Chilwell marcou um dos gols sobre o Porto

Mount e Chilwell marcam e Chelsea vence o Porto na Champions League

Porto e Chelsea abriram a primeira parte da disputa por uma vaga à semifinal da UEFA Champions League. Os Blues venceram a partida por 2-0, com gols de Mason Mount e Ben Chilwell, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilla, na Espanha.

Com o resultado, o time londrino tem a vantagem de poder perder por até um gol de diferença que, mesmo assim, avançará para próxima fase. Agora, a equipe de Thomas Tuchel volta as atenções para Premier League e o desafio contra o Crystal Palace, no Selhurst Park, em Londres.

Porto ataca, Mount tranquiliza

Depois da goleada do último sábado, o Chelsea precisava de uma vitória para retornar ao caminho que trilhava. Contra o Porto, a equipe azul teria um grande desafio à frente e assim a partida se desenrolou. Os Blues tentaram impor seu ritmo de jogo tendo mais controle das ações, porém, não foi bem assim a tônica da primeira etapa.

Apesar dos 64% de posse de bola dos londrinos, foram os Dragões quem comandaram as atividades na partida. O time português teve oito finalizações e duas forçaram Edouard Mendy a fazer boas defesas. Na única oportunidade em que lançou ao ataque, os Leões ingleses abriram o placar em jogada brilhante de Mount, após passe de Jorginho.

Time comemora gol de Mount sobre o Porto
Foto: Reprodução / Chelsea

O gol daria mais tranquilidade para o Chelsea no jogo e geraria espaço nos contra-ataques. No entanto, o time sofreu mais pressão dos portugueses até o apito final do árbitro.

Porto pressiona, Chilwell define

No segundo tempo, o panorama permaneceu próximo ao do primeiro tempo e assim foi. O Chelsea teve mais posse de bola e, contradizendo a etapa inicial, chutou mais contra o gol adversário. O Porto seguiu pressionando com linhas mais altas e dificultava bastante a saída de bola do time de Thomas Tuchel.

Mendy teve um pouco de trabalho, foram três finalizações na direção da meta azul. Sendo assim, Tuchel resolveu fazer alterações para deixar o time mais ágil nos contra-ataques, sacou Werner e Havertz e colocou Pulisic e Giroud. Pensando em equilibrar a saída de bola, o técnico, mais tarde, lançou Thiago e Kanté nos lugares de James e Mount. Não demorou para ter resultado.

O Porto se lançou ao ataque para tentar empatar o jogo e gerou espaços. Em um contra-ataque, Pulisic recebeu e acertou a trave do goleiro Marchesín. Mas, minutos depois, Corona falhou, Chilwell roubou a bola, avançou, driblou o goleiro e deu números finais ao confronto.

FICHA TÉCNICA

Evento: Porto 0x2 Chelsea

Competição: UEFA Champions League – quartas de final (ida)

Porto: Marchesín; Manafá, Mbemba, Pepe e Zanisu; Grujic, Uribe; Corona, Otávio, Díaz; Marega – Sérgio Conceição

Cartões amarelos: Mbemba e Grujic

Chelsea: Mendy; Azpilicueta, Christensen, Rüdiger; James, Jorginho, Kovacic, Chilwell; Mount, Werner e Havertz – Thomas Tuchel

Gols: Mount (32′) e Chilwell (85′)

Arbitragem: Slavko Vincic

Category: Competições

Tags:

Article by: Cleisson Lima

Tio do Júlio César, Estagiário de Redação na Rádio Transamérica, e Chefe de Redação no Futebol das Gerais. O caminho é um só...