Copa do Mundo Feminina: Inglaterra começa com derrota

Katie Chapamn (direita) foi uma das jogadoras do Chelsea a ser titular contra a França (Foto: site oficial Chelsea FC)
Katie Chapamn (direita) foi uma das jogadoras do Chelsea a ser titular contra a França (Foto: Chelsea FC)

No dia 6 de junho, teve início a Copa do Mundo de Futebol Feminino, no Canadá. A Seleção Inglesa fez sua estreia na última terça-feira (09) contra a França, pelo Grupo F, e acabou sendo derrotada por 1×0.

Pela terceira vez, a Inglaterra caiu para o time francês nas principais competições, com eliminações nas quartas de finais da Copa do Mundo de 2011 e na fase de grupos da Euro 2013.

As Lionesses contaram com três jogadoras do Chelsea na formação titular: Eniola Aluko, Katie Chapman e Claire Rafferty. No entanto, o destaque da partida ficou com a  francesa Eugenie Le Sommer. Após uma roubada de bola na saída de jogo da Inglaterra, a atacante do Lyon recebeu na entrada da área e chutou forte para vencer a goleira Karen Bardsley, do Manchester City, logo aos 29 minutos do primeiro tempo.

Após inaugurar o placar, a França continuou apresentando um futebol sólido, mas esbarrou na boa defesa adversária. O ataque inglês, pouco efetivo, também foi decisivo no final da partida. A atacante Aluko foi o ponto de referência à frente da equipe, acabando isolada por diversos momentos do jogo. Ela criou uma das melhores chances de gol para o English Team, aos 12 minutos do segundo tempo, após cobrar um escanteio para Jill Scott mandar de perna esquerda para o gol, obrigando a goleira francesa a realizar grande defesa.

As outras duas jogadoras dos Blues que estiveram em campo foram fundamentais para parar o forte ataque francês, liderado por Le Sommer. A lateral-esquerda Rafferty conseguiu anular bem a francesa Elodie Thomis, enquanto Chapman trouxe solidez ao meio-campo inglês, antes de ser substituída aos 30 minutos do segundo tempo.

Após a partida, a treinadora do time feminino do Chelsea, Emma Hayes, falou sobre as chances da Seleção Inglesa na Copa do Mundo. Em entrevista à Eurosport, disse:

“Eu sei o quanto esse jogo significa para as jogadoras e elas colocaram tudo o que podiam na preparação. Eu acho que a Inglaterra foi uma decepção. Foi uma exibição fraca. Ao atacar, faltou ambição; defensivamente, elas foram sólidas e não deram muitos espaços. Foi uma pena o gol que cederam, mas tudo não está perdido. Eu acho que elas aprenderam muito sobre elas mesmas hoje”.

As Lionesses estão otimistas quanto à possibilidade de conquista de duas vitórias nos próximos jogos da fase de grupos: contra o México no sábado (13) e contra a Colômbia na quarta-feira (18). A partida entre as duas equipes latinas, que ocorreu no mesmo dia, acabou empatada em 1×1. Caso se classifique em segundo lugar, a equipe treinada por Mark Sampson pode enfrentar a Alemanha, atual campeã europeia, já nas oitavas.

Confira os melhores momentos da partida:


Já no Grupo E, outra atleta do Chelsea entrou em campo: Ji So-Yun. A jovem meio-campista, que é destaque e veste a 10 do time, enfrentou o Brasil e acabou vendo sua equipe, a Coréia do Sul, ser derrotada por 2×0, gols de Formiga e Marta.

No Grupo D, a goleira Blue Hedvig Lindahl defendeu a meta da Suécia em um agitado jogo contra a Nigéria, que acabou empatado em 3×3.

A atual edição da Copa do Mundo foi expandida para 24 seleções, tendo oito estreantes. A Alemanha e os Estados Unidos são os favoritos e tiveram ótimos começos, com a primeira goleando a Costa do Marfim por incríveis 10×0 e a segunda garantindo uma vitória tranquila sobre a Austrália por 3×1.

A seleção do Japão, que é a atual detentora do título do torneio, também estreou vencendo: 1×0 sobre a Suíça. Mesmo com a Inglaterra nunca tendo passado das oitavas em uma Copa do Mundo, o time espera chegar ao menos nas semifinais em 2015, na primeira grande competição desde que Sampson assumiu o cargo que antes era de Hope Powell.

Category: Competições

Tags:

Article by: João Palma