-profissionais.  Jogando 22 jogos por sua nova equipe, fez apenas um mísero gol, mas conseguiu se destacar em algumas partidas, da qual conseguiu assinar um contrato com a equipe do Crawley Town, da League Two da Inglaterra (uma divisão acima da National League).

Ida ao Crawley Town

No Crawley Town, em 46 jogos, novamente um único gol e 4 assistências.  Primeiro de tudo, não se firmou na equipe e voltou novamente ao Boreham Wood FC, a única equipe onde Clifford jogou um pouco melhor, assinando contrato em 03/08/2018.

Ainda mais, 15 dias depois (18/08/2018), Clifford surpreende e assina com o Hemel Hempstead Town, uma equipe semi-profissional que disputa a National League South, ou seja, a sexta divisão do Campeonato Inglês.

Billy Clifford possui atualmente, apenas 26 anos.

Billy Clifford quando estreou pelo Hemel Hempstead Town

Billy Clifford quando estreou pelo Hemel Hempstead Town

 

9 – Connor Clifford

Primeiro de tudo é que Conor é irlandês, se destacando em 2010 após vencer a FA Youth Cup, marcando, inclusive, gol na final contra o Aston Villa. Devido a sua belíssima atuação, estendeu seu contrato com o Chelsea até 2013.  C omo resultado foi emprestado para as seguintes equipes: Plymouth Argyle, Notts County, Yeovil Town, Portsmouth e Crawley Town, quando não teve seu contrato renovado.

Além disso, em 2013 fez um contrato de curto prazo com o Leicester, porém, não foi aproveitado e novamente liberado.  Assinou então um acordo de dois anos com a equipe do Southend United, da qual ajudou a ser promovido a League One.  Como resultado, devido as suas fracas atuações, com apenas um ano de contrato, Clifford foi liberado, e assinou contrato com a equipe do Barnet, que, na época disputava a Conferência Premier, da National League.

Ida ao  St. Patrick’s Athletic

Mais digno de nota que também não se firmou no Barnet e, de 2015 até 2018, passou pelas equipes do Boreham Wood, Dundalk e Limerick.  Atualmente joga pela equipe do St. Patrick’s Athletic, da Irlanda.

https://twitter.com/twitter/statuses/1013860706498891777

8 – Jacopo Sala

Primeiro de tudo pode ser dizer que Sala teve mais sorte que os seus dois conterrâneos acima.  Do mesmo modo veio ao Chelsea e logo foi incluído nas equipes inferiores. No ano de 2010 ficou seis vezes no banco de reservas da equipe principal.  Finalmente a equipe do Chelsea resolveu vendê-lo para a Hamburgo, da Alemanha, por apenas 90 mil libras!.

Enquanto que no Hamburgo, começou entrando em alguns jogos, ficou a maior parte do tempo no banco de reservas, até que achou melhor mudar de ares (e de país).  Como resultado assinou com o Hallas Verona, e teve mais tempo de jogo.  Mais digno de nota que jogou razoavelmente bem, na qual teve um empréstimo para a Sampdoria.

Ida a Sampdoria

Na temporada 2017/2018 Sala foi adquirido de forma definitiva pela Samp, no valor de £4.50m.  Na atual temporada (2018/2019), Jacopo Sala disputou 6 jogos pela equipe, contribuindo com uma assistência.

Jacopo Sala assina com a Sampdoria

Jacopo Sala assina com a Sampdoria

7 – Jacob Mellis

Primeiro de tudo que a situação de Jacob Mellis é um tanto quanto inusitada.  Enquanto que despontou na equipe U-18 do Sheffield United, o Chelsea pagou (em 01/07/2007), a quantia de £1.17m de libras no jovem jogador. Como resultado na temporada 2007/2008 ficou treinando nas equipes de base, porém, na temporada seguinte (2008/2009), ficou como “reserva de luxo” no Chelsea, sem número pré-definido na camisa. Quase sem nenhuma chance de disputar uma chance na equipe principal, no dia 14 de agosto de 2009 foi emprestado, sem custos, para o Southampton.

Quase que imediatamente, em sua nova equipe chegou e assumiu a posição de titular. Mais digno de nota que nos seis primeiros jogos, o único fato importante foi ter conseguido um cartão amarelo. Em contrate, na sua última partida como titular, frente a fraca equipe do Gillingham FC, conseguiu dar duas assistências.

Como resultado, ficou no banco nas suas últimas partidas, entrando quase sempre no fim do jogo.  Pela péssima apresentação no Southampton, a equipe resolveu rescindir seu contrato no fim de 2009, retornando para o Chelsea em Janeiro de 2010.  Assim, de volta para o Chelsea, disputou a Premier Reserve League, e, embora titular, também não conseguiu realizar bons jogos.

Volta ao Chelsea

Da mesma forma no primeiro semestre de 2010, fez parte da equipe principal do Chelsea.  Mais digno de nota que entrou no jogo do Champions League contra o MSK Zilina, na vitória de 2×1, entrando no último minuto do 2o. tempo no lugar do jovem Josh McEachran.

Acima de tudo no dia 31/01/2011, no último dia da janela de transferência, foi emprestado, sem custos, para a equipe do Barnsley, que, na época, disputava a Championship. Além disso, assim que chegou (da mesma forma que no Southampton), assumiu a titularidade.  Finalmente em seus três primeiros jogos, conseguiu, fazer dois gols: 1 contra o Leicester (derrota por 4×1) e outro contra a equipe do Ipswich (empate em 1×1), e, novamente, não conseguiu se firmar.

Como resultado no fim do seu contrato, o Barnsley resolveu devolvê-lo para o Chelsea.  Do mesmo modo, no Chelsea, ficou disputando a Premier Reserve League, disputando 10 jogos como titular, fazendo outros 2 gols e ajudando com 2 assistências.  Com o fim do seu contrato, o Chelsea resolveu liberá-lo.

Vida após o Chelsea

Após a sua sina sendo jogador do Chelsea, Jacob passou pelas seguintes equipes:

  • De 01/07/2012 a 28/07/2014: Barnsley;
  • De 28/07/2014 a 22/01/2015: Blackpool;
    • De 22/01/2015 a 31/05/2015: Oldham Atletic (emprestado pelo Blackpool);
  • De 01/07/2015 a 01/07/2017: Bury;
  • De 01/07/2017 até agora: Mansfield Town

Obs: Todas as transferências e empréstimos foram realizados sem custos;

jacob mellis

Jacob Mellis, na foto do site do Mansfield Town

6 – Milan Lalkovic

O eslovaco Milan Lalkovic fez aparições espetaculares na seleção de base da Eslováquia, o que fez com que fosse convidado a realizar períodos experimentais nas divisões inferiores do Chelsea.  Aos 14 anos, Lalkovic assinou uma espécie de “bolsa de estudos“, para ficar no Chelsea até completar 16 anos, e, assim realizar seu primeiro contrato profissional.

Na temporada 2009/2010, com apenas 17 anos, fez 7 partidas na Premier Reserve League South, fazendo um gol e contribuindo com uma assistência. Na temporada 2010/2011, jogou 16 partidas na Premier Reserve League, contribuindo com 6 gols e mais 5 assistências. No dia 14/03/2011, na partida contra o Blackpool, foi eleito o “Homem do jogo“, fazendo 1 gol e contribuindo com 2 assistências. Nesta partida, o Chelsea venceu por 7×2.

A sina dos empréstimos

Como resultado, foi emprestado em 1o. de Julho de 2011 para o Doncaster, jogou poucas partidas devidos a compromissos internacionais da Eslováquia, o que acabou fazendo com que a equipe devolvesse-o para o Chelsea no dia 31 de Dezembro de 2011.

Consequentemente um novo empréstimo (01/01/2012) agora para o ADO Den Haag, da Holanda, não fez bem para o jovem Milan Lalkovic, o que fez com que a equipe o devolvesse no dia 01/04/2012, apenas três meses após o empréstimo.

Da mesma forma no dia 17/07/2012 um novo empréstimo, agora para a equipe do Vitória de Guimarães, de Portugal, iria poder coroar a jovem promessa do Chelsea.

Acima de tudo; ledo engano!

Jogando apenas 10 jogos na nova equipe, não conseguiu fazer sequer um único gol, ou se destacar em nenhuma partida, o que fez (por mais uma vez), a equipe o devolver para o Chelsea (antes do fim do contrato), em 31/12/2012.

Com mais um último suspiro, o Chelsea emprestou-o para a equipe do Walsall, em 16/07/2013, com contrato até 31 de dezembro do mesmo ano. Embora tenha marcado apenas 4 vezes nas suas 24 aparições, em virtude que o Walsall estava em 5o. lugar, e um sério candidato a disputa dos play-off’s, a equipe resolveu estender seu vínculo por mais seis meses.

Novamente Lalkovic não “vingou”, e, em um total de 42 jogos, fez apenas 6 gols contribuindo com 4 assistências.  Com o fim do empréstimo, Lalkovic retornou para o Chelsea.  No dia 23/05/2014 o Chelsea então liberou-o para uma transferência gratuita para qualquer equipe.

Vida de Lalkovic, depois do Chelsea

Lalkovic então jogou nas seguintes equipes:

  • De 25/07/2014 até 08/01/2015: Mladá Boleslav, da República Tcheca;
  • De 08/01/2015 até 16/07/2015: Barnsley FC;
  • De 16/07/2015 até 01/07/2016: Walsall;
  • De 01/07/2016 até 20/01/2017: Portsmouth;
    • De 20/01/2017 até 27/04/2017: Ross County; (emprestado pelo Portsmouth);
  • De 27/04/2017 até 31/01/2017: Portsmouth;
  • De 31/01/2017 até 23/10/2017: Sem clube;
  • De 23/10/2017 até hoje: Sigma Olomuc da República Tcheca
Milan Lalkovic

Milan Lalkovic

5 – Jeffrey Bruma

Em contrate o último jogador da primeira parte deste artigo foi o que teve mais sucesso.  Dono de um talento raro na defesa, Bruma foi adquirido das equipes de base do Feynoord da Holanda aos 15 anos, pela quantia de 100.000 libras.

Devido a temporada 2009/2010 ter sido Carlo Ancellotti técnico do Chelsea e, Bruma, com apenas 19 anos, começou a compor a equipe principal.  Lembrando que, nesta época, a defesa do Chelsea contava com: John Terry, Ricardo Carvalho, Alex, Branislav Ivanovic e o jovem Michael Mencienne.

A história no Chelsea

Como resultado estreou ficando no banco de reservas nas seguintes competições:

  • Em 6 (de 8 jogos) da UEFA Champions League;
  • Em 1 (de 6 jogos) pela FA Cup;
  • Em 3 (de 3 jogos) pela EFL Cup;
    • Na derrota para o Blackburn (nos penaltis), Bruma começou como titular.
  • Em 38 jogos pela Premier League de 2010/2011:
    • Ficou no banco de reservas em 7;
    • Estreou em dois jogos:
      • Contra o Blackburn em 24/10/2009 (vitória por 5×0) entrou aos 22 do 2o. tempo, no lugar de Ricardo Carvalho;
      • Contra o Wolverhampton em 20/02/2010 (vitória por 2×0), entrou aos 11 do 2o. tempo, no lugar de Yuri Zhirkov;

Enquanto disputava a temporada 2010/2011, Bruma tinha tudo para ter mais aparições na equipe principal.  E, realmente foi o que aconteceu:

  • Na Community Shield (derrota por 1×3 para o Manchester United), jogou 11 minutos, no lugar de Paulo Ferreira;

  • Nos 6 primeiros jogos da Champions League, ficou no banco em 2 oportunidades (Olympique e Spartak); foi titular contra o Zilina, e jogou 20 minutos na partida de volta contra o Olympique.

  • Na PL: 26 jogos, 14 como reserva, entrando em duas vezes: 20 minutos contra o Blackpool (entrou no lugar do zagueiro brasileiro Alex; e foi titular na partida contra o Aston Villa (fazendo dupla de zaga com John Terry);

  • NA FA Cup: No banco (1×1 com o Everton), e entrando aos 70′ (7×0 contra o Ipswich), no lugar de Patrick van Aanholt;

  • NA EFL Cup, foi titular em todo o jogo contra o Newcastle (derrota por 3×4), fazendo dupla de zaga com John Terry;

Inícios dos empréstimos

Mais notável que, devido as suas apresentações, a equipe do Leicester, que disputava a “2a. divisão da inglaterra” ou a Championship, solicitou o empréstimo de Bruma, o Chelsea concedeu um empréstimo no dia 11/02/2011. Mais notável que Bruma foi convocado para 13 partidas, sendo titular em 10. Fez dois gols, ambos contra o Wattford (resultado de 4×2 para o Leicester).

Provavelmente (não oficialmente) que no dia 1o. de Julho de 2011, o Leicester desejou renovar o contrato de Bruma, porém, com uma proposta melhor, e um empréstimo pago o Chelsea resolveu emprestá-lo para a equipe do Hamburgo, por £450k.

Acima de tudo que Bruma disputou 29 jogos, sendo 22 como titular.  Com boas apresentações, o Hamburgo quis contratá-lo, mas, ao não chegarem a um acordo financeiro, Bruma foi emprestado novamente para o Hamburgo.

Mais notável que nesta sua segunda passagem, disputou 30 jogos, sendo titular em 10 deles. Como fato marcante, no dia 30/03/2013, fez um gol contra a equipe do Bayern de Munique.  Pena que o resultado foi um sonoro 9×2 para o Bayern.

Como resultado retornou no dia 30 de Junho de 2013, quando o técnico era José Mourinho. Nesta época o Chelsea possuía, como zagueiros e defensores os seguintes:

  • David Luiz, 
  • Branislav Ivanovic, 
  • Gary Cahill, 
  • John Terry,
  • Kurt Zouma (retornando de empréstimo do Saint-Etienne), 
  • Tomas Kalas (retornando de empréstimo do Vitesse), 
  • Nathan Aké, 
  • Ashley Cole, 
  • Ryan Bertrand (retornando de empréstimo do Aston Villa), 
  • Patrick van Aaanholt, 
  • Christian Cuevas (retornando de empréstimo do FC Eidhoven), 
  • Cesar Azpilicueta, 
  • Wallace Oliveira (retornado de empréstimo da Inter de Milão).

Fim da era no Chelsea

Isto é de 4 ou 5 jogadores titulares (com mais 2 ou 3 no máximo no banco de reservas), o Chelsea tinha, no time principal, um total de 13 jogadores!!

Quase que certamente Bruma pediu para ser negociado. Da mesma forma acabou no PSV Eindhoven da Holanda por £3.15m.

Como resultado jogou tão bem pela equipe, que no dia 1o. de Julho de 2016, foi adquirido pela equipe do WfL Wolfsburg por £10.35m.

Dentre os jogadores que constavam na lista em 2011 (claro que é ainda a primeira parte), somente Jefrey Bruma teve algum sucesso.

Na semana que vem, a 2a. parte das jovens promessas de 2011.

#GoBlues

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

A gente sabe que você também tem o sangue azul. Apoie o Chelsea Brasil e ajude a escrever a nossa história! Link direto para a campanha: https://goo.gl/6AAUzD.

Apoia-se Chelsea Brasil

Dalton Gerth

Torcedor do Chelsea desde a época em que Vialli era técnico E jogador, advogado e estudante de licenciatura em Matemática.