Chelsea vence Manchester City na Women’s Super League

Mjelde, Kerr e Kirby marcam e Chelsea conquista terceira vitória na competição nacional

O Chelsea venceu Manchester City por 3 a 1 em jogo válido pela Women’s Super League. A partida foi realizada em Kingsmeadow, casa do Chelsea, e os gols mandantes foram marcados por Maren Mjelde, Sam Kerr e Fran Kirby. Por outro lado, Chloe Kelly descontou para as visitantes. Além disso, o jogo teve significado especial para Millie Bright. A defensora atingiu a marca de 150 jogos com a camisa do clube londrino.

Assim sendo, o Chelsea soma mais três pontos na competição, totalizando 10 pontos na tabela de classificação da WSL. Dois a menos que Arsenal e Everton, que não perderam pontos no campeonato. Por outro lado, a equipe de Manchester parou nos sete pontos e acumulou o primeiro revés – frente ao Chelsea – na competição nacional.

Mjelde converte penalidade máxima no primeiro tempo

Maren Mjelde converte penalidade máxima. Por isso, Chelsea teve vantagem no marcador ao término da primeira etapa.

Maren Mjelde converte penalidade máxima. Por isso, Chelsea teve vantagem no marcador ao término da primeira etapa. (Harriet Lander / Chelsea FC / Getty Images)

O Chelsea iniciou o embate com mais presença no campo defensivo das visitantes. Por outro lado, sem a bola, o time londrino pressionava a saída do Manchester City nos primeiros minutos. No minuto 15, após cobrança de escanteio de Mjelde, a bola sobrou para Sam Kerr. Dentro da área, a atleta do Chelsea chutou por cima da meta visitante. Quatro minutos depois, Erin Cuthbert protagonizou jogada em velocidade pelo lado esquerdo, acionou Pernille Harder, que estava centralizada frente ao gol visitante. Entretanto, a dinamarquesa finalizou por cima da meta do City.

Aos 25 minutos, o Manchester City acertou a trave direita de Berger. Mewis teve espaço para conduzir a bola até a entrada da área do Chelsea. Posteriormente, a futebolista arriscou chute rasteiro e a bola bateu “no pé” da trave do time londrino. Em meados da etapa inicial, o Manchester City equilibrou a posse de bola e as ações do jogo.

O gol

Com o relógio apontando 34 minutos, penalidade máxima ao Chelsea, após White colocar a mão na bola dentro da área. Maren Mjelde converteu aos 36 minutos do primeiro tempo. Chelsea na frente do marcador contra o Manchester City. Esse foi o quinto gol de Mjelde em seis jogos em Kingsmeadow e válidos pela WSL. Estatística mencionada pelo OptaJoe. Fim de primeiro tempo com o Chelsea vencendo o Manchester City por 1 a 0.

Kerr e Kirby marcam; time londrino assegura vitória

Kerr aproveita passe açucarado de Kirby e amplia o marcador. Assim sendo, 2 a 0 para o Chelsea, em Kingsmeadow.

Kerr aproveita passe açucarado de Kirby e amplia o marcador. Assim sendo, 2 a 0 para o Chelsea, em Kingsmeadow. (Harriet Lander/Chelsea FC/Getty Images)

Sem mudanças no intervalo, o Chelsea chegou com perigo no primeiro lance do jogo. Um chute de fora da área de Erin Cuthbert, no terceiro minuto do segundo tempo, mas a bola foi ao lado da meta visitante. Dois minutos depois, Kirby teve “uma avenida” para percorrer, fez o cruzamento para Kerr, mas a australiana cabeceou por cima do gol do City.

Mais gols no embate

No 11º minuto, o segundo gol do Chelsea! Ji acionou Kirby em profundidade pelo lado direito. A camisa 14 foi até a linha de fundo e cruzou para Sam Kerr, que finalizou – dentro da área – para o fundo da rede adversária. Sam Kerr, a autora do segundo gol do Chelsea no embate. 2 a 0 em Kingsmeadow.

Aos 25 minutos depois, penalidade máxima para o Manchester City. Millie Bright interceptou a trajetória da bola, dentro da área, com a mão. Em seguida, Chloe Kelly converteu aos 73 minutos agregados de jogo. 2 a 1 para o Chelsea. Entretanto, a resposta foi rápida. Fran Kirby recebeu bola em profundidade, a camisa 14 driblou a goleira e empurrou para o fundo das redes no minuto 34. 3 a 1 para o Chelsea e resposta rápida da equipe mandante.

E foi o último gol do embate. Fim de jogo em Kingsmeadow, vitória do Chelsea por 3 a 1 contra o Manchester City. Ou seja, a equipe londrina continua invicta na Women’s Super League.

Próximo jogo

O jogo seguinte ao Manchester City seria o Aston Villa. Entretanto, o duelo foi cancelado após uma integrante do plantel do Villa ter sido diagnosticada com Covid-19. A nova data do embate ainda não foi confirmada pela Football Association. Segundo o site do Chelsea, os próximos compromissos da equipe de Kingsmeadow serão realizados em novembro. Pela Copa da Liga Inglesa, o Chelsea mede forças contra o Tottenham Hotspur, dia 4 de novembro, às 16h (horário de Brasília), com mando de campo do time de Emma Hayes.

Por outro lado, o time londrino enfrentará o Everton, novamente em Kingsmeadow, pela Women’s Super League. O jogo está agendado para 8 de novembro, às 11h (horário de Brasília), pela sexta rodada da competição nacional.

Confira o calendário de jogos do Chelsea Women.

Ficha técnica

Chelsea: Berger; Mjelde, Bright, Eriksson e Andersson; Cuthbert, Leupolz, Ji (Ingle) e Kirby; Harder (England) e Kerr (Charles);

Reservas: Telford, Thorisdottir, Reiten, J. Fleming, C. Fleming.
Técnica: Emma Hayes

Gol: Mjelde 36’1T, Kerr 11’2T, Kirby 34’2T
Cartão amarelo: Bright

Manchester City: Roebuck, Stokes, Bonner, Houghton (cap.), Kelly, Park (Stanway), White (Lavelle), Weir, Bronze, Mewis, Walsh.

Reservas: Bardsley, Taieb, Coombs, Scott, Beckie, Morgan e Greenwood.
Técnico: Gareth Taylor

Gol: Kelly 28’2T
Cartão amarelo: White

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.