A incansável perseguição da imprensa ao Chelsea

Sem bola rolando nos gramados da Inglaterra a imprensa nacional tem vivido dias cada vez mais risíveis. No período do mercado em alta muitas especulações viram notícia. Cada factoide criado ganha repercussão internacional e em 99% dos casos não há verdade por trás das “fake news“. Nessa semana vimos especulações sobre um possível racha entre Antonio Conte e o Chelsea.

Os motivo seriam a pouca movimentação da diretoria no mercado e o descontentamento de Roman Abramovich com o comportamento de Conte em relação a saída de Diego Costa. Muita repercussão, nada concreto e uma situação incômoda para todos.

Oras, não estou dentro do clube para saber o que houve ou não. Entretanto, toda janela de transferência a mídia inglesa (incluindo os grandes jornais antes exceção na veiculação de especulações) tem vivido dias de apenas noticiar fatos sem apurar. “Segundo jornal, segundo o tabloide tal, segundo fulaninho”. Sempre veremos “segundo” sem confirmações dos fatos porque ninguém se prontifica a buscar a verdade.

Primeira temporada de Conte no Chelsea foi marcada por sucesso (Foto: Getty Images)

É mais fácil abalar a estrutura do clube criando atritos do que buscar a situação real. Pode ter havido desavença entre Abramovich e Conte. Pode? Se ocorreu, demitir o italiano por puro ego seria o maior erro para o planejamento da próxima temporada. Conte deu provas de ser um excelente treinador, transformou o mesmo elenco desacreditado com José Mourinho em vencedor.

Como jornalista, me entristece saber que a falta de notícias sobre o Chelsea tenha criado uma onda de especulações. Isso pode ser prejudicial para o grupo no andamento da temporada. Sempre foi assim. Quando os Blues estavam bem, se inventava um rumor para minar o trabalho. Infelizmente isso não é uma exclusividade do jornalismo brasileiro, é um problema em todo mundo.

Ao publicizar um possível atrito entre Conte e Abramovich cria-se um ambiente de instabilidade. Uma coisa é noticiar uma especulação de contratação de James Rodriguez ou do Papa… Outra é criar um racha entre duas forças no clube. Não é saudável, não é ético, não é bom para o futebol.

Então, caros amigos cuidado com as fake news. Muita atenção sobre o que lemos, vimos e ouvimos sobre o Chelsea até o início da temporada. Estamos no pior momento para acreditar em tudo que os jornais veiculam. Filtrem, duvidem e questionem as notícias. No momento certo as confirmações serão divulgadas pelo próprio clube, especialmente as contratações.

As palavras neste texto condizem com a opinião da autora, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Opinião

Tags: