Chelsea vence na Bielorrússia e garante classificação para a próxima fase da UEL

O Chelsea foi à Bielorrússia nesta quinta (08) enfrentar o BATE Borisov, em jogo válido pela fase de grupos da Europa League e que valia a classificação para a próxima fase por parte dos Blues, bastando apenas garantir a vitória. Com um gol solitário de Olivier Giroud, o time de Maurizio Sarri derrotou os donos da casa e segue com 100% de aproveitamento na competição, e pode seguir tranquilo até os 16 avos de final.

Com um time bem modificado e marcando a volta de Eden Hazard aos gramados após ficar fora por três jogos devido a lesão, os Blues tiveram algumas dificuldades para furar o bloqueio dos adversários e levar os três pontos pra casa.

Muita posse de bola, mas poucas chances de gol

Os Blues não conseguiram furar o bloqueio do BATE no primeiro tempo (Foto: Getty Images)

O Chelsea começou dominando as ações ofensivas, como esperado. No entanto, os Blues não conseguiam levar muito perigo ao gol adversário, com a primeira chance perigosa sendo da equipe do BATE. Aos 10 minutos, Baga recebeu boa bola na intermediária e mandou uma bomba para o gol, que passou por Kepa e explodiu no travessão.

Apesar do toque de bola com paciência, o time de Sarri não conseguia atacar com ímpeto, enquanto o time da casa saía em bons contra-ataques. A primeira boa chance dos visitantes saiu dos pés de Barkley, ao dar bom lançamento para Giroud dentro da área aos 18′, que bateu de primeira para a meta adversária em um chute perigoso, ganhando escanteio para a equipe de Londres.

Aos 30 minutos, a posse de bola dos Blues chegava aos 72%, que não se convertiam em grandes chances. As tentativas eram sem sua maioria em jogadas de infiltrações dos laterais e truques de habilidades de Hazard na esperança de furar o ótimo bloqueio dos donos da casa, mas sem grande sucesso.

O Chelsea voltou a levar algum perigo aos 36′; desta vez, troca de passes rápida no ataque a bola ficou com Emerson na intermediária, que chutou forte para o gol diante da dificuldade de penetrar na defesa, levando algum perido para a meta de Scherbitski. Alguns minutos depois, foi a vez de Giroud levar perigo com uma cabeçada que passou rente à trave, em cobrança de escanteio de Hazard.

O juiz não quis prolongar a partida e deu fim ao primeiro tempo, sem tempo adicional, levando os times empatados ao vestiário.

Giroud desencanta e garante vitória

Giroud ainda não havia marcado gols pelo Chelsea na atual temporada (Foto: Getty Images)

Os comandados de Sarri voltaram para o segundo tempo com mais vontade e não demorou muito para alterar o placar a favor dos visitantes. Aos 51′, Emerson recebeu bom passe de Jorginho e acertou um belo cruzamento da ala esquerda, achando Giroud na área, que cabeceou em cheio e abriu o placar para os azuis de Londres.

O BATE não demorou muito para responder. Aos 57′, o time de casa achou um bom contra-ataque e pegou a defesa dos Blues desprevenida. Após erro de Cahill na saída de bola, Stasevich recebeu bola alçada na área e cabeçou no travessão, levantando suspiros da torcida.

No lance seguinte, mais um bom ataque dos bielorrussos e em bola rasteira lançada na área, Rios apareceu sozinho para chutar e isolou, desperdiçando grande chance para os donos da casa. Em contra-ataque, os Blues chegaram perigosamente com Barkley, que fuzilou de fora da área para ganhar um escanteio para o Chelsea.

Na cobrança, Giroud acertou uma cabeçada fulminante e obrigou Scherbitski a fazer mais uma grande defesa. Já aos 64′, depois de sucessivos lances de perigo, Sarri resolveu mexer no time, colocando Willian e Kovacic nos lugares de Hazard e Loftus-Cheek.

O ritmo do jogo diminiu após as alterações, mas os donos da casa não pareciam querer a derrota e continuaram com boas ações ofensivas, mas a posse de bola e controle dos visitantes eram um empecilho na tentativa do empate. O BATE mexeu pela primeira vez aos 72, com Touminem entrando no lugar de Signevich.

Moukan entrou no time da casa apenas alguns minutos depois. A terceira alteração do BATE veio aos 80′, com Berezkin no lugar de Hleb. Enquanto isso, o Chelsea administrava o resultado e tentava conter as subidas perigosas dos adversários, buscando aproveitar os contra-ataques para matar a partida.

Já nos acréscimos, os donos da casa levaram muito perigo à meta de Kepa. Após cobrança de escanteio resultada de bom contra-ataque, Baga ficou com sobra na entrada da área e chutou com capricho; a bola bateu na trave e sobrou no meio da área, mas uma dividida impediu o gol dos donos da casa e gerou mais um escanteio.

O goleiro adversário foi para a área, na última esperança do BATE de conseguir um empate. A cobrança não levou muito perigo e depois de Barkley rifar a bola para longe, o juiz soou o apito final e decretou o fim da partida, garantindo a vitória e classificação dos Blues.

Ficha Técnica:

Chelsea (4-3-3): Arrizabalaga; Emerson, Cahill, Christensen, Zapacosta; Jorginho, Barkley, Loftus-Cheek (Kovacic 64′); Hazard (Willian 64′), Giroud, Pedro (Hudson-Odoi 84′)

Substitutos não utilizados: Caballero, Ampadu, Azpilicueta, Kanté

FC BATE Borisov (4-3-3): Scherbitski; Volkov, Filipenko, Filipovic, Rios; Hleb (Berezkin 80′), Dragun, Baga; Stasevich, Signevich (Touminen 72′), Skavysh (Moukan 75′).

Substitutos não utilizados: Yablonski, Chichkan, Palyakow, Ivanic

Gol: Giroud 51′ (CHE)

Estádio: Borisov Arena

Túlio Henrique