Michael Emenalo: “Um dos maiores clubes do mundo está apenas um ponto acima da zona de rebaixamento”

O nigeriano concedeu entrevista para a Chelsea TV na tarde de hoje (Foto: Chelsea TV)
O nigeriano concedeu entrevista para a Chelsea TV na tarde de hoje (Foto: Chelsea TV)

Nessa quinta-feira (17), o diretor técnico do Chelsea Football Club, Michael Emenalo, se pronunciou sobre a demissão de José Mourinho em entrevista exclusiva à Chelsea TV. Ele respondeu perguntas sobre o futuro próximo do clube, o próximo jogo e a relação dos jogadores com o então técnico dos Blues.

Chelsea TV: Michael, recentemente [em agosto] José assinou um novo contrato com o clube. Todos perguntam: “por que agora?”

Michael Emenalo: Esse é exatamente o ponto. O contrato significa que o que aconteceu hoje não foi uma ação premeditada. Foi uma ação visando proteger os interesses do clube. Temos um grande sentimento com um indivíduo, que fez muito pelo clube. O que importa de verdade é que o Chelsea Football Club está com problemas. Os resultados não são bons, obviamente parece ter uma discordância entre jogadores e técnico, e decidimos que era tempo de agir.

CTV: Então, basicamente, os resultados disseram que você tinha que fazer algo?

ME: Bem, eu acho que o Conselho foi forçado a fazer uma decisão muito dura para o bem do clube. Sabe, não cometemos erros em relação ao Chelsea. Um dos maiores clubes do mundo está apenas um ponto acima da zona de rebaixamento, e isso não é bom o suficiente. Todos que amam o clube entendem que esse está com problemas, e algo precisava ser feito.

CTV: As pessoas se perguntam sobre os problemas do jogadores, e agora especulam sobre esses problemas. O que acontece em relação a isso?

ME: Acho que as mesmas pessoas precisam se lembrar que esse é o mesmo grupo de jogadores que venceu a Premier League e a Copa da Liga na ultima temporada. Fizeram isso com estilo e comprometimento com o clube quando necessário. Eles jogaram sob instruções do técnico, fazendo o que ele pedia. É muito fácil fazer essa comparação, mas não é isso que o clube aceita. Obviamente sabemos que os jogadores tem a missão de ir lá fora e provar que todos estão errados, e há um certo nível de comprometimento em levantar o clube na tabela. É isso que devem fazer, e acredito que o farão.

CTV: É natal, o que significa que teremos muito futebol. A FA Cup começa para o Chelsea, a Liga está em andamento, o confronto na Champions League está a oito semanas daqui, mas enfrentamos o Sunderland no sábado e os fãs estão em dúvida sobre o que acontecerá no futuro próximo.

ME: Sabe, você não é um clube grande se não tem contingência nos planos em situações como essa. Acho que temos o que um clube precisa: treinadores de qualidade embutidos no Chelsea, e acho que estaremos bens para o sábado. Temos pessoas comprometidas que vão ajudar na preparação do próximo jogo e que não cometerão erros para que o clube ande para frente vigorosamente, para ter certeza que a situação do novo técnico seja resolvida o mais rápido possível.

O nome mais cotado para substituição do português como técnico do Chelsea, ainda que como interino, é o do holandês Guus Hiddink, que estava a serviço da seleção holandesa.

Mirror: Guus Hiddink deve ser o treinador interino até o fim da temporada

O Chelsea entrará em campo no próximo sábado (19) pela 17ª rodada da Premier League contra o Sunderland, em Stamford Bridge, e o Chelsea Brasil cobrirá a partida. Confira, em vídeo e em inglês, a entrevista completa concedida hoje à tarde:

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Luis Felipe Zaguini

Doente pelo Chelsea.