Na Dinamarca, conseguimos o único resultado aceitável – e com sobras

Direto de Londres

Wild Zebras? Aqui não! (Crédito: Site oficial)

Ao contrário da estreia, a segunda partida de nosso Chelsea na Champions League 2012/2013 foi como o esperado. Fomos ao Farum Park, na Dinamarca, para enfrentarmos o Nordsjaelland, em partida onde só a vitória importa, afinal o adversário é candidato a saco de pancadas do grupo. Não só vencemos; goleamos os Wild Tigers por 4 a 0 e os impedimos de mudar o apelido para Wild Zebras.

Tivemos mudanças no time titular. O mito John Terry, o cão-de-guarda Obi Mikel e o perigoso nao só no nome Eden Hazard comecaram a partida no banco, com o equilibrado Gary Cahill, a lenda Frank Lampard e o novato Victor Moses os substituindo. O treinador Roberto Di Matteo novamente optou por uma formação ofensiva, mostrando que o Chelsea em reformulação está longe de ser a equipe retranqueira e adepta do anti-futebol que muitos alardeiam por aí.

Começamos criando boas oportunidades, mas faltava eficiencia no último toque. Oscar, Torres, Moses e Lampard tiveram boas chances de inaugurarem o marcador. O Nordsjaelland começava a crescer na partida, embora nosso sistema defensivo os tenha segurado com competencia. Finalmente, aos 33 minutos, Mata recebeu ótimo passe de Lampard e estufou as redes, em jogada iniciada após roubada de bola de Torres.

Depois de conquistarmos a vantagem, diminuímos o ritmo, permitindo que os dinamarqueses crescessem no duelo. Após o intervalo, o desenho do jogo continuou o mesmo. A defesa dos Blues ia impedindo o empate, com importantes intervenções de nossa muralha Petr Cech.

Aos 79, o carismático David Luiz resolveu dar um ponto final ao sufoco azul, cobrando falta no canto esquerdo do goleiro Hansen e aumentando nossa vantagem. Os dinamarqueses se desanimaram e conseguimos ampliar com Mata, em bela tabela com Lampard aos 82, e Ramires, após receber passe de Oscar aos 88.

Fim de jogo em Farum Park. Nao poderíamos voltar a Londres com outro resultado. Com todo respeito ao Nosjaelland, mas perder pontos contra eles poderia custar caro lá na frente, afinal estamos num grupo complicado. Além da vitória, fomos beneficiados pelo empate entre Shaktar Donetsk e Juventus, conquistando a liderança do Grupo E. Agora, voltemos nossas atenções novamente à Premier League, com a partida de sábado contra o Norwich City.

Hear the Chelsea Roar!

Category: Opinião

Tags:

Article by: Felipe Maia