Vitória contra o City indica a trilha de sucesso para Pulisic

Em sua primeira temporada com a camisa do Chelsea, o atacante dá sinais de que pode assumir a posição pelos próximos anos

Desde que o futebol voltou na Inglaterra, um estadunidense vem roubando a cena nas partidas do Chelsea. Christian Pulisic marcou duas vezes nos últimos dois jogos, além de demonstrar vontade e habilidade para criar situações de perigo. Seus números na Premier League indicam que o jogador é uma peça importante do setor ofensivo: são sete gols e duas assistências em 18 jogos (13 como titular), ou seja, participa de um gol a cada duas partidas.

Pulisic demorou a conquistar espaço com a camisa azul. Chegou a ficar no banco de reservas sem atuar por quatro jogos consecutivos em setembro. Também teve problemas com uma lesão em janeiro, que, somado com a pausa do futebol, o deixou sem atuar por seis meses.

Mesmo assim, o atacante nunca deixou de ser considerado uma das boas peças do elenco. Ele vem conseguindo cada vez mais provar seu valor, sendo figura chave para duas vitórias nesse retorno do Inglês.

Chegou devagar

Pulisic em sua apresentação no Chelsea

Pulisic chegou para a temporada 2019/20 (Foto: Getty Images)

O anúncio da contratação do jogador aconteceu no dia 2 de janeiro de 2019. Era uma temporada em que o time não empolgava com Maurizio Sarri, e Eden Hazard já estava em clima de despedida.

A contratação era vista como uma antecipação do clube para a reposição de um jogador que foi o dono absoluto da posição por seis temporadas. Além disso, ele não podia chegar e já mostrar a que veio. O jogador precisaria esperar até o final da temporada antes de se juntar aos Blues, permanecendo no Borussia Dortmund.

Para a temporada 2019/20, os Blues lidaram com um grande contratempo: a punição da FIFA que impedia contratações. Isso fez com que Pulisic fosse considerado a única grande novidade do elenco, que ainda precisou contar com mais alguns jovens que estavam emprestados. Sob o comando de Frank Lampard, Pulisic precisa se esforçar muito para garantir sua vaga entre os titulares. O treinador tem o perfil de mudar o time e escalar aqueles que estiverem em melhor fase. Por isso, o jogador nunca conseguiu assumir a posição.

Perspectiva de futuro

Christian Pulisic comemorando em campo

O jogador assinou por 5 anos com o Chelsea (Foto: David Geieregger/Getty Images)

Christian Pulisic nasceu em setembro de 1998, tem 21 anos e contrato com o Chelsea até 2024.

O atacante foi contratado para o sub-19 do Borussia Dortmund em 2015 e apenas um ano depois foi promovido para o elenco profissional. Pelo time alemão, atuou dos 18 aos 20 anos, com números importantes para um jovem: foram 115 partidas, 17 gols e 26 assistências.

Aos 20 anos, foi adquirido pelo Chelsea por 54 milhões de Euros. Na atual temporada, são 25 jogos, oito gols e seis assistências considerando todas as competições.

Características

O winger possui atributos que são desejados pelos treinadores: velocidade, inteligência, passe, drible e competência tática. O jogador se esforça para cumprir aquilo que é pedido, seja na parte ofensiva ou defensiva.

Na partida contra o Manchester City, demonstrou uma boa tomada de decisão para roubar a bola em velocidade, dar o drible em seu marcador e tocar com qualidade na saída do goleiro. Quase conseguiu marcar outro gol se antecipando ao zagueiro e driblando Ederson, porém um defensor salvou em cima da linha.

O que pode melhorar?

Ainda falta ao jogador um pouco de imposição e presença em campo. Apesar de ter média de um gol/duas partidas na PL, mapas de calor indicam poucos toques na bola nos jogos. Isso não se deve somente à parte tática, também se justifica pela pouca idade, recém chegado a uma liga nova.

Mapa de calor Pulisic vs Burnley

A partida contra o Burnley é um exemplo de como um jogador pode ser decisivo sem participar tanto das ações: Pulisic marcou três gols, mas teve um mapa de calor pobre (SofaScore)

Com ajuda de Lampard, as chegadas de Timo Werner (também ex-Bundesliga) e de Hakim Ziyech proporcionarão ainda mais chances. E Pulisic deverá ser bastante acionado pelo trio no jogo coletivo.

O futuro é animador. O técnico tem tudo para moldar o atleta e o time tende a subir de produção, jogando um futebol ofensivo. Isso é o que basta para Pulisic precisa para se estabelecer como um dos grandes nomes do Chelsea e do futebol europeu.

Victor Rosa

Curso jornalismo e carrego o sonho de trabalhar acompanhando futebol todos os dias da minha vida. #GoBlues #KTBFFH