Hiddink elogia momento e importância de John Terry para o Chelsea

Hiddink exaltou a importância de Terry no elenco dos Blues (Foto: Site oficial Chelsea FC)
Hiddink exaltou a importância de Terry no elenco dos Blues (Foto: Site oficial Chelsea FC)

Após o gol marcado por John Terry nos últimos instantes da partida, que garantiu um precioso ponto para os Blues, o técnico Guus Hiddink afirmou acreditar que há pouca diferença entre o Terry que ele treinou em 2009 e o que ele treina hoje.

O gol do capitão da equipe foi o seu primeiro na atual edição da Premier League – e o seu 40º na história da competição – e foi marcado aos 53 minutos do segundo tempo no eletrizante empate com o Everton por 3 a 3, em Stamford Bridge.

Veja mais: Em jogo emocionante, Chelsea e Everton empatam por 3 a 3

Hiddink não tem dúvidas sobre a importância e a influência de seu capitão e comentou sobre ele e o momento do Chelsea em entrevista ao site oficial do clube.

“Não só por conta do gol do empate, mas sua atitude e as ações que ele tomou defensivamente e ofensivamente. Seu comprometimento por esse time e pelo clube é enorme.

Para mim, não há muita (diferença) entre o John em 2009 e agora. Ele está em forma, ele treina bem, ele cuida de si mesmo, descansa bem, que é o que você tem que fazer nessa idade. Eu não consigo enxergá-lo diminuindo o ritmo nem um pouco.

Se me perguntarem (sobre um novo contrato com Terry) eu darei minha sincera opinião sobre isso. Se eu disser o que eu estou dizendo agora, espontaneamente do meu coração, então você saberá o que eu penso.”

A influência do capitão sobre seu jovem parceiro no miolo de zaga, o francês Kurt Zouma, também tem sido evidente para Hiddink desde que ele tomou o comando da equipe, em dezembro.

“Eu vi Kurt de longe antes e ás vezes ele estava um pouco fora de posição, mas ele progrediu muito rápido ano passado.

Precisamos desse tipo de jogador, mas John também está fazendo seu trabalho defensivo muito bem. Com sua idade e experiência, John é muito mais um líder.

Kurt é um jogador muito jovem, não do tipo de líder que o John é após muitos, muitos anos com uma enorme experiência. Kurt tem um estilo diferente de jogar.”

O meio de semana não terá compromissos para o Chelsea, o que dará a Hiddink e sua comissão técnica a oportunidade de planejar o dérbi contra o Arsenal no domingo (24), no Emirates Stadium. Para o holandês, o jogo contra o Everton deu a chance de analisar os índices do nível de motivação do elenco.

“Tivemos um calendário muito cheio. Teremos agora um pouco de descanso, deixar os jogadores recuperados, e então lentamente nos ajustarmos para o jogo contra o Arsenal. Eu acho que estaremos renovados e espero que todos estejam disponíveis para a próxima partida.

Estamos invictos nos últimos seis jogos. Me preocupa um pouco que estamos concedendo esses gols. Temos que ver de onde ele vêm e faremos isso muito friamente, para analisar sem nenhuma emoção.

Perdemos dois pontos para o West Brom e estamos perdendo dois pontos nesse jogo, que significa que está difícil ir para a zona de classificação da Champions League.

O time reagiu. Isso é o que eu vejo como espírito de equipe, ir atrás da Premier League, jogar as partidas e se esforçar ao máximo.”

Exames apontaram que a lesão sofrida por Diego Costa no sábado (16) foi um hematoma na tíbia e não uma fratura. Ele esteve no campo de treinamento para tratamento no dia seguinte e ainda não foi confirmado se o atacante perderá ou não o clássico contra o Arsenal.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: João Palma