Especial: Chelsea x Aston Villa, sempre há emoções!

Confronto entre as duas equipes é marcada por grandes jogos e polêmicas (Foto: Getty Images)
No penúltimo encontro, Ramires foi expulso de forma polêmica, o que gerou revolta em Mourinho e nos jogadores (Foto: Getty Images)

O confronto entre Aston Villa e Chelsea não é só um dos mais tradicionais da Inglaterra, é também um dos que mais reflete, na Inglaterra, a emoção que o esporte pode proporcionar.

No total, as equipes se enfrentaram 149 vezes, com estatísticas que mostram equilíbrio. O Chelsea venceu 58 partidas, enquanto o Villa venceu 57, além de 34 empates. O primeiro confronto aconteceu em dezembro de 1907, um empate por 0-0.

Destes quase 150 jogos, incríveis 25 tiveram cinco gols ou mais, com destaque para o placar de 4 a 2, que ocorreu sete vezes no confronto. Houveram, também, dois 7 a 1, um para cada lado, sendo que a vitória do Villa foi em 1952 e a do Chelsea em 2010.

O histórico recente entre as duas equipes demonstra uma vantagem do Chelsea, que venceu 12 e empatou sete, dos últimos 23 jogos, ou seja, sofreu apenas quatro derrotas para o Villa em pouco mais de dez anos.

Porém, mesmo em uma era de jogos equilibrados, de corriqueiras vitórias por 1 a 0, 2 a 1, o confronto entre estas equipes faz jus a sua história e tem sido marcado por partidas recheadas de gols.

Chelsea 4 x 0 Aston Villa, 2006

Vamos começar contando um confronto pela Carling Cup, em 2006, em que o Chelsea venceu por 4-0, na quarta rodada da competição. Apesar de valer por uma das rodadas iniciais do torneio, José Mourinho fez discurso sobre a importância da competição e o provou, ao colocar em campo um time praticamente todo composto por titulares.

Jogando um bom futebol e buscando durante toda a partida o resultado, os Blues conseguiram quatro gols e inúmeras chances. Lampard abriu o placar, e Shevchenko, em um de suas raras boas atuações pelo Chelsea, fez 2-0. Ballack e Essien completaram o placar.

A importância que Mourinho deu a competição, como também dá atualmente, se provou frutífera, já que a vitória sobre o Aston Villa foi apenas o primeiro passo numa campanha de título na edição 2006/2007 da Copa da Liga.

Shevchenko marcou um dos gols na vitória sobre o Villa, em 2006 (Foto: Getty Images)
Shevchenko marcou um dos gols na vitória sobre o Villa, em 2006 (Foto: Getty Images)

Chelsea 4 x 4 Aston Villa, 2007

No ano seguinte, já com Avram Grant no comando do time, o Chelsea voltou a marcar quatro gols no Villa, desta vez pela Premier League, porém desta vez não foi um jogo tranquilo, já que o Villa também marcou quatro gols, num emocionante 4-4. Com destaques para Shaun Maloney e Andriy Shevchenko, que marcaram dois gols cada, para suas equipes.

Com um primeiro tempo superior ao Chelsea, o Villa marcou duas vezes com Maloney, sendo que o segundo gol foi uma rara falha de Petr Cech. Porém, o Chelsea fez o que precisava para voltar à segunda etapa com uma mentalidade diferente, já que no último minuto do primeiro tempo, conseguiu um pênalti, sofrido por Claudio Pizarro. No lance, Zat Knight foi expulso. Sheva foi para a cobrança e marcou novamente contra o Villa.

No segundo tempo, aos 50 minutos, Shevchenko foi novamente as redes, em seu adversário favorito com a camisa do Chelsea. Um belo chute de fora da área, no alto! Talvez a melhor partida do atacante com o manto azul, já que ele também deu a assistência para o terceiro gol dos Blues. De Sheva para Alex, que estava no campo de ataque, e como um atacante, driblou um zagueiro e bateu no canto. Gol brasileiro, 3-2, com 66 minutos jogados.

Com a virada no placar e um jogador a mais, parecia que o Chelsea teria um final de jogo tranquilo, mas não foi o que aconteceu. O Aston Villa tinha um bom time, com Gareth Berry, Gabby Agbonlahor, John Carew e Ashley Young, que cobrou falta com maestria par ao zagueiro Martin Laursen marcar o empate, aos 72 minutos.

Com empate no placar, uma falta no meio de campo colocou fogo de vez na partida. Ricardo Carvalho deu carrinho violento em Agbonlahor e foi expulso, retornando os times a igualdade de jogadores. Aos 88 minutos, Joe Cole fez jogada individual e sofreu falta dentro da meia lua. Meio gol para Ballack, que  substituiu Lampard. E ele não desperdiçou, no cantinho: 4-3 para o Chelsea.

Porém, aos 90 minutos, o Villa teve a chance do empate, novamente no último minuto de uma etapa ocorreu um pênalti, desta vez para o time de Birmingham. Ashley Cole salvou um gol com o braço e foi expulso. Na cobrança, Barry marcou e selou placar: 4-4.

Veja abaixo os lances da partida:

 Chelsea 7 x 1 Aston Villa, 2010

Já em 2010, no ano do Double, o Chelsea enfiou incríveis 7 a 1 no Villa, no melhor estilo Alemanha, em partida da Premier League, em Stamford Bridge, com atuações de gala de Frank Lampard e Florent Maloda. E dos pés dos dois foi que saiu o primeiro gol dos Blues. Malouda cruzou e Lampard, de carrinho, no segundo pau, fez 1-0 Chelsea com 15 minutos jogados.

Com 30 minutos de jogo, Carew marcou o seu, em cruzamento de Young e empatou a partida em 1 a 1. Parecia que seria um jogo difícil. Entretanto, aos 44 minutos, Zhirkov sofreu um pênalti, convertido por Lampard. 2 a 1 antes do intervalo.

Se o primeiro tempo foi apertado, o segundo foi um baile do Chelsea, com cinco gols. Malouda marcou o seu primeiro na partida aos 57, escorando cruzamento da esquerda. Aos 62, novo pênalti para o Chelsea, novamente em Zhirkov e, mais uma vez, convertido por Lampard, que seis minutos depois deu assistência para o segundo gol de Malouda.

Salomon Kalou foi intruso na festa de Lampard e Malouda e marcou o seu, com passe de Anelka, aos 83 minutos de jogo. E antes que o juiz decretasse o final da partida, Lampard fez mais um, em forte chute da entrada da área. O seu quarto na partida, além de uma assistência.

Veja os gols da partida abaixo:

 Chelsea 3 x 3 Aston Villa, 2011

Na edição seguinte da Premier League, o Aston Villa recebeu o Chelsea e desta vez não passou vergonha. 3 a 3 em grande jogo, com emoções até o último minuto. O primeiro tempo foi morno, com um 1-1 com dois gols de pênalti. Lampard e Young converteram.

Mas o segundo tempo teve quatro gols, sendo três nos últimos sete minutos de jogo. Mas antes, aos 47 minutos, Emilie Heskey marcou o primeiro gol de bola rolando: em cruzamento da direita, o atacante cabeceou após confusão na área. 2-1 Villa.

O Chelsea passou então a dominar o jogo, com chances de Malouda e Ramires defendidas por Brad Friedel. Todavia, aos 84 minutos, após confusão na área, Drogba finalizou forte, sem chances para o goleiro americano, igualando o placar em 2-2.

Com um minuto faltando no relógio, o Chelsea se lançou ao ataque, buscando o placar. Essien ganhou dividida pela direita e cruzou para a área, Drogba cabeçou a queima roupa, mas Friedel fez grande defesa. No rebote, contudo, John Terry, que estava na entrada da área, bateu de chapa no canto. Uma virada do Chelsea e placar praticamente garantido, com um minuto restante no relógio.

Porém, neste único minuto restante, foi a vez do Aston Villa se lançar completamente ao ataque. E em cruzamento da esquerda, o defensor irlandês Ciaran Clark apareceu por trás da defesa e cabeceou livre no canto de Petr Cech, decretando o resultado final: 3-3 e novamente um jogo emocionante entre as duas equipes.

Confira os gols da partida abaixo:

 Aston Villa 2 x 4 Chelsea, 2012

Se as edições anteriores da Premier League trouxeram grandes confrontos entre estas equipes, a edição 2011/2012 do torneio não poderia ser diferente. Com a equipe que ganhou a Champions League, o Chelsea venceu o Villa por 4 a 2, com dois gols de Branislav Ivanovic.

Logo aos nove minutos, Torres perdeu um gol feito, mas que por sorte, deu rebote para Daniel Sturridge marcar. 1 a 0 Chelsea no Villa Park. O gol do inglês foi solitário no primeiro tempo, guardando para a segunda etapa toda a emoção da partida.

Foram cinco gols nos últimos 40 minutos de partida. Primeiro com Ivanovic, que dominou sem querer após cobrança de escanteio e chutou forte e alto, sem chances para o goleiro. 2 a 0 Chelsea, com 51 minutos de jogo.

Entretanto, o Villa resolveu dificultar o jogo e empatou em apenas três minutos. Um gol de James Collins aos 73 e outro de Eric Lichaj aos 80 minutos. O jogo parecia que seria difícil para os Blues.

Mas aos 83 minutos, após desvio de Torres no primeiro pau em cobrança de escanteio, estava lá Ivanovic de novo, de cabeça, para colocar o Chelsea em vantagem. Deu tempo ainda para mais um. Aos 91 minutos, Torres fez o seu, em tiro cruzado. 4 a 2 e outro jogo cheio de nuances entre as equipes.

Veja abaixo os gols da partida:

 Chelsea 8 x 0 Aston Villa, 2012

A edição de 2012/2013 da Premier League trouxe um novo confronto, mas dessa vez um verdadeiro massacre, ainda maior do que os 7 a 1 de 2010. O Chelsea fazia 8 a 0, com sete jogadores diferentes, em partida que marcou a estreia e apenas um de dois jogos de Lucas Piazon com a camisa dos Blues. E o brasileiro teve boa atuação vindo do banco, dando assistência e sofrendo pênalti, que acabou sendo desperdiçado pelo próprio brasileiro.

Fernando Torres novamente marcou o seu, logo aos três minutos, provando que o Aston Villa foi de fato um dos alvos preferidos do atacante dos Blues, 1 a 0 Chelsea. Um belo gol do espanhol, de cabeça, da entrada da área, encobrindo o goleiro do Villa.

Aos 23 minutos, David Luiz bateu bem falta, no ângulo direito do goleiro, e fez 2-0. Cinco minutos depois foi a vez de Ivanovic, após rebote do goleiro, cabecear para o fundo das redes. 3 a 0.

No segundo tempo, foi a vez de Lampard, bem ao seu estilo, em tiro forte, com curva, no cantinho, de fora da área, para fazer 4 a 0. Entre o quarto e o quinto gols, os Blues perderam várias chances, com Hazard, Moses. Até que os brasileiros Oscar e Piazon entraram em campo e deram mais velocidade ao time.

Piazon, em sua estreia, logo no seu primeiro toque na bola, deu um lindo passe em profundidade para Ramires marcar, 5 a 0, com 75 minutos jogados. Quatro minutos depois, Oscar recebeu na área e foi derrubado. Pênalti para o Chelsea, convertido pelo próprio brasileiro, 6 a 0, não percam as contas.

Aos 83 veio a pintura do jogo. Hazard driblou pelo lado esquerdo, tocou para Oscar, que devolveu de primeira para o belga, já dentro da área, deixar um adversário no chão e tirar outros dois da jogada para chutar forte e cruzado no ângulo do goleiro, um golaço.

Deu tempo ainda para Piazon desperdiçar seu pênalti e para mais um gol, novamente de Ramires, em passe de Oscar. 8 a 0 em Stamford Bridge e uma das maiores atuações coletivas da história do clube.

Veja os lances da partida abaixo:

Chelsea 3 x 0 Aston Villa, 2014

De lá para cá, o confronto teve mais equilíbrio, a não ser pela vitória por 3 a 0 nesta temporada, jogo que também teve emoção, mas fora de campo, num episódio polêmico envolvendo José Mourinho, Paul Lambert, técnico do Villa, e Roy Keane, então auxiliar técnico da equipe.

Já com um placar marcando 3 a 0 para os Blues, em Stamford Bridge, Lambert e seu staff viram Mourinho dirigir-se a eles antes do final da partida para cumprimenta-los, se despedindo rumo aos vestiários, o que, para Keane, soou como um gesto de desrespeito, passando dos limites do que é aceitável à beira do campo.

O próprio Lambert recusou-se a cumprimentar Mourinho e apontou o relógio, em sinal de que a partida ainda não havia acabado. O treinador reiterou a opinião de Keane, de que a atitude do português era desrespeitosa. Mou, contudo, respondeu ironicamente, dizendo que os dois são pessoas “bem educadas”, e que aceitava as críticas deles, já que se julga “humilde e que quer aprender todos os dias.”

Veja abaixo o momento que gerou tanta polêmica:

Se a história recente mostra emoção, o confronto deste fim de semana tem tudo para seguir esta receita. O Chelsea luta para manter a diferença de cinco pontos sobre o Manchester City, enquanto o Aston Villa, de Paul Lambert, luta para se afastar da zona de rebaixamento da Premier League, já que atualmente ocupa a 16ª posição na competição. O confronto acontece neste sábado às 13 horas (horário de Brasília), com cobertura completa do Chelsea Brasil.

Category: Conteúdos Especiais

Tags:

Article by: Márcio Canedo