Fora de casa, Chelsea enfrenta Leicester City

Buscando subir posições, Chelsea enfrenta o vice-líder da competição (Foto: Premier League)
Buscando subir posições, Chelsea enfrenta o vice-líder da competição (Foto: Premier League)

Após conseguir a classificação às oitavas de final da UEFA Champions League, vencendo o Porto no meio da última semana, o Chelsea volta a focar-se em sua recuperação na Premier League, competição em que ocupa a 15ª colocação. O próximo adversário, no entanto, será muito duro, afinal é o Leicester City, ninguém menos que o vice-líder da competição, com uma partida a menos e o mesmo número de pontos do atual líder, o Manchester City. O jogo acontecerá na próxima segunda-feira (14), às 18h00 (horário de Brasília), no King Power Stadium e terá transmissão do canal FOX Sports. Você também acompanha tudo sobre o encontro em nosso twitter, o @Chelseabrasil.

José Mourinho tem elenco completo à disposição

Depois de contar com os retornos de John Terry e Ramires, que haviam se lesionado na visita do Chelsea a Israel, ocasião em que os Blues bateram o Maccabi Tel Aviv, e voltado na partida contra o Porto, o treinador José Mourinho conta com o elenco completo para o jogo contra o Leicester City. Machucado há mais de um mês, o colombiano Falcao García volta a estar disponível para o treinador, que com isso tem todo o seu elenco disponível para a importante partida contra os Foxes.

Dyer está de volta

Após ficar de fora da partida contra o Swansea City, clube com qual possui vínculo contratual, o winger Nathan Dyer retorna à equipe de Claudio Ranieri, que tem apenas dois problemas para escalar seu time, mas nenhuma novidade. Lesionados há algum tempo, o lateral-direito Ritchie De Laet e o meio-campista Matty James seguem sendo desfalques da equipe, que possui o melhor ataque da competição.

Prováveis escalações

Chelsea (4-2-3-1): Courtois; Ivanovic, Zouma, Terry, Azpilicueta; Matic, Ramires; Willian, Oscar, Hazard; Diego Costa. Téc.: José Mourinho

Leicester City (4-4-2): Schmeichel; Simpson, Morgan, Huth, Fuchs; Kanté, Drinkwater, Mahrez, Albrighton; Ulloa (Dyer) e Vardy. Téc.: Claudio Ranieri

Entrevistas Pré-Jogo

José Mourinho (Chelsea)

Mourinho falou sobre a situação dos treinadores na EPL (Foto: Ian Walton/Getty Images)
Mourinho falou sobre a situação dos treinadores na EPL (Foto: Ian Walton/Getty Images)

Em sua entrevista coletiva pré-jogo, Mourinho comentou sobre a situação dos treinadores na Premier League, elogiou Claudio Ranieri e falou sobre o tempo em que sucedeu o italiano como treinador do Chelsea.

“Todos nós precisamos tentar ser justos com os treinadores. Quando as coisas dão errado, a mídia mata os treinadores, então quando as coisas vão bem, deem crédito a eles. Da mesma forma é assim: ‘demita Monk, demita Mourinho, demita todo mundo que não está indo bem’, e no seu caso, Claudio (Ranieri) merece o crédito, ou então, quando as coisas vão mal, será sempre culpa dos treinadores e, quando as coisas vão bem, mérito dos jogadores, então coloquem Claudio onde ele merece estar.

Esse ano eu só estive em contato (com Ranieri) quando ele assinou seu contrato com o Leicester, como fiz com alguns outros que conseguiram novos empregos no início da temporada – uma palavra normal de boa sorte.

Alguns dos jogadores que encontrei aqui (na primeira passagem de Mourinho por Stamford Bridge) foram compras decididas por ele (Ranieri) – Frank Lampard, Claude Makelele – ótimas decisões.

Mas quando eu cheguei foi o final de um período. Isso é normal no futebol. Você termina uma temporada, é o final de um período, você está em um clube por três, quatro, cinco anos e o clube decide mudar e ir em outra direção. O treinador fica livre para ir e escolher um clube e uma vida diferentes. Isso é o final de um ciclo, quando outro ciclo começa. Isso é muito normal.

Tenho simpatia quando um treinador perde seu emprego no meio (da temporada) e outro chega para substituí-lo e recebe o mesmo time.

Em nosso caso foi o final de um ciclo (no Chelsea) e nós mudamos muitas coisas. Muitos jogadores estavam deixando (o clube) quando Claudio saiu e muitos estavam chegando. Petr Cech estava chegando, Ricardo Carvalho estava chegando, Didier Drogba, Arjen Robben, Tiago, Alexey Smertin estavam chegando. Foi uma mudança completa – mudança de treinador, mudança de elenco, mudança de direção. Isso foi futebol.”

Claudio Ranieri (Leicester City)

Ranieri mostrou confiança na recuperação do Chelsea (Foto: Getty Images)
Ranieri mostrou confiança na recuperação do Chelsea (Foto: Getty Images)

Ranieri comentou em sua coletiva pré-jogo a sensação que vem sentido com o bom trabalho que vem fazendo e falou sobre o momento vivido pelo Chelsea.

“Eu aproveito muito (o fato de estar no) o topo da tabela, porque eu vejo como os jogadores tentam fazer o que eu quero e isso é fantástico para um treinador. Você trabalha nas sessões de treinamento e faz movimentos táticos e lentamente você vê seu time tentar fazer isso.

Às vezes você fala e explica e o jogador não recebe a mensagem, mas agora eles estão cheios das minhas recomendações.

Eu respeito muito (o Chelsea), porque eu assisti a partida deles (na quarta-feira, contra o Porto). Eles jogaram muito bem e tiveram uma concentração muito boa. Eles movimentaram rapidamente a bola.

Eles estão acostumados a fazer isso, eles são os campeões. Cedo ou tarde, eles começarão (a subir na liga). Foi bom para o Chelsea vencer e agora, em dois ou três meses, tudo irá mudar. Estou certo de que eles estarão preparados para lutar.”

Último encontro

Terry marcou na última partida entre as equipes (Foto: Michael Regan)
Terry marcou na última partida entre as equipes (Foto: Michael Regan)

A última vez em que Chelsea e Leicester City se enfrentaram foi na temporada passada. Na ocasião, em partida válida pela 27ª rodada da Premier League, os Blues bateram os Foxes por 3×1 no King Power Stadium. Marc Albrighton chegou a abrir o placar para os donos da casa, mas Didier Drogba, John Terry e Ramires viraram-no e deram a vitória ao clube londrino.

Fique de Olho

A dupla Mahrez-Vardy faz uma EPL fantástica (Foto: Getty Images)
A dupla Mahrez-Vardy faz uma EPL fantástica (Foto: Getty Images)

Nesta temporada fantástica que o Leicester vem fazendo não há como não apontar dois jogadores como os mais perigosos da equipe. Aberto pelo flanco destro, o canhoto Riyad Mahrez tem sido o principal ponto de desequilíbrio do time. Eficaz nos dribles e rápido, tem se destacado com muitos gols (10) e assistências (5) na EPL. Além dele, o artilheiro da liga com 14 gols, Jamie Vardy, vive fase iluminada, batendo recordes e aterrorizando goleiros. Sem sombra de dúvidas estes são os jogadores mais perigosos dos Foxes e dois dos maiores destaques de toda a Premier League até o momento.

Curiosidades

– Chelsea e Leicester se enfrentaram 104 vezes na história. Ao todo, registram-se 51 vitórias dos Blues, 29 empates e 24 derrotas;

– As maiores goleadas do confronto aconteceram nas temporadas 1908-1909, 1958-1959 e 2011-2012. Na primeira campanha citada, o Leicester venceu por 5×2 e nas outras duas foi a vez de o Chelsea devolver o placar;

– Nas últimas dez partidas em casa válidas pela Premier League, o Leicester venceu sete (7V, 1D e 2E);

– O Chelsea venceu as seis últimas partidas de Premier League que disputou contra o Leicester;

– Em seu elenco, o Leicester conta com o zagueiro Robert Huth e o goleiro Mark Schwarzer, ambos ex-Chelsea;

– Claudio Ranieri treinou o Chelsea entre 2000 e 2004.

Category: Competições

Tags:

Article by: Wladimir de Castro Rodrigues Dias

Advogado graduado pela PUC Minas, mestrando em Ciências da Comunicação (Universidade do Minho), 24 anos. A preferência é o futebol bretão, mas me interesso pelo esférico rolado em qualquer terra. Desde a infância, tenho no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; o melhor jogador que vi jogar foi o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Também no O Futebólogo, no Doentes por Futebol e na Corner.