Chelsea é derrotado pelo Crystal Palace e se complica

Gol contra de Terry foi o único tento do jogo

Após vencer o Arsenal por 6-0, o Chelsea visitou outro rival londrino, o Crystal Palace e saiu de Selhurst Park com uma derrota surpreendente. 1-0, gol contra de John Terry.

O próximo embate dos Blues será fora de casa, no Parc des Princes, contra o Paris Saint-Germain. O jogo será válido pela UEFA Champions League e ocorrerá no dia dois de abril, às 17h30min.

Jogo truncado no primeiro tempo, poucas chances e muita correria

Os minutos iniciais do jogo foram de bolas rifadas e troca de passes. O apoio das torcidas era notável, um show de ambos os lados. Com dez minutos de embate, duas faltas, uma tentativa de jogada de Hazard pela direita e predominância do Chelsea no campo defensivo do Crystal Palace. A primeira jogada de perigo foi um lateral alçado na área, Fernando Torres ganhou dos defensores, mas foi bloqueado na hora de chutar.

Aos 13 minutos, David Luiz recebeu falta e Bolasie, do Palace, recebeu cartão amarelo. Vale ressaltar que o rival londrino apostava nos cruzamentos pelo lado esquerdo. Ivanovic sofria com as subidas do time mandante. 17 minutos, Azpilicueta fez ótima jogada pela esquerda e cruzou para Schürrle. O alemão deu um carrinho para atingir a bola, mas sem sucesso. Dois minutos depois, Puncheon recebeu o cartão amarelo após jogada violenta em cima de Azpilicueta.

Torres recebeu grande lançamento, dominou a bola e invadiu a área. Na dividida com defensores, o espanhol caiu dentro da área. O juiz mandou seguir. Com 24 minutos, equilíbrio era a palavra que caracterizava o embate. Chance concreta de tento somente com Schürrle. Em seguida, Bolasie arriscou e a bola passou muito longe do gol de Cech.

O Crystal Palace crescia na partida. As Águias conseguiam adentrar a área de Cech com facilidade, mas a defesa dos Blues apresentava segurança. Jerome apostou corrida com Cahill, o atacante entrou na área e foi travado fortemente quando visava a finalização. A torcida pediu penalidade, o juiz nada marcou. Na jogada seguinte, o atleta do Palace fez boa jogada e a bola bateu na mão de Terry. Falta perigosa para os mandantes. Na cobrança, Cech, seguro, fez a defesa.

O Chelsea chegou novamente aos 33, Hazard fez ótima jogada pela direita, passou três oponentes e cruzou. A zaga do Palace afastou. Após o lance do belga, o clube de Selhurst Park chegou com mais periculosidade ao gol, tanto em quantidade como qualidade. Aos 39, em cobrança de falta, Lampard cruzou e Terry resvalou de cabeça. A bola foi por cima da meta do Palace.

Os outros seis minutos de tempo regulamentar consistiu em ataques sem perigo do Chelsea e uma boa atuação das duas linhas de quatro atletas do Palace. O Chelsea teve oportunidades de abrir o placar, já o Palace reclamou de uma penalidade máxima não marcada. 0-0 no primeiro tempo.

O 0-0 no primeiro tempo marcou o 13º jogo seguido dos Blues na Premier League sem tomar gols na etapa inicial. O Crystal Palace chutou cinco vezes, duas foram ao gol. Já o Chelsea chutou seis vezes, nenhuma ao gol. A posse de bola foi de 33%-67%.

 Gol contra de Terry dá a vitória aos mandantes

Para o segundo tempo, Mourinho tirou David Luiz e colocou Oscar. E o Chelsea mostrava uma postura diferente do primeiro tempo. Mais agressivo e pressionando o Palace nos minutos iniciais. Aos 49, após cruzamento, Terry recebeu a bola dentro da área, mas não conseguiu o domínio. Grande chance desperdiçada.

Na jogada seguinte, o Palace cruzou pela esquerda e Terry desviou contra o próprio patrimônio. Aos 51 minutos, 1-0 para os mandantes. No lance seguinte,  Hazard chutou de fora da área e o goleiro do Palace fez incrível defesa. Após o gol, o Chelsea acordou, Schürrle pressionava de um lado, E Hazard infernizava do outro. Aos 55, Ivanovic recebeu de fora da área e arriscou para fora. Boa chance. No mesmo minuto, Lampard deu lugar ao egípcio Salah.

O Chelsea tinha conseguia manter a posse da bola e o Palace apostava nos contra-ataques. Em um dele, Puncheon recebeu em diagonal e finalizou com perigo para fora. Na jogada seguinte, em outra cobrança de falta, Oscar alçou bola na área e Terry desviou a bola perigosamente. Outra grande chance do Chelsea. O Chelsea não dava espaço para o Palace puxar o contra-ataque. Mas não aproveitava as situações claras de gol. Ivanovic desperdiçava cruzamentos e o atletas do meio-campo não conseguiam penetrar a área adversária. 70 minutos, 1-0.

Aos 72 minutos, Oscar arriscou e foi travado. A bola sobrou para Hazard que chutou para a defesa milagrosa do arqueiro mandante. No contra-ataque, o Palace acertou a trave com Jerome. O Palace defendia igual ao Chelsea nos bons momentos, e o Chelsea atacava igual ao Palace em vários momentos. Após ao 79, O Palace finalizou mais uma vez, de fora da área. Cech espalmou para fora. No escanteio, o time mandante não levou perigo ao gol de Cech.

O tempo ia se esgotando e o Chelsea não conseguia levar perigo ao Crystal Palace. Os Blues apostavam nas bolas paradas e nos cruzamentos, mas todas as oportunidades eram efetuadas de forma pífia. Torres, teve uma oportunidade aos 88, mas finalizou de forma displicente para fora. O árbitro deu quatro minutos de acréscimo, o Chelsea já estava no desespero. Apostava nas bolas alçadas de qualquer distância. 1-0 para o Crystal Palace.

Ficha Técnica

Crystal Palace (4-4-1-1): Speroni, Mariappa, Dann, Delaney, Ward, Dikgacoi, Jedinak, Ledley, Puncheon (Parr, 90), Bolasie (O’Keefe, 70), Jerome (Murray, 88).

Substituições não usadas: McCarthy, Ince, Hennessey, Bannan

Técnico: Tony Pulis

Chelsea (4-2-3-1): Cech, Ivanovic, Cahill, Terry, Azpilicueta, Luiz (Oscar, 45), Matic, Lampard (Salah, 57), Schurrle (Ba, 70), Torres, Hazard.

Substituições não usadas: Mikel, Willian, Kalas, Hilario

Técnico: José Mourinho.

Gols: Terry (GC)

Cartões Amarelos: Bolasie, Puncheon, Dann, Mariappa e Terry

Cartões Vermelhos: –

Árbitro: Lee Mason

Estádio: Selhurst Park

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.