Terceiro Tempo: Qual é a prioridade de Lampard na janela de transferência?

Lampard acerta ao montar elenco do ataque ao gol?

Essa é uma pergunta que está na minha cabeça há algumas semanas. Por que? É mais do que cristalino a necessidade de trazer reforços na temporada 2020/2021. Por lógica quem deseja comprar vê-se nas notícias especulativas. E diariamente observamos atletas do gol e linha sendo “linkados” ao clube. Mas a pergunta principal é: Frank Lampard está agindo da forma correta no mercado de transferências?

A princípio os rumores sobre o Chelsea são infindáveis. De certo apenas Hakim Ziyech, vindo do Ajax e Timo Werner, do RB Leipzig. Ambos já treinam com seus companheiros de time e aguardam ansiosamente pela nova temporada. Na outra mão estão Pedro e Willian, tendo em vista que ambos optaram por mudar de ares.

Atualmente Lampard mira Kai Havertz ao ataque. Todavia o treinador inglês provavelmente (a torcida espera que sim) também dedicará especial atenção ao setor defensivo. Justamente por esse ter sido o maior obstáculo dos Blues na temporada findada. Então, vamos ao que interessa…

Primeiro Tempo: Um bom time começa pelo gol

Essa é uma velha máxima do futebol. E ao que tudo indica, apesar de ser jovem e ter vínculo contratual com o Chelsea, Kepa Arrizabalaga não será titular na temporada 2020/2021. O espanhol é o goleiro mais caro do mundo e amargou atuações contestáveis nos últimos meses. Inconstante, Kepa esquentou o banco na reta final da Premier League, na decisão da FA Cup e na Champions League. O fato de Lampard preferir Willy Caballero ao espanhol pode ser entendido como o fim da estrada ao espanhol.

Kepa pede calma

Pra quem quer mudar, Lampard está muito displicente em relação ao gol (Divulgação)

Agora surge um grande porém. Enquanto demonstra repulsa por Kepa, Lampard não foi incisivo no mercado. Há propostas por atacante (Havertz) e rumores sobre a zaga. Mas em nenhum momento o treinador voltou seu foco ao gol. Existe apenas boatos de atletas sendo sondados. No entanto, querer ter Andre Ter Stegen, Nick Pope, Dean Henderson, Andre Onana e Jan Oblak qualquer equipe de ponta deseja. E para tal fato se concretizar é importante agir.

Em suma, aparentemente ter um novo camisa 1 é menos prioritário ao treinador inglês. Sabe por que? Já entramos na segunda metade de agosto e o gol segue ignorado. Obviamente que o arqueiro não é o único problema do time (pode-se até afirmar ser o menos difícil de resolver), mas falta seriedade e lucidez. Afinal será um novo ano de mudanças ou não?

Segundo Tempo: O temido sistema defensivo

Não seria absurdo algum dizer que boa parte dos gols levados por Kepa e Caballero na última temporada foram por erros da zaga. Não um ou dois atletas e sim o sistema defensivo montado por Lampard. Afinal, a marcação começa no ataque (futebol é jogado por 11).

E se há algo errado se repetindo a cada partida, talvez não seja apenas por ausência de qualidade dos jogadores. Retoma-se aquele pensamento do parágrafo anterior: as linhas de marcação envolvem defesa, meio-campo e a pressão dos atacantes. Sendo assim, 50% de culpa pelos erros recai nas costas dos atletas (sim, há falhas individuais) e os outros 50% na de Lampard.

Chilwell está perto, Rice nem tanto (Foto: Goal/Reprodução)

Retomando ao ponto principal – o mercado – da última semana até hoje (17) as principais notícias especulativas dizem respeito a lateral e zaga. Ben Chilwell está próximo de assumir a vaga no lado esquerdo do campo. E como Kepa é o goleiro mais caro, Chilwell pode torna-se o lateral-esquerdo mais custoso do mundo. Resolve-se a equação? Longe disso.

Reforços na zaga?

O miolo da zaga também é uma dor de cabeça, afinal os defensores atuais não passam segurança. Declan Rice tem sido o zagueiro mais bem visto por Lampard, mas nada feito. Em uma semana outros nomes foram ventilados, como John Stones (por empréstimo), Lewis Dunk, Nicolas Tagliafico e Sergio Reguilon. E novamente, nenhuma proposta oficializada. Apenas rumores.

O mesmo vale ao meio-campo. Pois conforme foi dito há pouco, são duas linhas de marcação. Jorginho sairá? N’Golo Kante fica? Tiemoue Bakayoko, Danny Drinkwater e Davide Zappacosta serão negociados em definitivo? Alguém precisa desembarcar em Londres e fortalecer o setor? Muitas perguntas e poucas respostas. Diante disso surge uma nova dúvida: Lampard está de fato preocupado com o seu sistema defensivo?

Terceiro Tempo: A menina dos olhos de Lampard

Definitivamente o setor ofensivo é a paixão do momento do treinador. Os dois reforços já confirmados são ofensivos. Havertz – o mais perto de assinar – também desembarcará como o objetivo de fortalecer a frente. Em síntese, Lampard reinicia a formatação do seu elenco pelo contrário: do camisa 9 ao número 1.

Vale ressaltar que há boas peças no atual plantel. Christian Pulisic, Mason Mount, Tammy Abraham e Olivier Giroud marcaram gols e tiveram uma temporada regular no primeiro ano de Lampard no Chelsea. O trio Mount, Pulisic e Giroud também indicou poder render bons frutos atuando juntos, como o fez na reta final da Premier League e FA Cup.

Lampard foca justamente no setor com as melhores peças do elenco (Foto: Getty)

Construção pelo final

Nessa equação há ainda as peças descartáveis, a exemplo de Michy Batshuayi. Mas de fato é peculiar Lampard reformular seu elenco priorizando o ataque – hoje o setor com as melhores peças do plantel – e de alguma forma negligenciar os mais segmentos mais carentes e urgentes.

Estamos no 17º dia de agosto. Ou seja, Lampard tem praticamente um mês de trabalho fora de campo. E para ter um novo Chelsea na temporada 2020/2021 quando a bola rolar no dia 12 de setembro ele precisará “queimar a cuca” nos bastidores. Nos próximos dias Lampard terá mais uma oportunidade de observar o elenco com atenção e finalmente construir (assim espera-se) a melhor versão do seu Chelsea.

Diferentemente do seu primeiro ano quando se viu forçado a elaborar um projeto sem recorrer ao mercado, Lampard tem o aval do “tio Patinhas” Roman Abramovich. O que falta no momento é lucidez nas contratações. Agora é com você, torcedor. Qual sua opinião? Há algum nome a ser encarado como prioridade na janela de transferências? E quem você não traria de jeito maneira? Conte para nós nos comentários.

Maria Akemi

Pernambaiana, torcedora do Chelsea desde muito tempo.