Entrevistas Pós-Jogo: Shakhtar 2-1 Chelsea

Pyatov defendendo um chute de Oscar.

Roberto Di Matteo

“O Shakhtar tem um time muito bom, com um histórico excelente em casa, em especial contra times ingleses, mas também no geral. E o gol no comecinho já deu uma vantagem a eles. É sempre difícil quando isso acontece em um jogo importante, e isso nos desestabilizou um pouco no primeiro tempo, foi difícil encontrar o nosso ritmo.”

“Eu sempre tive a confiança que marcaríamos um gol e melhoraríamos. No segundo tempo começamos a ter um controle melhor do jogo, mas então nos roubaram a bola e armaram um contra-ataque rápido, e tivemos que correr atrás do placar, agora com dois gols contra. O jogo ficou muito aberto.”

“A preparação para o jogo levou em consideração o Willian, trazer o Ramires para a direita para controlar a situação. E então achamos que a melhor solução seria colocar o Hazard em campo, mas fomos muito individualistas ao tentar pressionar no primeiro tempo, e muito espalhados como um time, o que deu espaço ao Shakhtar.”

Sobre os gols sofridos: “Eles tiveram um pouco de sorte com o primeiro gol, a sobra na entrada da área, mas no segundo foi erro nosso em perder a bola, e fomos punidos por isso. Nós certamente temos que melhorar nessas situações como um time. E então tivemos que jogar bem abertos para criar chances e marcar gols. E é uma pena que o nosso gol tenha saído tão tarde.”

Sobre Petr Cech e suas defesas incríveis: “Ele é um tremendo goleiro e está em boa forma e com confiança. É um bônus termos um goleiro tão bom no elenco.”

Visualizando os jogos restantes no grupo, “Temos que vencer os nossos dois jogos em casa (contra Shakhtar e Nordsjaeland) com certeza, e o prêmio de consolação hoje foi o empate da Juventus na Dinamarca, o que só mostra o quanto a Champions League é competitiva. O Shakhtar é um time forte, e estamos em um grupo difícil ”

Sobre John Terry, suspenso por quatro jogos na Inglaterra, mas disponível fora: “Eu acho que o compromisso dos nossos jogadores é de 100%. No geral, poderíamos ter jogado melhor como um time, mas o JT estava normal. Eu não acho que ele se sentiu afetado pela situação.”

David Luiz

“Sim, foi uma atuação horrível, pois queremos ganhar jogos na Champions League. Foi um jogo difícil, e no segundo tempo, o Shakhtar merecia vencer. É isso.”

“Às vezes você simplesmente não joga bem, e hoje foi o que aconteceu. Agora temos que pensar no próximo jogo (contra o Man United no domingo), pois o Chelsea é um grande clube e precisa vencer.”

Category: Competições

Tags:

Article by: Mirelle Oncken