Um Blue que pode ameaçar o trono de Bolt

Adam Gemili é esperança de medalha em Londres (Foto: GETTY IMAGES).

Adam Gemili. Esse é o nome que pode entrar para a história dos Jogos Olímpicos nos próximos dias. Jovem promessa dos 100 metros, Gemili é um corredor britânico que, com apenas doze anos de idade, apareceu nas divisões de base do Chelsea. Chegou ao clube londrino em 2005, entusiasmado com a possibilidade de ser aproveitado pelo, até então, treinador da equipe, José Mourinho. Foi colega de clube de Ryan Bertrand. Em 2008 começou a praticar, de forma amadora, o atletismo. Era ágil, rápido, e aproveitava tais virtudes para se desenvolver no seu segundo esporte. Jogava na lateral. Segundo os olheiros do clube, tinha um belo futuro pela frente. Abandonou o Chelsea e treinou durante um ano no Reading. Mas, aos 18 anos teve que optar entre os gramados e as pistas. E Gemili, ao contrário da maioria dos garotos que entram para o mundo do esporte, escolheu sua antiga paixão: o atletismo.

Já na sua nova carreira, Gemili, em provas não oficiais, bateu recordes e atletas de renome. Classificou-se para os Europeus de Juniores de Atletismo em Tallin, conquistando a medalha de prata. Em junho do ano passado, consagrou-se Campeão Mundial Juvenil nos 100 metros, alcançando mais um recorde: 10.05 segundos. Agora, dois anos depois de deixar os Blues, a nova sensação do atletismo terá a chance de competir, em sua cidade natal, com estrelas como Usain Bolt, Yohan Blake, Asafa Powell e Tyson Gay.

Gemili, que nunca vestiu a camisa dos Blues em jogos oficiais, já surpreendeu a muitos pela sua rápida ascensão ao atletismo; e quer surpreender ainda mais. A medalha de ouro em London 12 é o limite para essa jovem promessa que um dia defendeu as cores do leão que atualmente ruge mais alto no velho continente.

Category: Competições

Tags:

Article by: Patrick Monteiro