Empresa proprietária da Battersea Power Station dificulta construção do novo estádio

O consórcio vencedor da oferta do terreno da Battersea Power Station não se recusou a fazer uma parceria com o Chelsea Football Club, entretanto, o planejamento de um estádio está fora do planejamento inicial. A SP Setia, empresa da Malásia que venceu a licitação, descartou um possível auxílio na construção do estádio do Chelsea.

Liew Sin Kee, chefe executivo da empresa, cedeu uma entrevista ao jornal Daily Telegraph sobre a questão: “Eu não quero adiantar nada, mas até onde sei, um estádio está fora de cogitação”.

“Porém, não é a última decisão. Estamos empenhados no plano inicial, que aborda as questões residenciais, sociais e habitacionais. E uma possível extensão da Linha Norte. (do metrô) Não sei nada sobre o Sr. Abramovich e o Chelsea, não discutimos a oferta”.

“Decidiremos uma coisa de cada vez, mas até agora, nosso pensamento não envolve estádios de futebol”. 

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.