Fora de casa, Chelsea vence Swansea e encosta no G-4 da Premier League

O que antes parecia impossível para o irregular Chelsea da Premier League, agora está muito próximo da realidade. Batendo o Swansea no Liberty Stadium por 1 a 0 neste sábado (28), os Blues chegaram a casa dos 66 pontos, ficando atrás do quarto colocado Tottenham por apenas dois.

Com os três pontos somados graças ao gol de Cesc Fàbregas ainda no início do jogo, o Chelsea agora espera por um tropeço dos rivais londrinos. A duas rodadas do fim da competição, é preciso que o Tottenham não volte a vencer em pelo menos dois jogos – já que ainda entrarão em campo neste fim de semana. Os comandados de Antonio Conte, por sua vez, precisam garantir mais dois resultados positivos para tentar voltar a UEFA Champions League na próxima temporada.

Vitória garantida nos primeiros minutos

Com apenas 4 minutos o Chelsea já abria o placar em grande jogada entre Hazard, Kanté e Fàbregas, que finalizou para o fundo do gol (Foto: Getty Images)

Com apenas 4 minutos de jogo, o Chelsea já abria o placar fora de casa. Em uma rápida troca de passes entre Eden Hazard e N’Golo Kanté, o belga encontrou Fàbregas bem posicionado no ataque, tocando para que o meia fizesse o primeiro – e único – gol do confronto.

Os Blues mantiveram a pressão durante boa parte do primeiro tempo, buscando ampliar a vantagem. Marcando bem, dominavam a partida até os 30′, quando a equipe da casa começou a aparecer para o jogo, levando os londrinos a limitarem o repertório de jogadas ofensivas às laterais.

Mesmo assim, o Chelsea continuava a se destacar mais ao longo da etapa inicial. Com Hazard, Giroud e Fàbregas, criou jogadas de perigo para a equipe do Swansea, que também não deixou barato. Antes do intervalo, os galeses avançaram ao ataque em boa jogada com Olsson, que levantou a bola na área de Thibaut Courtois, mas viu o fim da jogada com o desvio de Rudiger para fora.

Pressão galesa e confirmação da vitória

Com um segundo tempo equilibrado, as duas equipes pressionavam bem, mas sem conseguir alterar o resultado (Foto: Getty Images)

Os Blues retornaram para o segundo tempo tentando manter o mesmo ritmo dos 45 minutos iniciais. Investindo em contra-ataques, chegaram a meta de Lukasz Fabianski com Fàbregas apenas aos 13 minutos, mas sem o mesmo sucesso da primeira etapa.

Do lado oposto, o Swansea tentava mostrar uma postura mais agressiva em campo. Jordan Ayew e André Ayew chegavam bem ao campo defensivo dos londrinos, mas viram a defesa levar vantagem em quase todos os lances.

Aos 30 minutos, a partida encontrava-se equilibrada, com jogadas de perigo vindas de ambos os lados. O Chelsea ainda criou grande lance com Hazard e Fàbregas mais uma vez, aos 34′, mas a falta de capricho na finalização fez com que a bola fosse para fora sem grandes sustos.

Tentando ampliar o placar, Conte ainda colocou Pedro, Willian e Álvaro Morata em ação, tirando Giroud, Hazard e Fàbregas, que tiveram boas atuações. Com a ajuda de Courtois, que fechou o gol ao longo de toda a segunda etapa, o Chelsea chegou ao fim da partida sem grandes sustos, garantindo três pontos e a esperança de ultrapassar o Tottenham nas rodadas finais.

Ficha Técnica

Chelsea: Courtois; Azpilicueta, Cahill, Rudiger; Moses, Bakayoko, Kante, Fabregas (Pedro 81′), Emerson; Hazard (Willian 81′), Giroud (Morata 85′).

Reservas não-utilizados: Caballero, Christensen, Zappacosta, Barkley.

Swansea: Fabianski; van der Hoorn, Alfie Mawson, Naughton; Andy King (Dyer 58′), Sung-Yueng, Martin Olsson (Routledge 81), Connor Roberts (Tom Carroll 63′); Jordan Ayew, Samuel Clucas, André Ayew.

Reservas não-utilizados: Britton, Angel Rangel, Nordfeldt, Renato Sanches.

Gols: Fàbregas 4′

Cartões Amarelos: Ayew (15′), Moses (30′)

Estádio: Liberty Stadium

Category: Competições

Tags:

Article by: Gabriela Bustamante

Estudante de jornalismo, 20 anos, apaixonada pelo Chelsea. A mulher que chora quando pensa naquele Barcelona 2x2 Chelsea no Camp Nou, em 2012.