Conte deve usar um 4-2-4 nos Blues (Foto: Getty Images)

Antonio Conte é apresentado e concede sua primeira coletiva de imprensa

O novo treinador do Chelsea, Antonio Conte, concedeu nesta quinta-feira (14/07) sua primeira entrevista coletiva e afirmou ser um “alfaiate”, que fará “o melhor traje” para levar o clube de volta à Champions League e à luta por títulos.

Ele também confirmou que John Terry continuará como capitão em Stamford Bridge, depois de assinar um novo contrato em maio.

Demonstrando entusiamo e comprometimento com seu novo trabalho, o treinador falou a partir de Cobhan:

“O Chelsea pertence à Liga dos Campeões e temos de estar sempre lá. E eu sei o único caminho para levar o clube de volta para competir e ganhar títulos: trabalho, trabalho, trabalho.

O treinador é um alfaiate que deve fazer o melhor traje para a equipe. Na última temporada terminar em 10º foi muito ruim, mas temos de pensar no presente.”

Conte, que deu o seu primeiro treino no clube na quarta-feira, disse que o “trabalho” é o “espírito certo”, vital para Chelsea voltar a lutar por títulos.

Terry ainda é importante

Em seu primeiro treino, Conte conversou bastante com Terry
Em seu primeiro treino, Conte conversou bastante com Terry

Conte disse que ele e o clube “tomaram a decisão em conjunto” de oferecer ao capitão John Terry uma extensão de contrato de um ano. O italiano foi nomeado treinador um mês antes do contrato do capitão expirar:

“Repito, John Terry é um jogador importante para mim, para o clube e para os fãs. Ele assinou um novo contrato em maio e tomamos a decisão juntos. Ficamos muito satisfeitos e muito felizes que ele tenha assinado. Falei com ele em momentos diferentes e ele se demonstrou feliz por assinar.”

Pressão

Conte negou que vá sentir a pressão por estrear na Premier League, afirmando que ele “nasceu com a pressão”:

“Eu sofro durante os jogos, mas eu não deixo meus jogadores verem isso, ou os fãs verem isso. E o que eu espero é que haja uma pequena fagulha neles para que eu possa, eventualmente, transformar isso  em um inferno em chamas. 

A pressão para mim não é importante. Eu nasci com a pressão. É normal quando você é um jogador ou treinador de um grande clube. 

Temos de lutar pelos títulos, pela Liga dos Campeões e temos de estar entre os melhores. Cada treinador tem a sua própria ideia de futebol e quero transferir as minhas ideias para os jogadores.”

Transferências e contratações

Conte fez sua primeira contratação no início de julho, quando o Chelsea contratou o atacante Michy Batshuayi revelação belga, de 22 anos, em contrato de cinco anos. Os Blues pagaram 33 milhões de libras pelo destaque do campeonato francês;

“Ele é um jogador jovem, mas muito forte, com boa técnica. Ele usa os dois pés, tem grande talento. Estou muito feliz que Batshuayi tenha se juntado a nós”

O treinador evitou comentar a chegada de possíveis outros nomes, como os especulados Leonardo Bonucci e Paul Pogba, mas destacou o que pesa para ele ao buscar reforços para o clube:

“Você não precisa buscar apenas jogadores campeões, você precisa olhar principalmente para aqueles que podem se adaptar ao nosso estilo de futebol e à nossa filosofia.”

A ética de Antonio Conte

Conte afirmou que o trabalho é fundamental para reerguer o Chelsea
Conte afirmou que o trabalho é fundamental para reerguer o Chelsea

Conte dispensou a ideia de um jornalista de dar a ele um apelido como Jose Mourinho recebeu, “The Special One”, e enfatizou sua ética  de trabalho, que ele quer trazer para Stamford Bridge.

“Eu não sei se isso é uma coisa boa ou ruim, mas eu tenho uma grande paixão pelo futebol, pela minha equipe, pelo meu trabalho. Eu gosto de estar perto de meus jogadores. De estar com ele nos treinos, de jogar com eles, de vencer com eles. Eu tenho uma grande paixão e quero transferir isso para os meus jogadores e fãs.”

Premier League

O italiano, que venceu três Campeonatos Italianos em três anos na Juventus, e que surpreendeu na Euro por sua capacidade tática, falou sobre a Premier League e os duelos com grandes treinadores, como Jürgen Klopp, José Mourinho, Pep Guardiola e Arsène Wenger:

“Este torneio não é um desafio entre os treinadores. É entre as grandes equipes e grandes jogadores que aqui estão. Isto é o mais importante.”

O ex-técnico da Seleção Italiana também disse que irá pedir a outro italiano dicas sobre a Premier League, o campeão com o Leicester City e ex-treinador do Chelsea, Claudio Ranieri:

“Claudio é uma pessoa maravilhosa e claro que vou pedir conselhos.”

Compartilhe

Comments

Category: Chelsea Football Club

Tags: