Oscar se sente em casa no Chelsea

Em menos de dois meses, o brasileiro já se adaptou bem ao futebol inglês (Foto: Guardian)

Oscar disse que não precisa ser avisado sobre o Norwich City, próximo adversário do Chelsea.

A equipe treinada por Chris Hughton é a 18ª na classificação da Barclays Premier League, e ainda não venceu, mas o novo brasileiro do Chelsea sabe que está em nenhum passeio fácil.

“Eu sei que cada equipe aqui se esforça para ganhar todos os jogos, mas isso não é diferente do Brasil”, disse o jogador de 21 anos, que chegou no verão, vindo do Internacional. “É como na Inglaterra, as equipes que estão no fundo da tabela jogam bem para vencer e sempre nos dão jogos difíceis. Portanto, isso é o mesmo que espero aqui.”

“Temos visto que nos últimos quatro ou cinco jogos, as equipes se esforçaram contra nós, mas queremos ganhar outro jogo porque estamos em casa e isso é o que temos de fazer.”

Até agora, em sua curta carreira no Chelsea, Oscar tem impressionado com sua habilidade com a bola e vontade de jogar sem dela.

“Estou muito feliz em vir para um país grande no futebol, uma cidade incrível e um grande clube, estou curtindo cada dia e jogando  futebol na Inglaterra”, disse ele.

“A cada dia estou buscando aprender mais e me tornar um jogador melhor e espero, no futuro, se eu continuar a trabalhar duro com a mentalidade certa, eu posso jogar melhor e ajudar o Chelsea na Premier League.”

“Eu assisti a Premier League por um longo tempo, então eu sabia que a mentalidade necessária, você tem que trabalhar duro quando você não tem a bola, é diferente do Brasil. Na Europa, você tem que trabalhar duro para conseguir a bola de volta, e eu tive muito apoio dentro do clube, onde as pessoas têm me dado vídeos de jogos e coisas assim para me ajudar a aprender a filosofia do futebol aqui e me adaptar, porque eles conhecem o campeonato melhor do que eu sei.”

Daniel Sturridge permanece como o único desfalque do Chelsea para o jogo, enquanto o Norwich pode ficar sem Sebastien Bassong e Anthony Pilkington por lesão.

Hughton admite que Stamford Bridge é um destino difícil para o seu time após a derrota em casa (5-2 para o Liverpool) na última rodada, e reconheceu uma mudança no estilo de jogo do Chelsea.

“Eu acho que eles são um pouco mais aventureiros do que na temporada passada, mas enfrentar o Chelsea pode ser uma tarefa difícil mesmo se estivéssemos em uma boa campanha ou após uma série de derrotas”, disse ele. “É um lugar difícil de ir, é necessário montar a equipe da maneira que você precisa.”

“Certamente uma inspiração para a equipe deve estar em Stamford Bridge. É um estádio maravilhoso, e eu ficaria extremamente desapontado se houver algum jogador no elenco que não esteja ansioso por esse desafio.”

Category: Competições

Tags:

Article by: Luís Barbosa