“Por que demitir um dos melhores treinadores de todos os tempos?”, afirma Sir Alex Ferguson

Ferguson acredita que Mourinho encontrará uma solução para o momento dos Blues
Ferguson acredita que Mourinho encontrará uma solução para o momento dos Blues

No último fim de semana o Chelsea amargou novamente uma derrota na Premier League, a oitava na competição. Desta vez o algoz foi o recém-promovido Bournemouth, que em Stamford Bridge fez 1-0 nos Blues, que somam apenas 15 pontos em 15 partidas, mantendo o time na 14ª posição da tabela. Até o momento o Chelsea apenas venceu quatro partidas no campeonato e a fase ruim cada vez mais toma conta do noticiário inglês, que após cada derrota azul questiona a manutenção de José Mourinho na direção técnica do time.

Defendido por várias personalidades do esporte, agora foi a vez de um dos maiores treinadores de todos os tempos reiterar a estabilidade de Mourinho em seu cargo, o escocês Sir Alex Ferguson, que durante mais de duas décadas comandou o Manchester United, conquistando todos os títulos possíveis. O ex-treinador afirmou, em evento sobre liderança, inovação e tecnologia na Inglaterra, que seria “tolice” e um exemplo de “má gestão”, a demissão de Mou:

“Abramovich demitiu tantos treinados nos últimos 10 anos, que acredito que ele já tenha aprendido com esses erros. Ele tem que confiar em José e de que ele pode virar o jogo. Não há nenhum sentido em demitir ele. Por que demitir um dos melhores treinadores de todos os tempos. Ele venceu a Liga dos Campeões Europeus por duas vezes; ele ganhou o campeonato em todos os países ele treinou, ele ganhou todos os grandes troféus. Seria tolice demiti-lo. Isso seria má gestão; seria um exemplo de uma liderança fraca.”

Ferguson, afirmou ter falado com Mourinho algumas vezes nos últimos meses, também ressaltou o fato de que é primeira vez que Mourinho passa por uma fase assim, e que isso é um grande desafio para um treinador, mas acredita que o Chelsea tem dado sinas de melhora:

“Eu estive assistindo José pela televisão e eu falei com ele algumas vezes, recentemente. É a primeira vez que ele está confrontando uma fase ruim. Se você olhar para toda a sua carreira, tem sido de sucesso o tempo todo. Então, pela primeira vez em sua vida, ele está lidando com essa fase ruim, com adversidades, e isso é um desafio, mas há sinais de que ele está dando a volta e devolvendo o time a um nível equilibrado, embora eles tenham perdido no sábado.Eu assisti o jogo e o Chelsea poderia ter vencido o jogo por uma boa vantagem, mas perderam chances e agora eles tem que enfrentar o noticiário, a publicidade negativa, e nunca é fácil para um treinador de futebol nos dias de hoje, porque a atenção da mídia sobre você é enorme.”

O ex-treinador também ressaltou que no futebol atual, onde o lucro é um dos principais objetivos de clubes, mídia e do mercado em volta do esporte, a estabilidade de um treinador acaba sendo deixada de lado, mas ele acredita que como um grande líder, Mourinho encontrará soluções:

“O futebol tornou-se uma indústria tão grande financeira, com ofertas de televisão, patrocínios, conquista de fãs, etc, que acabou tornando o trabalho de um treinador um trabalho de alto risco hoje: o tempo médio que um treinador dura agora é cerca de um ano ou pouco mais através das grandes ligas, o que não é um nada.
Mas para José, como para todos os bons líderes, ele acabará por encontrar uma solução. Ele vai encontrar uma solução e eu acho que ele vai voltar ao seu normal de sucesso. Eu sei que a situação dele não parece boa no momento, mas eu conheço ele e trabalho que ele fez no futebol e eu não acredito que essa fase vá durar muito.

 

Além do mais, a mídia têm sido negligente com o Chelsea. Como a perda de (Thibaut) Courtois, que se machucou no início da temporada. Isso foi uma grande perda. John Terry no início da campanha não estava tendo um grande momento, o que também é uma perda, porque ele é um líder na equipe. Quando você perde dois jogadores realmente influentes como eles, isso pode fazer a diferença.”

O Chelsea volta agora suas atenções para a UEFA Champions League, onde decide uma vaga nas oitavas de final do torneio contra o Porto, na sexta e última rodada da fase de grupos do torneio. O confronto acontecerá na quarta-feira, em Stamford Bridge, às 17:45 horas, horário de Brasília. O Chelsea é líder do grupo com 10 pontos, mesmo número que o Porto acumulou até o momento. Porém, uma derrota para os portugueses pode significar uma eliminação do torneio, já que o terceiro colocado, o Dynamo de Kiev, tem oito pontos e enfrenta o Maccabi Tel-Aviv, adversário fraco, o que faz com que uma vitória do Dynamo seja mais do que provável. Assim, o derrotado do confronto Chelsea e Porto possivelmente perderá a vaga na fase de mata-mata.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Márcio Canedo