Thomas Tuchel antecipa confronto com o Leicester desta quinta-feira (18)

Como de costume, Thomas Tuchel deu entrevista coletiva diante do encontro dos Blues com o Leicester City nesta quinta-feira (19) em Stamford Bridge. O Chelsea chega para o confronto em uma posição mais tranquila após garantir a vaga para a próxima Liga dos Campeões. Agora, é necessário apenas uma vitória para os londrinos terminarem em terceiro lugar da Premier League.

Elenco tem desfalques para a penúltima rodada

Um dos assuntos principais da coletiva do alemão foram as lesões. Como ao longo de toda a temporada, com dois jogos para o fim da temporada, o cenário de desfalques se mantém para o encontro com os Foxes.

Além de Andreas Christensen, que já não participou da final da FA Cup, e de Callum Hudson-Odoi que desfalca o time há algumas semanas, o treinador ressaltou outros desfalques:

“Kai tenta hoje no treino. Ele fez um treino individual ontem, não estava junto ao treino coletivo, ainda é uma incerteza. Timo está fora com uma lesão muscular. Ben Chilwell voltou aos treinos com a equipe, o que são muito boas notícias. E também foi essencial para elevar o astral de todo mundo e muito bem merecido. Então é bom tê-lo de volta aos treinos. Mas, claro, estará fora da partida”.

Juntamente com Havertz, Mateo Kovacic ainda é dúvida para a partida:

Todos poderiam esperar isso, que Kova teve um grande inchaço no tornozelo depois da partida. Então ele não treinou ontem. Não tenho certeza se terá disponível“, concluiu Tuchel.

Sobre o confronto

Apesar do Chelsea chegar em uma boa posição, Tuchel reforçou que o objetivo é sempre buscar os melhores resultados. Por isso, o time vai entrar para buscar a vitória, até porque, uma derrota pode permitir ao Tottenham sonhar com a terceira posição do campeonato.

Nós ainda temos que jogar por nós, pelas nossas demandas e pelos nossos torcedores. Mais ainda para nossas expectativas e pelo que demandamos. Nós estamos felizes que conquistamos uma vaga no top 4, essa era a meta no início da temporada, pelo que jogamos. Mas ainda temos dois jogos restantes em casa e faremos o possível para vencê-los para nossos ânimos, para os torcedores e para um bom fim de temporada“.

Vale lembrar que no primeiro turno, no King Power Stadium, os Blues venceram por 3-0 com gols de Antonio Rüdiger, N’Golo Kanté e Christian Pulisic.

Elogios aos adversários

Mesmo tendo alguns momentos difíceis na temporada, os Foxes chegam a Stamford Bridge buscando a quarta vitória seguida. Portanto, Tuchel reconheceu os méritos dos adversários e, sobretudo, ressaltou as características da equipe de Brandan Rogers que podem punir os Blues:

“Eles tiveram seus altos e baixos na temporada mas em seu mais alto nível podem machucar qualquer um. Eles podem golpear você em segundos com qualidade, velocidade, com a mentalidade ofensiva e fluidez no ataque. Nós nos prepararemos para a melhor versão do Leicester e nós precisaremos da nossa melhor versão para sermos competitivos”.

Enfim, o alemão disse que não é possível prever o que pode acontecer no confronto. Mas que logo todos saberão a resposta.

Utilização dos próximos jogos como testes

O treinador dos Blues foi lembrado sobre o retorno dos jogadores emprestados e sobre a possibilidade de utilizá-los ou até mesmo escalar jovens da Academia nas partidas.

Nós não teremos Conor Gallagher conosco nos próximos dois jogos!“, começou Tuchel brincando sobre o assunto.

Ainda sobre aqueles que estão voltando de empréstimo, com destaque para Gallagher e Armando Broja, Tuchel manteve a mesma postura de sempre. Ou seja, que aguarda o retorno desses jogadores – afinal eles são do Chelsea. Mais ainda, disse que espera que eles possam performar bem na pré-temporada para, quem sabe, conquistar sua vaga no time.

Nesse sentido, para o próximo jogo, o alemão reforçou que buscará escalar o time da melhor forma possível, dados os jogadores disponíveis e, também, por merecimento:

“Quem merecer irá jogar. Nós ainda temos mais uma sessão de treinamentos e a situação mudou um pouco para nós como já dissemos [o fato de os Blues já estarem garantidos no top 4] […] Vamos esperar e ver como todos se sentem em relação ao jogo e quem tem fome para performar. Esse vai ser o fator mais decisivo na escalação”.

Um resumo da temporada

A temporada ainda não acabou, porém, já é possível perceber pontos positivos a se extrair das campanhas do Chelsea na temporada. Thomas Tuchel lamentou as derrotas para o Liverpool nas duas copas na disputa de pênaltis. Contudo, reforçou que isso não muda seu julgamento sobre o trabalho ao longo das campanhas das quais o clube participou.

“Nós somos os primeiros a admitir que não é a mesma coisa jogar uma final e ganhar uma final. Somos os primeiros a admitir que estamos aqui para conquistar troféus, nós competimos no mais alto nível não só para competir mas para vencer”.

O treinador relembrou os problemas de lesão e até dos casos de covid entre os jogadores que, de certa forma, impactaram a rotina e as performances da equipe. Da mesma forma, ressaltou os impactos das sanções. Ainda assim, os Blues conseguiram se manter nas melhores posições e fazer boas campanhas.

Por isso [por conta dos impactos externos no clube] eu disse ao time que estava orgulhoso após a final da copa que estava bem e orgulhoso da forma como jogamos contra um dos melhores times do mundo. Em especial dada a situação na qual chegamos lá e como performamos. Isso não vai mudar. Tem sempre espaço para melhorar e nós somos os primeiros a admitir isso“.

Colocando tudo em perspectiva, não tem necessidade de perder o sono depois desta temporada. Mas tem muita ambição em nós que não foi satisfeita. Daqui nós vamos. Eu acho que é bom admitir isso. Não vamos ficar muito preocupados com isso, e isso é ok em certo nível. Mas sempre tem espaço para melhorar. Nós não relaxaremos nem desistiremos“, concluiu Tuchel.

2022/23 é logo ali

Devido a todas as mudanças iminentes e à nova Era que vai começar no clube, os planos e expectativas para a próxima temporada são muitas. Desse modo, Tuchel não escapou de perguntas sobre o que o futuro reserva para o Chelsea – e mais uma vez respondeu reforçando seu compromisso com o clube.

Em primeiro lugar, o treinador espera que tudo possa voltar ao normal. Acima de tudo em relação à situação contratual dos jogadores:

Nós fomos afetados por isso [impossibilidade de negociar novos contratos], jogadores estão deixando o clube. Nós estamos reconstruindo, não melhorando o elenco. E isso é sempre desafiador, mas estamos prontos para o desafio. Não sei aonde estaremos no primeiro dia. O que eu posso prometer é que eu estarei aqui, se eu puder prometer isso! Eu estarei aqui com energia completa e positiva não importa o que aconteça“.

Sem dúvidas os efeitos das sanções ainda atrasaram os Blues em alguns aspectos – em especial em relação às contratações. O técnico ressaltou que, por exemplo, o Manchester City já se reforçou enquanto o Chelsea não pode realizar movimentações. Portanto, Thomas reconheceu que não será fácil, mas que é necessário manter a positividade. Assim como a mentalidade correta desde o primeiro dia da pré-temporada.

Enfim, Chelsea e Leicester se enfrentam em Stamford Bridge nesta quinta-feira (19) às 16h (horário de Brasília). A vitória garante a terceira colocação e abre ainda mais possibilidades para novidades no último jogo da temporada – que será marcada por despedidas.

 

 

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Nathalia Tavares