Para Cech, o Chelsea aprendeu com a derrota para o Shakhtar

Segundo o goleiro, gol sofrido no início foi decisivo na partida. (Foto: Site Oficial)

Petr Cech sentiu que sofrer um gol no início da partida deu ao Shakhtar toda a confiança de que precisavam no jogo.

Logo aos três minutos, os Blues ficaram atrás do placar após uma cobrança de lateral que resultou no gol marcado por Alex Teixeira, e o Chelsea acabou sendo “engolido” por uma equipe com estilo de jogo mais dinâmico.

Foi uma noite movimentada para Cech, que fez uma série de excelentes defesas para manter o time vivo, até que Fernandinho marcou o segundo gol para o time ucraniano, resultando na primeira derrota do Chelsea na Liga dos Campeões sob o comando de Roberto di Matteo.

Várias pessoas ficaram surpresas ao ver o atual campeão europeu derrotado, mas Cech insiste que a equipe sabia o que esperar na Donbass Arena, porém não soube lidar com a situação.

“Eu não diria que foi um choque, sabíamos que esta equipe jogava basicamente no contra-ataque, o que lhes permitiu marcar no terceiro minuto. Isso teve um grande impacto no jogo, pois quando perdíamos a posse da bola, eles tinham a chance de contra-atacar e chutar no gol. Eles jogaram muito bem e fizeram um gol no terceiro minuto, em seguida vimos eles jogar confiantes.”

“Começamos lentamente, da mesma maneira que no início do segundo tempo contra o Tottenham, e fomos punidos por isso. Nós precisamos ter certeza de começar jogos melhores do que esse.”

Entretanto, há pontos positivos, pois Nordsjaelland e Juventus empataram em 1-1 na Dinamarca, garantindo ao Chelsea a segunda posição enquanto chegamos na segunda metade da fase de grupos.

“Obviamente 1-1 é um resultado que nos convém, pois perdemos pontos aqui, mas enfrentaremos eles novamente, então ainda estamos na frente. Vamos esquecer esse jogo, temos uma grande partida no fim de semana e espero que seja uma história diferente.”

No domingo, o Chelsea enfrenta o Manchester United no Stamford Bridge, e Cech acredita que há semelhanças entre Shakhtar e a equipe de Sir Alex Ferguson.

“De certa forma o que aconteceu hoje foi uma boa experiência para nós, pois precisamos nos defender melhor”, explicou ele. “Jogamos bem quando temos a bola, mas sem a bola o desempenho cai. Se isso acontecer contra o Manchester United estaremos em grande perigo, pois eles são parecidos com o Shakhtar. Esperamos que tenha sido uma boa lição.”

Category: Competições

Tags:

Article by: Luís Barbosa