Fora de casa, Chelsea vence Brighton na estreia da Premier League

Jorginho, James e Zouma fizeram os gols do Chelsea contra o Brighton

Nesta segunda-feira (14), o Chelsea estreou com vitória na Premier League, diante do Brighton, por 3 a 1. O jogo foi realizado no Amex Stadium, em Brighton. O time londrino movimentou o marcador após os gols de Jorginho (penalidade máxima), Reece James e Kurt Zouma. Por outro lado, Trossard descontou para a equipe da casa. O embate marcou a estreia de Kai Havertz e Timo Werner com a camisa do time de Stamford Bridge.

Primeiro tempo com ritmo lento de jogo; Jorginho abre o marcador

O primeiro lance de atenção aconteceu aos três minutos de jogo. Reece James faz lançamento em profundidade para acionar Timo Werner, deslocado pelo lado direto. O alemão fez o cruzamento com Kai Havertz centralizado, mas o passe foi muito forte e a bola passou direto pelo camisa 29, que já estava esperando o passe dentro da área. No minuto seguinte, o Brighton respondeu com Webster. O defensor recebeu a bola em longa distância e arriscou o chute, mas a bola passou por cima do gol de Kepa. Em suma, 10 minutos iniciais com muita lentidão de ambas as equipes.

O jogo começou em ritmo lento. Por outro lado, Jorginho fez o primeiro do Chelsea na EPL 2020/21. (Chelsea FC / Website)

O jogo começou em ritmo lento. Entretanto, Jorginho fez o primeiro do Chelsea na EPL 2020/21. (Chelsea FC / Website)

O gol

Aos 20 minutos do primeiro tempo, pênalti favorável ao Chelsea. A equipe londrina aproveitou a saída de bola errada do Brighton. De frente para o goleiro, Timo Werner conduziu a bola, arriscou o drible e foi derrubado dentro da área. Posteriormente, Penalidade máxima convertida por Jorginho, no minuto 22 da etapa inicial. 1 a 0 para o time de Londres. Dois minutos depois, o Brighton chega com perigo. Lamptey vai até a linha de fundo e faz cruzamento preciso para Maupay. O camisa 9 dos Seagulls cabeceou e a bola bateu no ombro, tomando rumo distinto da meta de Kepa Arrizabalaga. Com 28 minutos do primeiro tempo, o placar apresentava vantagem mínima ao Chelsea. Por outro lado, a posse de bola favorecia o Brighton: 56% contra 44%.

Ex-Chelsea deu trabalho

Tariq Lamptey, ex-atleta do Chelsea, deu bastante trabalho ao Marcos Alonso no lado esquerdo do Chelsea. Incisivo, o lateral do Brighton imprimiu velocidade no lado do atleta do Chelsea. No minuto 34, Kepa defendeu finalização perigosa do Brighton. Alzate conduziu a bola, se aproximou da linha defensiva do Chelsea e finalizou para a defesa de Kepa Arrizabalaga. O time mandante foi obrigado a substituir no primeiro tempo. Saiu Lallana, por questões fisícas, e entrou Connelly aos 45 minutos da etapa inicial. Logo após a substituição, o árbitro deu quatro minutos de acréscimo.

Antes do apito final, Timo Werner fez ótima jogada pelo lado esquerdo. O camisa 11 entrou na área e finalizou de perna esquerda. Entretanto, o goleiro Ryan fez a defesa na tentativa do atleta alemão. Fim de etapa inicial. 1 a 0 para o Chelsea, gol de Jorginho, em conversão de penalidade máxima.

Segundo tempo com gols de defensores do Chelsea

Pressão dos Seagulls no começo de jogo. No primeiro minuto, chance iniciada nos pés de March, futebolista do Brighton. O atleta progrediu até a linha de fundo e fez o cruzamento para Connolly, ele chutou, mas a bola atingiu a rede do lado de fora. Logo após a finalização, Connolly novamente recebeu dentro da área e arriscou o chute, mas a bola foi travada. Dois minutos depois, Lamptey recebeu a bola na proximidade da área, passou por dois e finalizou para o gol. A bola foi travada e, posteriormente, pela linha de fundo. Escanteio, que não acarretou em chances de gol posteriormente.

Zouma e James fizeram gols do Chelsea no segundo tempo. (Chelsea FC / Website)

Um gol atrás do outro

No minuto 9, gol do Brighton. Trossard foi o autor do tento mandante. A jogada foi iniciada com Lamptey. O ala direito do Brighton, dentro da área, acionou Trossard que finalizou no canto direito de Kepa Arrizabalaga. 1 a 1 no marcador do Amex Staduim. Aproximadamente dois minutos depois, a resposta veio com Reece James. Após passe açucarado, uma pancada de Reece James no ângulo de Ryan. Sem chances, um chute fortíssimo e a resposta dois minutos depois. 2 a 1 para o Chelsea, gol de Reece James.

Aos 14 minutos do segundo tempo, ótimo cruzamento de Trossard e Lewis Dunk tentou o cabeceio. Entretanto, a bola passou perto da trave direita de Kepa. No minuto seguinte, substituição no time londrino. Saiu Loftus-Cheek e Barkley entrou na etapa complementar. Logo após a substituição, o Chelsea chegou ao terceiro gol. Primeriamente, o escanteio cobrado por Reece James e, posteriormente, a finalização de Kurt Zouma. Por fim, a bola desviou no atleta do Brighton e tirou o goleiro Ryan de ação. 3 a 1 para o time de Stamford Bridge.

Reta final do embate

No minuto 35 da etapa complementar, Connolly recebeu bola na proximidade da área do Chelsea. O atleta do Brighton chutou, mas Kepa estava bem posicionado para fazer a defesa. No segundo tempo, foram realizadas duas substituições no Chelsea. Kai Havertz, estreante do jogo, foi embora e Hudson-Odoi entrou em campo. Além disso, Jorginho foi substituído pelo Azpilicueta. Na última chance do jogo, Barkley finalizou para o gol, mas Ryan fez a defesa. Fim de jogo. 3 a 1 para o Chelsea contra o Brighton.

Próximo jogo

Desta forma, o próximo jogo do Chelsea será contra o Liverpool, duelo válido pela segunda rodada da Premier League. O embate está marcado para dia 20 de setembro (domingo), às 12h30, em Londres. O jogo marca a estreia do time londrino em Stamford Bridge na temporada 2020/21.

Ficha Técnica

Brighton (3-5-2): Ryan; White (Jahanbahksh 78), Dunk, Webster; Bissouma; Lamptey, Lallana (Connolly 45), Alzate (Gross 78), March; Maupay, Trossard.
Reservas não utilizados: Steele, Veltman, Burn, Stephens, Groos e Jahanbahksh.
Técnico: Graham Potter

Chelsea (4-2-3-1): Kepa; Reece James, Christensen, Zouma e Alonso; Jorginho (c) (Azpilicueta 84) e Kanté; Loftus-Cheek (Barkley 60), Mason Mount e Kai Havertz (Hudson-Odoi 79); Timo Werner
Reservas não utilizados: Caballero, Rudiger, Giroud e Abraham.
Técnico: Frank Lampard

Gols: Trossard (9’2T); Jorginho (22’1T), Reece James (11’2T) e Kurt Zouma (21’2T)

Cartão amarelo: Lamptey 80

Árbitro: Craig Pawson. Assistentes: Ian Hussin e Richard West. Quarto árbitro: Simon Hooper. VAR: Kevin Friend.

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.