O fim de uma era?

Maior conquista: Champions League
(Foto: Getty Images)

Quando falamos em grandes ídolos na história do Chelsea, um nome sempre vem à cabeça dos torcedores Blues espalhados pelo mundo: Frank James Lampard. O sub-capitão do Chelsea e atual capitão do English Team faz parte da mais brilhante década da vida do clube. Frank veste a camisa Blue desde 2001. Com o passar dos anos, vieram os títulos mais importantes do mundo, culminando com a conquista da Champions League 2011/12. Porém, o craque completou mais de 10 anos de serviços prestados ao Maior de Londres. Mais de 10 anos honrando as cores do clube. E apesar de não repararmos até que se torne inevitável, a idade, meus amigos, chega para todo mundo. Infelizmente a carreira deste gênio dos gramados se aproxima do fim. Por este motivo este post Blog é especial. Dedico minhas palavras à um dos melhores jogadores britânicos da história:

#8-Frank James Lampard

O jogador chegou ao Chelsea em 2001, vindo do West Ham United em uma transferência que rendeu £11 Milhões aos ‘Hammers’. Desde então Lampard encantou os torcedores de diversas gerações e atualmente detêm a marca de 566 jogos pelos Blues, com 188 gols marcados e 119 assistências.  Seu currículo é de fazer inveja a grandes atletas: venceu 3 Premier Leagues, 4 FA Cups, 2 Capital Ones, 2 Community Shields, além é claro da Champions League 2011/12.

‘The Beginning’
(Foto: Getty Images)

Segundo colocado na eleição de Melhor Jogador do Mundo FIFA e do Ballon d’Or em 2005, Frank Lampard foi eleito o melhor jogador do Chelsea na ultima década e Melhor Jogador do Ano pelo Chelsea em 2004, 2005 e 2009. Outro fato interessante é que Lampard é o meio campista com mais gols na história da Premier League e o único jogador a marcar mais de 10 gols por 9 temporadas consecutivas.

Uma Triste Verdade

Noticias tem ligado o lendário meio campista do Chelsea a outros clubes, principalmente os clubes americanos da MLS. Mas a verdade é que, apesar de seus brilhantes momentos com o Chelsea, Lampard já não é mais o mesmo de seus anos de auge. Nascido em Romford, Londres, no dia 20 de junho de 1978, o jogador de 34 anos hoje é reserva em um Chelsea que se reconstrói. O clube tem seu meio de campo formado por jogadores velozes e jovens, tais como Ramires, Eden Hazard, Juan Mata, Obi Mikel e Oscar, além de reservas como Sturridge – que também pode atuar como winger – Marko Marin, Victor Moses e Ryan Bertrand. Com tantos jogadores habilidosos e rápidos, o camisa #8 não deverá ter tantas oportunidades no decorrer da atual temporada quanto tinha no passado recente, um passado que já vinha transformando Frank em um jogador de banco. Apesar da grande qualidade técnica, Lampard já não consegue manter um bom ritmo e não consegue ter uma boa atuação por mais de um dos tempos do jogo, o que demonstra o cansaço do veterano. Mas, ao mesmo tempo, Lampard é um jogador que respira a história do Chelsea. Um jogador que sempre será parte do imaginário dos futuros torcedores do clube.

X da Questão

Então surge a dúvida: ainda existe espaço no atual Chelsea para Frank Lampard? História deve sobrepor o resultado? Ou devemos preservar a história, abandonar o resultado, mesmo que por algumas temporadas, e homenagear um ícone do Chelsea, permitindo que este termine sua carreira jogando pelo clube de coração, mesmo que isso signifique a queda de rendimento do time?

Com o perdão do trocadilho, mas francamente, engana-se quem pensa que Lampard ainda pode fazer uma boa temporada pelo Chelsea. A cruel verdade é que grande parte dos gols de Lampard vem de cobranças de pênaltis, isto é um fato. Sua armação de jogada ainda é de bom nível, mas às vezes a impressão que tenho é que se trata de um jogador de Masters jogando um futebol profissional. A Premier League é a competição nacional mais difícil do mundo, e por mais que se argumente que um time jovem como o Chelsea – quanto à idade de seus jogadores – precisa de experiência, deve-se considerar que é para isso que existe a comissão técnica. Roberto Di Matteo é um exemplo do que digo. Ex-jogador do Chelsea que hoje é comandante da equipe. O trabalho dele é mostrar para os jogadores, inclusive aos mais jovens, o que deve ser feito para alcançar a glória.

Mas Frank Lampard é ídolo, e não me entenda mal, eu também sou fã de seu futebol. Mas a verdade é que sua carreira em Stamford Bridge, pelo menos como jogador, chegou ao limite. Lampard já não é mais aquele que nos levou a tantas glórias. Seu futebol já não é o mesmo, mas também acho que Frank deva terminar sua carreira no Chelsea. Particularmente, meu sonho é ver sua ultima partida em Stamford Bridge e não quero que ele termine suas participações pelo clube antes que tenha condições de ir à Londres para ver com meus próprios olhos, pessoalmente, um dos maiores jogadores da história. Todo tipo de homenagem deve ser feito ao lendário jogador, mas não podemos insistir em colocá-lo na equipe titular e ele terá que entender isto. Então a decisão cabe apenas à Lampard: dar seus últimos passos no gramado de Stamford Bridge como um reserva de luxo, ou terminar sua carreira jogando como titular em outro lugar.

‘The Royal Lion’: Frank J. Lampard
(Foto: Getty Images)

E você irmão Blue? O que pensa sobre o futuro de Frank Lampard no Chelsea? Devemos ou não utiliza-lo como titular? Títulos ou Homenagens? Concorda comigo? Discorda de mim? Responda a todas estas perguntas nos comentários abaixo. Tire suas dúvidas, responderei seu comentário assim que possível.

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Opinião

Tags:

Article by: Luis Eyer