Com gols de Torres e Ramires, Chelsea bate o Palace e cola no líder

Ramires acertou um belo chute que deu a vitória para o Chelsea

Precisando muito da vitória, o Chelsea enfrentou o Crystal Palace neste sábado, em Stamford Bridge. No entanto, quem esperava um embate tranquilo diante do vice-lanterna, se enganou. Torres abriu o placar no início de jogo, mas o Palace conseguiu o empate com Chamakh e dificultou as ações do Chelsea. Mas, para a sorte dos donos da casa, Ramires acertou um belo chute de fora da área ainda no primeiro tempo e decretou a vitória do Chelsea por 2 a 1. Agora, os Blues estão na vice-liderança com apenas dois pontos atrás do Arsenal, que neste sábado foi goleado por 6 a 3 pelo Manchester City.

No jogo deste sábado, Mourinho contou com a volta de David Luiz para o setor de defesa. No meio-campo, Essien entrou na vaga de Lampard e Willian foi titular no lugar de Oscar, que ainda não está 100%. Aberto pelo lado direito, Mata teve uma atuação apagada e foi substituído na segunda etapa. Pelo lado esquerdo, Hazard fez bom jogo e deu assistência para Ramires marcar o gol da vitória.

Em primeiro tempo de muita posse de bola, Chelsea termina na frente

O primeiros dez minutos de jogo foram de excessiva troca de passes por parte do Chelsea. Em alguns momentos, chegou a ser registrado 80% de posse de bola para os donos da casa. Porém, esse domínio, a princípio, não resultava em nada, e o jogo ficou por alguns minutos “só nisso”.

O primeiro chute a gol do Chelsea veio aos 15 minutos. Após cruzamento de Azpilicueta rebatido pela defesa, Ramires pegou o rebote e finalizou, exigindo a defesa do goleiro Speroni. Um minuto depois, o Chelsea chegou pela segunda vez na meta do Palace e, desta vez, foi fatal.

Willian recebeu a bola pelo lado esquerdo e conduziu bem, até arranjar espaço para a finalização. Após o chute do brasileiro, Speroni fez a defesa e a bola tocou na trave. No rebote, Fernando Torres foi lá para conferir e abrir o marcador da partida.

Após o tento de Torres, o Chelsea se soltou. Sempre mantendo a posse de bola, o time de José Mourinho quase ampliou o marcador com Ivanovic, aos 21 minutos, após finalização na área. Ainda na sequência, Essien, em chute de fora, também levou perigo.

A tática do Chelsea de manter uma boa troca de passes comprometia bastante a defesa, que estava propensa a sofrer com contra-ataques, e foi dessa forma que o Palace encontrou o seu caminho. Primeiro, Jerome, aos 28 minutos, finalizou de fora e testou Cech. Na segunda oportunidade, não deu pro goleirão blue.

Aos 29, o time visitante trocou passes rápidos no contra-ataque e bagunçou a defesa do Chelsea. Quando a bola chegou do lado esquerdo, o cruzamento saiu com precisão para Chamakh que, dentro da área, finalizou rasteiro para empatar o jogo em Stamford Bridge.

Porém, a festa visitante durou pouco. Aos 35 minutos, Hazard recebeu pelo lado esquerdo e deu bom passe para Ramires, que deu uma belíssimo chute de fora da área para colocar o Chelsea novamente em vantagem. Ainda antes do final da primeira etapa, o Chelsea teve uma última chance. Novamente passe de Hazard, desta vez para Willian, que chutou travado e exigiu o goleiro. Após mais alguns passes trocados, a etapa inicial se encerrou.

Em segundo tempo sem gols, Chelsea confirma a vitória

O segundo tempo começou com o Chelsea sendo mais incisivo, partindo pra cima e criando chances. Desta forma, o jogo ficou mais aberto e interessante de assistir, visto que o Palace também tinha mais espaço.

Quem começou tendo oportunidades foi Juan Mata. Primeiro, recebeu dentro da área mas acabou sendo travado na hora do chute. Logo na sequência, Willian chegou na linha de fundo e encontrou o espanhol, que finalizou pra fora. Após isso, foi o Palace quem teve boas chances com Jerome. Primeiro, o atacante finalizou de fora da área e levou perigo. Depois, bateu cruzado e exigiu que Petr Cech fizesse sua primeira boa defesa no jogo.

A partir daí, o jogo voltou a ficar como no início: sonolento. As chances praticamente não apareciam e o Palace era levemente melhor na partida. Aos 31 minutos, inclusive, o time comandado por Tony Pulis quase empatou o jogo.

Jerome, grande destaque do Palace no jogo, armou jogada pela esquerda e cruzou para O’Keefe. Em meio a diversos defensores do Chelsea, o jogador conseguiu, em um bate rebate, finalizar e exigir uma bela defesa de Petr Cech. Nesta altura, os Blues já passavam a apostar nos contra ataques, puxados principalmente por Fernando Torres.

No entanto, nos minutos finais, o Chelsea foi quem teve tudo para ampliar o marcador em dois lances incríveis. Primeiro, Oscar ganhou disputa com o zagueiro e a bola sobrou limpa para Ramires fazer o gol. Porém, ao invés de chutar, o volante tentou o passe para Oscar, e acabou se atrapalhando todo. Logo depois, Schurrle, Hazard e Ramires fizeram uma linda triangulação, que terminou na finalização do alemão, que exigiu a defesa do goleiro. No rebote, Ba chutou e parou em Speroni, que fez mais uma grande defesa.

Nos acréscimos, o Palace assustou com bolas alçadas na área, mas o jogo se encerrou mesmo com a vitória do Chelsea por 2 a 1, que agora está a apenas dois pontos do líder Arsenal.

Ficha técnica

Chelsea (4-2-3-1): Cech; Ivanovic, David Luiz, Terry (c), Azpilicueta; Ramires, Essien; Willian (Schurrle 81), Mata (Oscar 61), Hazard; Torres (Ba 83).

Reservas não utilizados: Schwarzer, Cole, Lampard, Eto’o.

Gols: Torres 15, Ramires 34

Cartões amarelos: Essien 57, Ivanovic 68

Crystal Palace (4-4-1-1): Speroni; Mariappa, Delaney, Gabbidon, Ward; Bannan (Bolasie 49), Jedinak (c), Dikgacoi (O’Keefe 25), Puncheon; Chamakh (Gayle 87); Jerome.

Reservas não utilizados: Price, Parr, Williams, Campana.

Gol: Chamakh 28

Cartão amarelo: Chamakh 42

Árbitro: Mark Clattenburg
Público: 41,608

Gabriel Belo